Conteúdo

UFC 254: Porque Justin Gaethje vencerá Khabib Nurmagomedov

22 de outubro de 2020

(por Matheus Morais)
 

Sábado, dia 24 de outubro, teremos o aguardado UFC 254, que ocorrerá na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. Na luta principal, a disputa que unificará os cinturões linear e interno do peso-leve, com o confronto entre o atual campeão linear Khabib “The Eagle” Nurmagomedov e o campeão interino Justin “The Highlight” Gaethje.

Nurmagomedov está invicto em sua carreira no MMA, com incríveis 28 vitórias em todas as suas lutas profissionais. Salvo raras exceções, o russo tem dominado completamente os seus adversários em seus combates. Seu estilo deriva de diversas lutas agarradas (como Wrestling, Judô e Sambo), o que permitiu ao lutador anular os estilos de seus adversários mediante quedas e clinch jamais vistos na divisão dos leves.

Khabib ainda demonstrou, quando levou seus adversários ao chão, que possui golpes no ground and pound – quando o lutador golpeia no chão estando por cima de seu adversário – com potência acima do que se esperaria de um lutador da categoria.

As lutas de Nurmagomedov, até o momento, têm sido todas muito parecidas. No início de sua trajetória no UFC, o russo demonstrou poucas habilidades na luta em pé, resultando que praticamente todas as suas lutas se resumiam ao domínio completo de seus adversários com quedas, clinche (especialmente na grade), golpes potentes no chão e eventuais finalizações. Mais adiante no UFC, Khabib demonstrou uma melhora em seu jogo em pé. Passou a ter uma pressão muito eficiente e até mesmo a conectar golpes significativos em trocadores de primeira linha, como o irlandês Conor McGregor (o russo chegou a dar um knockdown em seu adversário).

Justin Gaethje também acumula mudanças significativas em seu jogo ao longo de sua trajetória no UFC. Como falamos com mais detalhes em matéria publicada na Playmaker Brasil este ano, Gaethje deixou de ser provavelmente o lutador mais empolgante de todo o MMA – suas lutas no antigo WSOF, em que era campeão peso-leve, eram simplesmente eletrizantes – para se tornar um dos mais perigosos peso-leve do mundo (e ainda um dos lutadores mais empolgantes de todo o MMA). O americano passou a ter uma abordagem de luta mais técnica, paciente e precisa.
 

Porque Gaethje vai chocar o mundo?

A convicção do autor de que Gaethje vencerá Nurmagomedov no sábado decorre de o americano ter: (a) Wrestling de primeira linha; (b) poder de nocaute avassalador; e (c) estilo de luta que promete causar diversos problemas ao russo.

Apesar de Gaethje não utilizar o Wrestling em suas lutas há muitos anos – no início da carreira no MMA, o americano dependia bastante da luta agarrada, pela inexperiência na luta em pé – não podemos desconsiderar que o americano obteve sucesso significativo no esporte em seus anos de universitário.

Justin chegou a ser condecorado como “All-American” (uma distinção que se atribui aos competidores que se destacam nas competições universitárias dos Estados Unidos) pela Universidade do Norte de Colorado. As habilidades de Gaethje na luta agarrada, especialmente nas defesas de quedas, têm potencial de permitir que o americano consiga parar o jogo de luta agarrada do russo. Se não conseguir defender todas as quedas, o campeão interino possui todas as condições de frustrar o russo em pelo menos a maioria das tentativas – o que representa uma ameaça importante contra Nurmagomedov e maiores oportunidades de enfrentá-lo em pé.

Justin possui mãos muito pesadas. De suas vinte e duas vitórias na carreira, dezenove resultaram de nocaute ou nocaute técnico, sendo que a imensa maioria por meio de socos. Apesar de peso-leve, o americano possui a potência necessária para terminar a luta contra qualquer lutador do mundo da categoria. O poder de nocaute consiste em arma importantíssima contra o russo pelo fato de Khabib preponderar nas decisões dos juízes, por conseguir muitas quedas e pontos. Para Gaethje, o nocaute representa a chance de terminar uma luta que pode ser muito mais difícil se disputada assalto por assalto, dentro dos cinco previstos.

Por fim, o estilo de Gaethje parece representar grande ameaças a Khabib. O russo possui a enorme capacidade de pressionar seus adversários e forçá-los ao jogo de luta agarrada, especialmente por meio do clinch na grade. O americano, ao contrário de quase todos os adversários do russo, possui a característica própria de lutar sempre para a frente. O campeão interino não costuma permitir que seus adversários o pressionem – muito menos na grade. Gaethje está sempre caminhando para a frente, pressionando seus adversários e forçando-os a lutar de costas para a grade. O confronto de sábado, portanto, representará um duelo de formas de lutar distintas: ambos os lutadores possuem a característica de pressionar seus adversários, ainda que com propósitos distintos. Nesse choque de estilos, Gaethje parece ter mais condições de levar a melhor, especialmente por ocorrer na luta em pé – onde o americano tem melhores habilidades e força em seus golpes – e por Justin Gaethje ter um estilo aguerrido, brigador e disposto a enfrentar seu adversário em todas as trocas de golpes.

A despeito do que foi dito, a luta promete ser tão equilibrada quanto possível. Ambos representam o maior nível possível de MMA profissional. Não à toa estão praticamente invictos em suas carreiras, sendo o russo, na verdade, intacto até esta data. Além do embate de dois campeões, o combate promete ser a luta de dois dos melhores lutadores do mundo na atualidade. Um verdadeiro choque de estilos daqueles que tiram o fôlego dos fãs de MMA.