Conteúdo

VAR anula dois gols de Richarlison, que não desiste e marca em virada do Everton sobre o Arsenal

6 de dezembro de 2021

(por Layo Lucena)

Muito pressionado, o Everton, 16º colocado, recebeu o Arsenal, que briga para se aproximar do G4 da Premier League. Em meio a protestos, Richarlison e Gray livraram a “cabeça” de Rafa Benítez por mais uma semana.

No encerramento da 15ª rodada do Campeonato Inglês, com muita chuva, o Everton esperava mudar o ambiente complicado em que o clube vive. Se vencesse, o time de Liverpool  ganhará a terceira seguida contra o Arsenal; caso fosse derrotado, Rafa Benítez pode ser demitido nos próximos dias. O Everton não vence a 72 dias, última vitória foi contra o lanterna Norwich.

Já o Arsenal, que não contava com Emilie Smith-Rowe; um dos destaque da equipe na temporada, e com Pierre-Emerick Aubameyang no banco, que não marca há cinco partidas, teve uma boa notícia com o retorno de Xhaka após dois meses de ausência.

Richarlison faz gol, mas VAR anula, e Arsenal marca na sequência

O Arsenal tinha muita dificuldade para passar a bola, mesmo no seu próprio campo; já que o Everton marcava alto e pressionava a saída de bola do time londrino. Aos 20', Saka recebeu uma entrada forte e ficou caído no chão, e o atacante precisou ser atendido pela equipe médica do Arsenal.  O camisa sete ficou bons minutos no chão.

Aos 27', vários torcedores do Everton deixaram o estádio Goodison Park em forma de protesto, pois fazem 27 anos que o clube não conquista nada. Apesar da manifestação, o Everton era melhor em campo. Com 29 minutos no cronômetro, Mina, que estava retornando a equipe nesta partida, precisou ser substituído por conta de uma lesão muscular.

Os ‘Gunners’ estavam retraídos em seu próprio canto, já o Everton, pressionava no setor ofensivo. Próximo aos acréscimos, em um levantamento na área após cobrança de falta, Richarlison, livre, cabeceou e marcou o gol. Porém, minutos depois, o VAR apontou um impedimento do atacante brasileiro..

No entanto, no ataque seguinte do Arsenal, Tierney chegou na ponta esquerda e cruzou para área. Odegaard, sem marcação, finalizou de primeira, quase de canela, e a bola "morreu" nas redes de Pickford. Um a zero Arsenal, no último lance do primeiro tempo.

Vira-vira do Everton, com direito a golaço de Gray

Aos 56', Richarlison recebeu na ponta direita e finalizou para o gol, batendo o goleiro Ramsdale. Porém, assim como na primeira etapa, o VAR anulou o lance por conta de um impedimento, para desespero do camisa sete.

Já aos 78’, o Arsenal errou na saída, e a bola sobrou para Gray, que finalizou de fora da área, mas o chute acertou o travessão de Ramsdale. No rebote, Richarlison, de cabeça, encobriu o goleiro do Arsenal. Um a um. Nada de VAR desta vez, assim Richarlisson chegou ao 50º gol na Inglaterra.

Com 83 minutos, Saka fez jogada individual e cruzou na área. Nketiah subiu mais que o defensor e cabeceou, mas a bola foi na trave. Ótima chance desperdiçada.

Com seis minutos de acréscimos, Gray, aos 92, que acertou o travessão na primeira oportunidade - no lance do gol de Richarlison -, tentou mais uma, desta vez a bola viajou e bateu na trave novamente, mas diferente do outro momento, ela acabou entrando no gol. Golaço. Everton dois a um.

Fim de jogo: Everton 2 x 1 Arsenal

Com o resultado, o Everton voltou a vencer após sete partidas, chegando a 18 pontos no campeonato. Agora na 12ª colocação, a equipe de Liverpool vai enfrentar o Crystal Palace fora de casa, no dia 12. Já o Arsenal, que continua na sétima posição com 23 pontos, vai pegar o Southampton, também fora de casa, no dia 11.