Conteúdo

UFC 270 - Deiveson Figueiredo recupera o cinturão dos moscas numa luta espetacular; Ngannou se mantém no topo em combate morno e mais

23 de janeiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

O primeiro evento numerado do UFC em 2022 tinha duas disputas de cinturão como grande destaque, em ambas o lutador mais potente venceu, com Francis Ngannou se mantendo no topo entre os pesos-pesados, enquanto Deiveson Figueiredo recuperou o cinturão dos moscas em uma das melhores lutas do ano. Confira tudo o que aconteceu nos principais combates da noite e veja todos os resultados do UFC 270.
 

Luta morna e esquisita! Francis Ngannou venceu Ciryl Gane por decisão unânime


 

Os cinturões linear e interino dos pesos-pesados estavam prontos para se unificar. O potente Francis Ngannou frente a frente com o pesado mais habilidoso da atualidade, Ciryl Gane, num duelo clássico entre força e velocidade.

Francis Ngannou começou cercando Gane, que fugia e era mais rápido. Porém, enquanto ele tocava para pontuar, o camaronês ia para machucar. Gane acertou um bom chute, mas não abalou muito o campeão linear. Ambos foram para o clinche, mas ninguém levou vantagem. Round bastante parelho.

Com uma estratégia bem montada, Ciryl Gane ia batendo e saindo para cansar Ngannou. O camaronês não conseguia encontrar o desafiante, que só desferia golpes na boa, minando o campeão para garantir mais um round.

O terceiro assalto começou estudado, mas uma tentativa de chute alto de Gane fez Ngannou colocar o combate para baixo. O camaronês tentou bater por cima, depois buscou uma finalização, porém, sem sucesso. Ambos voltaram de pé, mas continuaram agarrados. Gane lançou um belo soco rodado, mas não abalou o campeão linear. Na reta final da parcial, Ngannou conseguiu mais uma queda, garantindo o round de vez.

Ambos voltaram para o quarto assalto trocando golpes timidamente, até que Ngannou conseguiu agarrar o adversário e colocar para baixo. Gane tentou se levantar e foi colocado para baixo de novo, porém, o camaronês não sabia muito o que fazer no chão, pesando para pontuar por dominância. Ngannou chegou a acertar alguns golpes na grade e venceu mais um assalto.

Com a luta muito lenta e ambos sem potência nos golpes, Francis Ngannou conseguiu levar para o chão e garantir uma posição de dominância. Gane buscou uma chave de calcanhar, mas o camaronês teve tranquilidade para se defender e voltar com a base montada. O camaronês pesou e fez o suficiente para seguir soberano entre os pesados do Ultimate.  
 

O cinturão é do Brasil! Deiveson Figueiredo venceu Brandon Moreno por decisão unânime

Primeira disputa de cinturão da noite, a trilogia entre Brandon Moreno e Deiveson Figueiredo, na busca do brasileiro pela recuperação do seu título. A expectativa era de uma das maiores lutas de pesos-moscas da história do UFC.

Ambos começaram se estudando e logo foram para a luta agarrada. Brandon Moreno tentava provocar, mas com bons chutes nas pernas Deiveson fez o mexicano cair no chão duas vezes. Logo depois, Deiveson levou a luta para baixo e foi para as costas, porém, rapidamente o campeão voltou de pé. Moreno acertou bons chutes baixos, mas o mais forte foi de Deiveson na linha de cintura, garantindo o round.

O segundo round começou frenético com ambos se acertando na luta em pé, sem ninguém levar uma vantagem clara até a metade do assalto. Brandon Moreno, mais rápido, acabava tocando mais o brasileiro. Aos poucos o mexicano adquiria mais confiança e soltava mais o jogo, dessa forma o campeão garantiu a etapa.

No terceiro assalto, logo de cara Deiveson Figueiredo tentou levar para o chão. Quando ambos voltaram de pé, uma bomba de Deiveson levou Moreno ao chão, quando o brasileiro sorria e ia para cima foi a vez do campeão fazer o brasileiro balançar. Os dois acertavam golpes contundentes, o Deus da Guerra desferiu um chute baixo que fez o mexicano ir ao chão, mas uma sequência terminada em um direto de Moreno fez Deiveson balançar novamente. Os dois se caçavam e desferiam muitos golpes, só que nos segundos finais um diretaço de Deiveson fez o mexicano beijar a lona. O brasileiro tentou o estrangulamento, mas Moreno foi salvo pelo gongo.

Deiveson Figueiredo voltou confiante no quarto round, soltando chutes e desferindo socos potentes. O brasileiro travou a luta no clinche e lançou bons chutes na coxa. Na volta ao centro, Moreno acertou mais golpes, mas no conjunto da obra Deiveson foi melhor.

Logo no início do round final o campeão levou a luta para o chão, porém, rapidamente o brasileiro levantou. No centro do octógono ambos se tocavam, num verdadeiro toma lá dá cá. Na metade do assalto um direto de Deiveson fez Moreno beijar a lona novamente, mas o campeão conseguiu voltar de pé e se recuperar. No final ambos foram para o tudo ou nada numa intensa troca de golpes. Que final de combate espetacular! Que vitória do brasileiro!


 

Lutão! Michel Pereira venceu André Fialho por decisão unânime

Brasil x Portugal numa luta em que Michel Pereira teve um adversário trocado, recebendo o estreante no UFC, André Fialho.

Fialho tentou ir para cima no início, mas os contra-ataques de Michel Pereira eram pesados e pouco ortodoxos. O português cercava o brasileiro e cercava bem, conseguindo um bom jab. André Fialho demonstrava um ótimo boxe, encurralava o brasileiro e acertava bons golpes, marcando o rosto do Michel. Na reta final do primeiro round Michel Pereira tentou uma joelhada, mas um cruzado por cima do português levou o brasileiro ao chão. Fialho passou a bater por cima e o demolidor foi salvo pelo gongo.

O segundo round começou com Fialho indo para cima, mas recebeu um atraso com bela sequência de socos do brasileiro terminando com uma joelhada. Logo depois um chute na boca do estômago desferido por Michel fez o português sentir. O brasileiro era melhor e soltava o jogo com golpes plásticos, com mais uma joelhada e sequência de socos Michel Pereira fez o Fialho sentir demais. O português travou a luta e descansou para voltar ao centro do octógono. O brasileiro era mais agressivo e na reta final acertou bons golpes e ainda levou para o chão para garantir o assalto.

André Fialho controlava o centro do octógono e perseguia o brasileiro. Enquanto Fialho perseguia, Pereira acertava mais. Com boas sequências o brasileiro pontuava mais, fazendo o português balançar. Nos segundos finais ambos foram para a trocação franca proporcionando um belíssimo show ao público californiano.
 

Não deu para a saída! Said Nurmagomedov venceu Cody Stamann por finalização no primeiro round

Um combate cercado de muita expectativa entre dois pesos-galo que buscavam se colocar entre os principais nomes na categoria. 

Desde o início Cody Stamann começou indo para cima com tudo, só que os golpes rodados e plásticos de Said Nurmagomedov entravam bem. Quando foram para luta agarrada, Nurmagomedov laçou o pescoço do americano numa linda finalização, que encerrou o combate de forma muito rápida.

De virada! Michael Morales venceu Trevin Giles por nocaute técnico no primeiro round

O invicto Michael Morales teve sua primeira chance num card principal do UFC diante de Trevin Giles.

Depois de algum estudo e trocação, Giles colocou para baixo e quase encaixou um katagatame. Quando parecia que estava encaixado, o equatoriano conseguiu escapar e voltar de pé. Na troca de golpes Morales era mais rápido. Ambos foram para a trocação franca e o sul-americano levou a melhor, conseguindo um knockdown com um diretaço. Após isso, Morales bateu até o árbitro encerrar.
 

Veja os resultados do card preliminar:

Victor Henry venceu Raoni Barcelos por decisão unânime 

Jack della Maddalena venceu Pete Rodriguez por nocaute técnico no primeiro round

Tony Gravely venceu Saimon Oliveira por decisão unânime 

Matt Frevola venceu Genaro Valdez por nocaute técnico no primeiro round

Vanessa Demopoulos venceu Silvana Juarez por finalização no primeiro round

Jasmine Jasudavicius venceu Kay Hansen por decisão unânime.