Conteúdo

Will Power vence primeira prova da Indy no fim de semana em Mid-Ohio

13 de setembro de 2020
1h 22

(por Geferson Kern / colaborador Brasil do IndyCarLatinos.com)
 

O australiano Will Power saiu da pole position para vencer a primeira prova da rodada dupla deste fim de semana da Fórmula Indy em Mid-Ohio. O piloto da Penske dominou a prova deste sábado (12) e conquistou a vitória praticamente de ponta a ponta. Power deixou a liderança apenas nos momentos em que fez seus dois pit stops. Ele foi seguido pelo companheiro de equipe Josef Newgarden e por Alexander Rossi, da Andretti, que completaram o pódio. 
 

Depois de conquistar sua 60ª pole na carreira, Power obteve sua vitória de número 38 na carreira, que o fez superar Sebastien Bourdais no ranking de vencedores históricos e se isolar como sexto maior ganhador de corridas da história da Indy. Com a vitória, o campeão das 500 Milhas de Indianápolis de 2018 chega a sua 14ª temporada consecutiva na Indy com ao menos uma vitória. Apenas Scott Dixon e A. J. Foyt, com 18 temporadas seguidas com ao menos uma vitória, superam o australiano nesse quesito.
 

Dixon, aliás, não teve sua melhor performance neste sábado. Depois de largar apenas em 17º, o neozelandês brigou a prova toda no meio do pelotão e chegou a alcançar o 9º lugar, mas completou a corrida em 10º. Com isso, a vantagem no campeonato para o vice-líder Newgarden caiu de 96 para 76 pontos, com 216 ainda em jogo (54 pontos em cada prova) nas quatro corridas restantes do campeonato - a etapa 2 de Mid-Ohio, neste domingo (13), bem como as provas derradeiras do ano, com a rodada dupla no misto de Indianápolis e o GP de St. Petersburg.
 

Foi a terceira prova consecutiva em Mid-Ohio em que não houve bandeiras amarelas. A corrida foi limpa e definida dentro da pista. O único incidente foi uma saída de pista de Marco Andretti, que voltou a decepcionar e terminou somente na 23ª e última colocação. A escapada, no entanto, não foi suficiente para motivar o acionamento do Pace Car, a exemplo do que já havia ocorrido nas vitórias de Alexander Rossi (em 2018) e Scott Dixon (em 2019).
 

Sem a chuva, que ameaçou sobretudo na segunda metade da prova mas não apareceu, as principais mudanças de posição ocorreram dentro dos boxes, na segunda e última janela de pit stops: Alexander Rossi e Graham Rahal aproveitaram para superar Ryan Hunter-Reay, que vinha em 3º até então. O americano, que foi ao pódio na prova do ano passado, ainda lutou para não ser superado na pista pelo sueco Felix Rosenqvist, companheiro de Dixon na Chip Ganassi e terminou na 5ª colocação. 
 

Apesar da volta ao pódio, a equipe Andretti ampliou seu jejum e faz sua segunda pior temporada em 18 anos de história, com zero vitórias em 10 provas. O retrospecto do time, mesmo com cinco carros na pista, supera negativamente a performance de 2006, quando a primeira vitória da equipe de Michael Andretti veio apenas na 10ª prova daquele ano, em Milwaukee, com Tony Kanaan. Por ora, a única temporada em que a Andretti foi pior do que neste ano foi em 2009, quando a escuderia não obteve nenhuma vitória.
 

Neste domingo (13), os carros voltam à pista às 11h15 para a sessão classificatória da segunda prova do fim de semana, em formato idêntico ao utilizado neste sábado, com transmissão ao vivo para o Brasil do serviço de streaming DAZN. A corrida 2 da rodada dupla de Mid-Ohio acontece às 14h, com transmissão do DAZN e do canal por assinatura Bandsports.