Conteúdo

Verstappen pula na frente em largada espetacular e domina GP do México

7 de novembro de 2021

(por Jefferson Castanheira)

Mercedes na primeira fila. Bottas é o pole, Hamilton em segundo. Verstappen logo atrás do carro de Bottas, alinhado no grid de largada ao lado de seu companheiro de equipe e anfitrião, Sérgio Perez. Sobe o giro dos motores, vamos para a largada. Com uma precisão de um relógio atômico, Verstappen afunda o pé do acelerador e solta a embreagem no tempo certo. Dispara por fora, vê as Mercedes protegendo o lado de dentro, vê que sua Red Bull pode ir mais rápido e até atrasar a frenagem uns 15, 20 metros sem travar os pneus. Faz o traçado externo teoricamente sujo e sem borracha, traciona e vai embora, sem ninguém na frente. Caminho livre para mais uma vitória na temporada, abrindo 19 pontos de Hamilton no campeonato.

Essa síntese resumiu o momento que deu a vitória para Max Verstappen. Frustrado na qualificação, o holandês teve a calma de um sniper e viu a que a hora de atirar era quando o vento soprasse a favor. E os ventos mexicanos colocam “Los Toros Rojos na delantera”, com caminho livre para uma dominância da primeira a última volta do atual líder e favorito ao título.

Os tais ventos ainda chocaram o carro de Daniel Ricciardo com o pole-position, Valteri Bottas, deixando o Dom Quixote sem seu Sancho Pança. Dom Hamilton estava sozinho e o moinho de vento era real, e soprava muito forte. Os cânticos dos torcedores fanáticos e orgulhosos de Sérgio Perez se transferiram para uma energia calma e determinante para Max Verstappen. Perez chegou a incomodar Hamilton e se aproximou do vice-lider do campeonato, mas o pódio estava de bom tamanho para o mexicano, que não tinha tanta força assim para tentar aumentar ainda mais a vantagem de Verstappen na pontuação do campeonato. 

Hamilton até antecipou paradas, Toto Wolff tentou todas as estratégias possíveis pra fazer o carro de Lewis encostar em Max, mas não houve sucesso. Com ritmo constantemente agressivo e crescente, além de muito preciso, Verstappen dominou sem sustos uma etapa também sem muitas viradas e “plot-twists”. Bottas ainda teve um problema nos freios e ficou muito tempo parado nos boxes quando vinha de ótima corrida de recuperação. Definitivamente, o dia não foi bom pra Mercedes. 

Verstappen então conquistou a vitória, quase 17 segundos à frente de Hamilton, com Perez fechando o pódio em terceiro. Pierre Gasly, mais uma vez, demonstrou personalidade e evolução de seu já excepcional talento, fechando em 4º. Leclerc, Sainz, Vettel, Raikkonen, Alonso e Norris fecharam o Top-10. Bottas foi apenas o 15º. 

A próxima etapa da Fórmula 1 acontece em São Paulo, no autódromo de Interlagos, já no próximo final de semana.