Conteúdo

Texans acertam acordo com 30 vítimas que acusam Deshaun Watson de assédio sexual

15 de julho de 2022

(por Layo Lucena)

Segundo o advogado Tony Buzbee, que representa as 24 mulheres que entraram com ações civis contra Deshaun Watson, ex-Houston Texans e agora jogador do Cleveland Browns, os Texans chegaram a acordos com 30 mulheres que fizeram, ou pretendiam fazer, acusações contra o quarterback de agressão sexual e assédio sexual.

Os termos dos acordos, incluindo o valor pago a cada mulher, são confidenciais, disse Buzbee, nesta sexta-feira, 15.

De acordo com o ‘The Athletic’, no ano passado, 24 ações civis foram movidas contra Watson, acusando-o de assédio sexual e agressão sexual durante consultas de massagem com mulheres. O quarterback era membro dos Texans no momento dos supostos incidentes. O jogador foi trocado para o Cleveland Browns em março. Não está claro se as seis mulheres adicionais que resolveram seu caso com os Browns estão entrando com uma ação legal contra Watson.

Watson resolveu 20 dos 24 casos, e júris em dois condados do Texas se recusaram a indiciá-lo. O quarterback negou todas as acusações e disse a repórteres no início deste verão que "nunca agrediu, desrespeitou ou assediou ninguém".

Os Texans divulgaram um comunicado logo após a divulgação das notícias do acordo, dizendo que ficaram chocados quando souberam das alegações, mas que esse acordo não é de forma alguma uma admissão de má conduta por parte da equipe.

"Embora nossa organização não tenha conhecimento do suposto assédio sexual de Deshaun Watson, optamos intencionalmente por resolver esse assunto de forma amigável", disse o comunicado. "Esta não é uma admissão de qualquer irregularidade, mas sim uma posição clara contra qualquer forma de agressão sexual e assédio sexual.

"Esperamos que a resolução de hoje forneça alguma forma de encerramento para as partes envolvidas, nossos fãs e a comunidade de Houston em geral", acrescentou o comunicado. "Como organização, agora vamos voltar nosso foco para o futuro e fazer o que pudermos para garantir o respeito a todos.

Ainda de acordo com o ‘The Athletic’, em junho, uma mulher do grupo de 24 entrou com uma ação contra os Texans alegando negligência da equipe. O processo, que foi aberto por Buzbee, alegou que os Texans "sabiam ou deveriam saber da conduta de Watson" e permitiam isso.

O processo também alegou que Watson pediu a vários massoterapeutas que assinassem um N.D.A. (acordo de não divulgação) que o atleta teria recebido de um membro da equipe do Texans e que a equipe indiretamente organizou algumas das massagens no Houstonian Hotel, garantindo a adesão para o quarterback.

Na declaração de sexta-feira, Buzbee disse que a única ação movida contra os Texans "será arquivada com prejuízo" assim que a papelada do acordo estiver concluída.

Watson recentemente passou por uma audiência com a NFL e um oficial disciplinar da NFL Players Association para determinar se ele será disciplinado. A audiência foi concluída em 1º de julho e os resumos pós-audiência devem ser entregues em meados de julho. Ainda não se sabe quando a NFL e a NFLPA chegarão a uma resolução.