Conteúdo

Tatum imparável e Brown decisivo desequilibram no tempo extra e Celtics tiram a invencibilidade dos Hornets

26 de outubro de 2021

(por Diego Dias)
 

Em confronto equilibrado do começo ao fim, onde houveram 28 trocas de liderança no placar, o Boston Celtics contou com grande atuação defensiva e com cestas importantes de Jaylen Brown (uma delas completando um contra-ataque com uma enterrada sobre Miles Bridges) e do alemão Dennis Schröder (9 pontos no período) para impôr ao Charlotte Hornets a primeira derrota na temporada após três vitórias, sendo o melhor início de campeonato na história da franquia. Os Celtics seguem em recuperação e obtiveram a segunda vitória consecutiva depois de 2 revezes, atingindo os 50% de aproveitamento.

Mas, o grande nome do triunfo celta foi Jayson Tatum. Foram 41 pontos (6 de 12 do perímetro) do ala na noite, sendo o principal pontuador da partida, e beirou o triplo duplo com mais 7 rebotes e 8 assistências. Brown demorou pra pegar embalo, mas contribuiu bastante na reta final e chegou a 30 pontos e 9 rebotes enquanto o pivô Robert Williams foi a âncora defensiva com 3 tocos e 16 rebotes (10 deles no lado de defesa da quadra), mas ajudou também no ataque com seus 12 pontos e 4 assistências.

Pelos Hornets, que não tiveram os lesionados PJ Washington e Terry Rozier, o jogador da semana da conferência Leste Miles Bridges foi um dos cestinhas da equipe com 25 pontos, mas teve problemas com as faltas assim como seu parceiro LaMelo Ball, que também deixou 25 pontos (7 cestas de longa distância) e deu 9 assistências, mas que não teve a mesma sorte e acabou ejetado do confronto no overtime. Kelly Oubre Jr anotou outros 19 pontos e Mason Plumlee teve um double-double de 12 pontos e 11 rebotes, além de 2 tocos dados.

Empurrado pelos torcedores, Charlotte tomou as ações da partida no 1º quarto e logo abriu 13 pontos de diferença (27x14) explorando o jogo de perímetro com LaMelo e Miles. Mas logo os Celtics mostraram reação e cortaram a diferença nos instantes finais com tiros de longe dos reservas Jabari Parker e Payton Pritchard antes de outra cesta de três pontos de Parker fazer as equipes irem para os vestiários em igualdade de 33x33. A partir daí as equipes passaram a trocar cestas e a diferença ficou restrita a menos de 5 pontos durante todo o 2º período, em certa parte devido aos desperdícios de ataque.

Na volta para a segunda metade, a pontaria dos times melhorou mas a dura disputa se manteve. O ala Gordon Hayward parecia querer mostrar serviço contra seu ex-time, mas seu melhor lance no período foi uma bela cesta de três pontos do corner antes de duas faltas cometidas darem lances livres a Jaylen e Williams, devidamente aproveitados. Ainda assim, os Hornets tiraram uma desvantagem de 6 pontos (94x88) graças às cestas de Ish Smith e Oubre Jr, além de uma bola do perímetro do reserva Jalen McDaniels para dar a liderança no placar nos segundos finais do quarto.

Os Hornets mantiveram o ritmo nos 12 minutos finais e rapidamente colocaram uma boa vantagem (114x102) com o imparável Bridges e as jogadas desconcertantes de McDaniels, mas os Celtics voltaram à disputa em conversões do até então discreto Brown, que cortou a diferença para apenas um pontinho (119x118) antes de Williams virar o jogo com uma enterrada. Na resposta, LaMelo recolocou Charlotte na frente com um bola de três pontos antes de Tatum ter a frieza necessária para converter os dois lances livres que forçaram a prorrogação. Charlotte ainda teve uma última chance, mas Hayward se atrapalhou com a bola e permitiu a roubada de Marcus Smart.

 

No 'overtime', os Celtics estavam a quatro de vantagem quando outra bola de três de Ball e dois lances livres colocaram emoção no duelo, mas foi o último bom momento da equipe da casa, que falhava em frear o ataque adversário ao passo que desperdiçava as posses. Cestas de perímetro de Schröder e Brown então recolocaram Boston na frente somada à enterrada do ala em cima de Bridges. Com a partida encaminhada a partir daí, os Celtics tiveram os lances livres de Schröder selando o grande resultado da equipe.
 

Final: Boston Celtics 140 @ 129 Charlotte Hornets (OT)
 

Charlotte tentará retomar o caminho das vitórias nesta quarta-feira (27), quando viaja até a Flórida para duelar com o Orlando Magic. Já Boston recebe o Washington Wizards na mesma noite e buscará ficar em campanha positiva pela primeira vez na temporada.

As "fastbreaks" da segunda-feira

- O revés dos Hornets foi benéfico para o Chicago Bulls, que se manteve como o único invicto da conferência Leste. Com 26 pontos (11 no 4º quarto) de DeMar DeRozan contra sua antiga equipe, o Toronto Raptors, os Bulls chegaram a quatro vitórias em quatro jogos e igualaram seu melhor início de temporada obtido em 1996/97, na era Jordan;

- O Minnesota Timberwolves estava com a dupla Anthony Edwards (28 pontos, 9 rebotes) e Karl-Anthony Towns (32 pontos, 14 rebotes, 7 assistências e 2 tocos) inspirada, mas o restante da equipe não acompanhou o ritmo e o New Orleans Pelicans venceu sua primeira na temporada com um duplo double-double de 22 pontos e 23 rebotes do lituano Jonas Valanciunas e outros 27 pontos de Brandon Ingram;

- Paul George estabeleceu seu recorde de roubos de bola na carreira com 8 e Luke Kennard chegou ao career-high em cestas de longa distância com 6 conversões e o Los Angeles Clippers obteve seu primeiro triunfo ao atropelar o Portland Trail Blazers, que teve o apagado Damian Lillard (12 pontos em 15 arremessos) e os excessivos erros de posse como contribuintes para o resultado.
 

Demais resultados

Washington Wizards 90 @ 104 Brooklyn Nets

Detroit Pistons 104 @ 122 Atlanta Hawks

Milwaukee Bucks 119 @ 109 Indiana Pacers

Chicago Bulls 111 @ 108 Toronto Raptors

Orlando Magic 90 @ 107 Miami Heat

New Orleans Pelicans 107 @ 98 Minnesota Timberwolves

Cleveland Cavaliers 99 @ 87 Denver Nuggets

Portland Trail Blazers 86 @ 116 Los Angeles Clippers