Conteúdo

Verstappen passeia na Áustria novamente e abre mais de um GP de vantagem na ponta; Hamilton é apenas o quarto

4 de julho de 2021

(por Bruno Braz)
 

Olá pessoal. Mais uma corrida na Áustria. Mais um passeio de Max em uma corrida chata de assistir. Não tem muito o que relatar, mas vamos tentar.

O começo da prova teve apenas uma ação, devido ao problema de Ocon, que foi ensanduichado na largada, levando a pior com a quebra de sua suspensão.

O Safety Car entrou e, na relargada, mais um pouco de ação em briga de Pérez com Norris. O garoto da McLaren colocou o mexicano para fora da pista duas vezes, sendo a segunda, pior para o mexicano, que pegou brita e perdeu algumas posições. Norris viria a ser punido com cinco segundos.

Com oito voltas, Max já tinha mais de três segundos de vantagem para Norris, com Hamilton em terceiro, comboiado por Bottas. Mais desgarrados vinham Gasly, Tsunoda, Stroll, Vettel, Ricciardo e Pérez, fechando os 10 primeiros. Naquela altura Hamilton tentava, mas não conseguia superar Norris.

A volta 15 trouxe uma disputa legal entre Pérez e Leclerc, com bela ultrapassagem do monegasco. De Vettel, em quinto, até Sainz, em nono, uma fila de carros próximos, mas sem muita disputa.

Com 20 voltas, Norris foi informado que teria 5 segundos acrescidos em seu tempo, por ter forçado Pérez para fora da pista. De maneira inteligente, parou de perder tempo na disputa com Hamilton, facilitando a ultrapassagem para o compatriota da Mercedes, que por sua vez, elogiou o trabalho de Norris para seu engenheiro por rádio. A diferença que Max tinha, já beirava os 10 segundos. E ficamos com o GP desse jeito, sem nada de interessante, até a volta 40, quando uma uma disputa entre Gasly, Ricciardo, Pérez e Leclerc, tirou um pouco da monotonia. Um pouco depois, na volta 46, Pérez, pela segunda vez, colocou Leclerc para fora da pista. Hamilton, nessa altura, estava com problemas no assoalho do carro, andando mais lento. Aí, não teve jeito: volta 52 e ordem da Mercedes para Bottas passar, ou perderiam os dois lugares para Lando Norris, que vinha mais rápido. Norris ainda ultrapassou Hamilton, de fato, que caiu para o quarto lugar.

Com 55 voltas, a ordem era: Verstappen, Bottas, Norris, Hamilton, Pérez, Ricciardo, Leclerc, Sainz, Gasly e Russell, fechando os 10 primeiros. Em décimo primeiro, Alonso, seguido por Raikkonen, Vettel, Tsunoda, Stroll, Giovinazzi, Latifi, Schumacher e Mazepin, fechando a fila.

Faltando 10 voltas para o fim, Max se deu ao luxo de fazer mais um pit stop e triturar a volta mais rápida do dia. Com 9 voltas até o final, ganhamos duas disputas: Alonso x Russell, pelo décimo lugar, e Leclerc x Ricciardo, pelo sexto lugar. Russell se defendia muito bem de Alonso. Duelo de gigantes, vencido pelo espanhol, depois de algumas voltas de muita pressão.

Com três voltas restantes, Sainz, depois de trocar de posição com Leclerc, partiu para cima de Ricciardo, conseguindo ultrapassar o australiano na última volta.

Tivemos, ainda, na volta derradeira, a patacoada de Raikkonen, batendo em Vettel. São amigos e deve ficar tudo bem, mas esse final de semana para o Vettel foi estranho. Só enrosco com campeões, atrapalhando Alonso no sábado e acertado por Kimi no domingo. Que ‘zica' para o aniversariante!

O resultado final foi: Verstappen em primeiro, Bottas em segundo e um ótimo Lando Norris em terceiro. Em quarto, Hamilton, seguido de Sainz, Pérez, Ricciardo, Leclerc, Gasly e Alonso, fechando os 10 primeiros. Décimo primeiro para Russell, com Tsunoda, Stroll, Giovinazzi, Latifi, Raikkonen, Vettel, Schumacher e Mazepin, fechando a fila.

Max já abre mais de um GP de vantagem para Hamilton no campeonato. Pode abandonar uma corrida, com vitória de Hamilton, que ainda segue líder do campeonato. A dúvida que resta é: a Áustria, por característica particular, acabou entregando duas corridas sem disputa entre Max e Hamilton ou a Red Bull está tão melhor assim?

Minha opinião é que a Red Bull está sim na frente. O bastante para termos, a partir de agora, corridas chatas nesse ponto. O campeonato estava bom, bem legal de assistir, mas se a Mercedes não melhorar um pouco, teremos um domínio sem parar de Max Verstappen do mesmo jeito que tivemos nas duas últimas provas, com o holandês passeando no parque aos domingos.

Abraços e até a próxima.