Conteúdo

Wimbledon: chave feminina, dia 2 - Iga recordista, Brasil eliminado, e o possível último ato de uma lenda

29 de junho de 2022

(por João Vitor Nascimento)

Depois de uma segunda feira chuvosa, o sol resolveu sair, em Londres. Tivemos um belo dia de céus abertos, que fez o público lotar as arquibancadas das quadras do All England Club, para mais um dia de muito tênis.  

A terça feira começou com a realização das partidas da segunda feira, que foram adiadas pelo mau tempo, foram elas: Coco Vandeweghe (Americana, número 157 do ranking mundial), contra Elena Rybakina (Cazaque, número 23 do ranking), que terminou com a vitória de Rybakina, por 2 sets a 0, com parciais de 7-6 e 7-5.  

Shuai Zhang, da China (#41) derrotou a japonesa Misaki Doi (#108), por 2 sets a 0, com parciais de 6-4 e 6-0. A estrela suíça Belinda Bencic (#16), foi precocemente derrotada por Qiang Wang (#140), da China, por 2 sets a 1 (4-6, 7-5, e 2-6). Dentre as mais cotadas, Maria Sakkari (#5), Jelena Ostapenko (#17), Barbora Krejcikova (#14), e a atual vice campeã de Roland Garros, Cori Gauff (#12), saíram de seus confrontos, com boas vitórias.  

A última representante brasileira que restava no torneio feminino, Laura Pigossi (#124), foi derrotada pela eslovaca Kristina Kucova (#91), por 2 a 0. A jovem promessa brasileira, até ofereceu um bom combate, no primeiro set, perdendo por 7-5, mas seu lado emocional mostrou-se um pouco frágil, no segundo set. Pigossi se portava de forma meio afobada, perdendo o controle, em trocas de bola mais longas. Atitudes arriscadas e perigosas, que culminaram em muitos erros da brasileira. 

 Infelizmente, acabou sofrendo um "pneu" (6-0), e foi eliminada. O dia foi histórico, para Iga Swiatek. A polonesa, número 1 do ranking da WTA, derrotou Jana Fett (#252), conquistando sua 36ª vitória consecutiva. Quebrando assim, o recorde de Venus Williams, do maior número de vitórias seguidas, no século XXI.  

E por falar em Williams, sua irmã, Serena, fez contra Harmony Tan, o que até agora foi, sem dúvida, o melhor jogo do campeonato. Em uma épica batalha, que durou três horas e 14 minutos, a francesa saiu vitoriosa após ganhar o primeiro set por 7 a 5, perder o segundo por 6 a 1, e vencer o terceiro, e derradeiro set, por 7-6, após o super tiebreak.  

Embora tenha lutado muito, a americana mostrou-se bem irritada, no fim do terceiro set, cometeu erros fatais, que determinaram sua derrota, hoje. Com 40 anos de idade, após ficar um ano sem jogar, vimos a "G.O.A.T" lutar com um joelho defeituoso, ter uma filha (sendo campeã de um Grand Slam, estando grávida), produzir um filme sobre sua família (e sendo premiada), entre outras coisas mais. 

Será que vimos hoje, a "última dança" de Serena Williams no tênis profissional? Ainda não sabemos, mas devemos esperar pelo próximo ato, desta carreira espetacular.