Conteúdo

Verstappen supera Hamilton e faz a pole em Abu Dhabi; Red Bull opta por estratégia diferente

11 de dezembro de 2021

(por Mattheus Prudente)

No primeiro ato da “batalha de Abu Dhabi”, Max Verstappen fez a pole position na classificação do último GP do ano. O holandês contou com uma ajuda de Sergio Perez para fazer a sua volta rápida, e Lewis Hamilton não foi capaz de superá-lo depois disso, ficando em segundo. Em terceiro, Lando Norris surpreendeu e colocou sua McLaren na segunda fila. A grande questão para a corrida fica por conta da estratégia escolhida pela Red Bull, que largará de pneus macios com os dois carros, enquanto a Mercedes optou pela segurança dos pneus médios. 

Logo no Q1, Verstappen e Hamilton protagonizaram uma grande disputa pelo melhor tempo. Primeiro, o piloto da Red Bull ficou em primeiro, mas, pouco depois, seu rival foi impressionante e superou com sobras a sua volta. Apesar de uma melhora de Max, Hamilton baixou ainda mais o seu tempo, ficando em primeiro ao fim da primeira sessão. 

Mais atrás, a disputa era franca também entre as Ferraris de Carlos Sainz e Charles Leclerc, mas os carros da AlphaTauri mostravam uma grande força com Yuki Tsunoda e Pierre Gasly. O francês se complicou quando teve uma volta deletada, e ficou na zona de risco para sair no Q1, mas logo retornou ao top 10. Os dois carros da Aston Martin também se salvaram no final, deixando as Williams de Nicholas Latifi e George Russell eliminados. 

Em sua última classificação, Kimi Raikkonen também foi eliminado no Q1, à frente, apenas, dos carros da Haas guiados por Mick Schumacher e Nikita Mazepin. 

Como é característico, Red Bull e Mercedes saíram de pneus médios para fazer suas voltas, e, logo de início, Verstappen e Hamilton fizeram boas voltas, com Hamilton ficando à frente por uma diferença mínima. As Ferraris, que vieram de médios no Q1, parecem não ter gostado do desempenho, e foram fortes com os macios, com Sainz fazendo o melhor tempo. 

No final, existia um problema para a AlphaTauri, já que Tsunoda estava passando, mas Gasly continuava na zona de corte. Perez também tinha problemas, estando em décimo, mas, em um movimento surpresa, a Red Bull decidiu colocar pneus macios em Verstappen e Perez para a última tentativa. A equipe austríaca facilmente superou os melhores tempos do Q2, ficando em primeiro e segundo. No entanto, eles terão que largar com os pneus macios na corrida. 

O problema não foi resolvido por Gasly, que, com problemas nos freios, se manteve na zona de corte e foi eliminado no Q2. Fernando Alonso também não conseguiu passar, assim como Sebastian Vettel, Antonio Giovinazzi e Lance Stroll. 

Todos os olhos estavam em Hamilton e Verstappen no começo do Q3, e o holandês logo deu a sua primeira cartada, fazendo o melhor tempo do fim de semana depois de uma ajuda de Perez. Hamilton não fez uma boa volta, e ficou a cerca de meio segundo de Max. 

Faltando poucos segundos, os dois retornaram para a pista para a última tentativa. Hamilton, diferente do que aconteceu com Verstappen, não ficou atrás para um possível vácuo de Valtteri Bottas, e, mais uma vez, não fez uma volta boa o suficiente para superar o holandês. Norris surpreendeu e tirou Perez da terceira posição, colocando o mexicano para largar em quarto. Bottas, em sua última corrida com a Mercedes, larga em sexto. 

Confira o grid de largada para o GP de Abu Dhabi: 

1º - Max Verstappen (Red Bull) 
2º - Lewis Hamilton (Mercedes) 
3º - Lando Norris (McLaren) 
4º - Sergio Perez (Red Bull) 
5º - Carlos Sainz (Ferrari) 
6º - Valtteri Bottas (Mercedes) 
7º - Charles Leclerc (Ferrari) 
8º - Yuki Tsunoda (AlphaTauri) 
9º - Esteban Ocon (Alpine) 
10º - Daniel Ricciardo (McLaren) 
11º - Fernando Alonso (Alpine) 
12º - Pierre Gasly (AlphaTauri) 
13º - Lance Stroll (Aston Martin) 
14º - Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) 
15º - Sebastian Vettel (Aston Martin) 
16º - Nicholas Latifi (Williams) 
17º - George Russell (Williams) 
18º - Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) 
19º - Mick Schumacher (Haas) 
20º - Nikita Mazepin (Haas)