Conteúdo

Verstappen aproveita abandono de Leclerc, vence na Espanha e assume a liderança do campeonato

22 de maio de 2022

(por Mattheus Prudente)

Um agitado GP da Espanha aconteceu neste domingo (22), e teve a vitória de Max Verstappen, que aproveitou o abandono de Charles Leclerc, que era o líder isolado e superou os seus próprios problemas no carro, para conseguir a terceira vitória seguida e assumir a liderança do campeonato de pilotos. Sergio Pérez terminou em segundo, enquanto George Russell foi o terceiro. 

A largada trouxe Russell com muita ação, conseguindo ganhar posições e ficar entre os três primeiros, enquanto Leclerc já abriu vantagem em relação a Verstappen na primeira volta. Mais atrás, um toque entre Lewis Hamilton e Kevin Magnussen colocou os dois carros nas últimas posições na prova. 

Alguns pilotos faziam uma grande corrida de recuperação, como era o caso de Fernando Alonso e Lando Norris, que conseguiam passar os carros na sua frente de forma rápida. Os dois, que largaram fora da zona de pontos, rapidamente escalaram para os dez primeiros. 

Carlos Sainz, que estava na disputa por um possível pódio em casa, acabou saindo da pista na curva quatro, e caiu várias posições. O que parecia ser um erro incomum se tornou um pouco mais comum quando, pouco depois, foi a vez de Verstappen sair da pista no mesmo lugar, caindo para a quarta posição. 

Depois disso, uma das brigas mais sensacionais da corrida começou, quando Verstappen, que tinha problemas na asa móvel chegava perto de Russell. O piloto britânico da Mercedes fez uma grande linha defensiva para se manter à frente do campeão mundial, não deixando-o passar. Isso, também, era muito causado pelo problema no DRS, que não abria em alguns momentos. 

Quando Verstappen finalmente colocou de lado para fazer a ultrapassagem, a defesa de Russell foi muito boa, voltando na curva dois para se manter à frente. A disputa continuou durante o resto da volta, mas Russell continuou como segundo colocado. 

A segunda posição, no entanto, viraria a liderança, já que Leclerc acabou sofrendo um problema no motor e abandonou a corrida, deixando a disputa entre os dois pela liderança. Verstappen acabou entrando nos boxes e deixando Pérez, que estava de pneus mais novos, para passar Russell. O mexicano, que não tinha problemas no DRS, ultrapassou Russell com certa facilidade para assumir a liderança. 

Verstappen, por sua vez, tinha pneus macios novos, começou a andar muito rápido e se aproximar de Russell, e, dessa vez, não precisou brigar, já que Russell foi para os boxes e viria a assumir a liderança depois que Pérez parou. 

Todos eles, no entanto, fizeram mais uma parada nos boxes, e Pérez ficou na liderança de novo, mas acabou fazendo um jogo de equipe com Verstappen para deixar o holandês ser líder da corrida e do campeonato.  

Enquanto isso, Hamilton, que havia caído para as últimas posições, já estava na sexta posição e com pneus macios no final da corrida. O sete vezes campeão do mundo estava na disputa com Sainz pela quarta posição depois de ambos ultrapassarem Valtteri Bottas, e não tomou muito conhecimento do espanhol faltando cinco voltas para o fim. Hamilton era o quarto. 

Com problemas de vazamento de água, a Mercedes deu uma mensagem para Hamilton para tirar o pé, e Sainz se aproveitou disso para recuperar a quarta posição na última volta da corrida. Lá na frente, Verstappen levava o carro sem muitos problemas, e cruzou a linha de chegada para vencer a corrida e assumir a liderança do campeonato de pilotos.