Conteúdo

A surpreendente revelação de Serena Williams: "Me acostumei a jogar com dor"

5 de abril de 2021

(por Leonardo Costa)

 

Ganhadora de 23 Grand Slams e dominante no circuito feminino de tênis nos últimos 20 anos, Serena Williams revelou em entrevista recente que, em boa parte de suas conquistas, padecia de dores.

A tenista de 39 anos contou em entrevista à revista People que sofre de enxaqueca: "Não é uma lesão no joelho, é algo que não se pode ver fisicamente. Você não pode chegar e dizer: 'estou com enxaqueca, não posso jogar'. As pessoas falam que não veem nenhum edema, nenhum machucado, que posso aguentar. Me acostumei a jogar apesar da dor", e finalizou: "Não poderia ir para uma coletiva de imprensa e dizer que tive uma crise de enxaqueca, por isso tive que encontrar uma maneira de superá-la".

Serena também detalhou que durante seu período de inatividade, as crises de enxaquecas eram mais intensas que durante os jogos ou sessões de treinamento, afirmando que sua vida extremamente agitada fora das quadras, como empresária e mãe, cooperavam para o aumento das dores.

Agora afirmou que está tomando medicações quando presume que as dores começarão e desde então elas têm sido menos frequentes: "Não sei se tive crises de enxaqueca desde que comecei a tomar o remédio, para ser honesta".

A multicampeã também afirmou que a pandemia a deixou muito estressada, devido ter que passar o dia cuidando de sua filha e trabalhando em casa sem poder treinar. Durante esse período, ela não encontrava um momento de relaxamento, e as crises chegavam ao anoitecer. 

Felizmente, a ex-número 1 do ranking da WTA decidiu buscar tratamento durante o período de isolamento, e os resultados já foram notados durante o US Open de 2020 e o Australian Open deste ano. Serena ainda não tem previsão de volta ao circuito após passar por uma cirurgia oral.