Conteúdo

Wolff admite "dúvidas" sobre a unidade de potência da Mercedes para o final da temporada

1 de outubro de 2021

(por Mattheus Prudente)

Quando se disputa um campeonato de pilotos e construtores, é normal ter dúvidas sobre algumas questões relacionadas ao carro. Nos últimos tempos, parece que a maior delas está sendo a unidade de potência, e Toto Wolff, diretor da Mercedes, admitiu que a equipe está tendo dúvidas sobre isso no final da temporada. 

Ao ser perguntado sobre a segunda mudança de motor no carro de Valtteri Bottas em duas semanas, Wolff disse que eles estão apenas “trabalhando com um fim de semana por vez”, mas estão reavaliando a performance da unidade de potência, pois estão com dúvidas sobre as mesmas. 

Além da disputa forte entre Lewis Hamilton e Max Verstappen pelo campeonato deste ano, as questões levantadas por Wolff sobre a unidade de potência da Mercedes também é relevante para equipes que estão com o motor Mercedes agora, já que precisam definir se vão ou não continuar com esses motores no ano que vem. Até agora, Williams, McLaren e Alfa Romeo usarão a Mercedes em 2022. 

Verstappen mudou o seu motor Honda no GP da Rússia, o que fez o piloto holandês largar em último na corrida, terminando-a em segundo. Existe uma possibilidade grande de Hamilton também mudar, mas Wolff não quis dar uma confirmação sobre o que pode acontecer no futuro. O que se sabe é que, se o britânico quiser evitar uma quebra, a mudança é o melhor caminho. 

Hamilton lidera o campeonato na frente de Verstappen por apenas dois pontos faltando sete corridas para o final. O próximo GP acontece na Turquia, no fim de semana entre os dias 8 e 10 de outubro.