Conteúdo

Taticamente perfeito, Belal Muhammad vence revanche contra Vicente Luque; confira o que de melhor aconteceu em mais um evento do Ultimate

17 de abril de 2022

(por Rafael Lima)
 

Este sábado (16) contou com mais um evento Fight Night do UFC. No duelo principal, uma revanche entre o brasileiro Vicente Luque e o americano Belal Muhammad. A nossa expectativa era de uma vitória do lutador do nosso país, o credenciando para um “title shot” diante de Kamaru Usman. Porém, apostando na luta agarrada, o adversário foi melhor e frustrou a torcida brasileira. Confira como foram os principais combates do evento.
 

Estratégia perfeita! Belal Muhammad vence Vicente Luque por decisão unânime

O combate principal da noite foi um belo choque de estilos entre Vicente Luque, que prefere a luta em pé, e Belal Muhammad, um wrestler dos melhores da categoria. Logo no início, Luque trabalhou muito bem a distância e os chutes nas pernas. Apesar do bom começo, Muhammad conseguiu quedar Luque e dominar o brasileiro no chão, que só se levantou na reta final.

Luque voltou bem no segundo round, apostando ainda nos chutes baixos e em bons socos. Muhammad tentava devolver bons jabs, mas era tudo para abrir uma brecha e levar o duelo ao chão, onde conseguiu manter o brasileiro até o fim da etapa.

Vicente Luque novamente tomou a iniciativa, uma esquerda dele balançou Muhammad, que recuou. O brasileiro, foi para o ataque para liquidar o embate, conectando belos golpes. Muhammad, mesmo levando um atraso, conseguiu derrubar. Porém, desta vez Luque conseguiu se levantar e voltou a acertar golpes duros, se aproximando do nocaute.

O brasileiro percebeu que o adversário foi salvo pelo gongo no terceiro round e veio para liquidar no quarto. Porém, mesmo com bons chutes, Luque deu brecha e foi derrubado novamente. Muhammad manteve o combate no solo o quanto conseguiu, mas Vicente se levantou. Ambos, sem muita energia, deixaram o tempo passar sem muita atividade.

O quinto assalto apresentou ambos cansados, Muhammad tentou uma queda, mas não tinha mais vitalidade para derrubar. Luque quase aplicou um triângulo de mão, mas Belal conseguiu virar e ir para as costas do brasileiro, arriscando um mata-leão. Ambos foram para trocação, só que ninguém levou vantagem.
 

Final inesperado! Caio Borralho vence Gadzhi Omargadzhiev por decisão unânime

O invicto Caio Borralho estreou no UFC diante de Gadzhi Omargadzhiev. O brasileiro era mais rápido na trocação, acertando bons golpes. Omargadzhiev caiu por cima, mas logo Borralho reverteu e tentou impor um ground and pound. O russo afastou Caio com um chute na cabeça, mas o Borralho foi para as costas e tentou um mata-leão.

O russo voltou buscando a luta em pé e acertou bons golpes, mas Borralho virou com seus ataques e abriu espaço para buscar a luta agarrada. O brasileiro conseguiu avançar para as costas e aplicar o cadeado, mas não teve tempo de terminar o combate.

Logo no início do terceiro assalto, Omargadzhiev desferiu um golpe baixo. Borralho, recuperado, arriscou joelhadas voadoras, mas rapidamente buscou a luta agarrada. Tentando uma transição no chão, Borralho deu uma joelhada ilegal no adversário e Dan Miragliotta finalizou o embate. Apesar do golpe baixo, o brasileiro perdeu um ponto, mas venceu a luta.
 

De virada! André Fialho vence Miguel Baeza por nocaute no primeiro round

Com um ótimo boxe e muita resistência, André Fialho voltou ao octógono mais famoso do mundo em busca de sua primeira vitória no UFC. Porém, Miguel Baeza partiu para cima e começou o combate com muita agressividade, pressionando o português desde o início, com bela sequência. Só que Fialho não só absorveu as investidas do adversário, como acertou um uppercut fantástico no oponente. A partir daí, o português desferiu um ótimo direto que levou Baeza ao chão. Depois disso, foi só dar duas marteladas no chão para definir o confronto.
 

Grande vitória brasileira! Mayra Sheetara vence Wu Yanan por decisão unânime

Mayra Sheetara teve pela frente seu principal desafio da carreira, a chinesa Wu Yanan. Logo no início a chinesa tomou as rédeas do duelo com boas combinações, só que a brasileira acertou um direto explosivo no contragolpe, derrubando Yanan. Sheetara tentou definir a fatura no ground and pound, mas a chinesa se levantou. A brasileira, mesmo de pé, achou a distância certa e acertou os melhores golpes.

Sheetara batia e saía, demonstrando grande consciência de luta. Wu Yanan conseguiu derrubar, mas a brasileira foi ativa por baixo e quase finalizou , mas a chinesa conseguiu resistir à kimura.

Wu Yanan, melhor fisicamente, foi para o ataque para tentar virar o duelo. Só que ela atacava de forma desordenada, não conseguindo abalar a cansada Sheetara, vencendo o round, mas não a luta.
 

Outros resultados:

Pat Sabatini venceu TJ Laramie por decisão unânime
Mounir Lazzez venceu Ange Loosa por decisão unânime
Devin Clark venceu William Knight por nocaute no terceiro round
Pannie Kianzad venceu Lina Lansberg por decisão unânime
Drakkar Klose venceu Brandon Jenkins por nocaute técnico no segundo round
Rafa Garcia venceu Jesse Ronson por finalização no segundo round
Martin Buday venceu Chris Barnett por decisão unânime técnica
Jordan Leavitt venceu Trey Ogden por decisão dividida
Sam Hughes venceu Istela Nunes por decisão majoritária
Heili Alateng venceu Kevin Croom por nocaute técnico no primeiro round