Conteúdo

Suns conseguem vitória apertada na prorrogação diante do Charlotte Hornets

29 de março de 2021

(por Vinícius Freitas)
 

Apesar do começo um pouco melhor dos anfitriões, o duelo foi bastante equilibrado na primeira metade de jogo, com nenhuma das duas equipes conseguindo abrir grande vantagem no início. Os Hornets mantinham a liderança no placar de um ataque, explorando os arremessos de média e longa distância, com destaque para Gordon Hayward (7pts) e Terry Rozier (11pts). Os Suns mantinham-se próximos, com mais foco nas jogadas de garrafão, com um ótimo começo de DeAndre Ayton (10pts) e de Devin Booker (11pts) no primeiro quarto apesar do revés de 29 @ 26.  

No segundo período, o jogo continuava equilibrado, mas com as equipes caindo de rendimento ofensivo bruscamente. Os Hornets abriram 34 @ 29 no começo, mas depois os visitantes conseguiram passar a frente, devido a quantidade de ataques desperdiçados. Na metade da etapa até a saída para o intervalo, as equipes trocaram algumas vezes a liderança do placar, mas com um aproveitamento muito abaixo do normal, com os Suns atingindo apenas 38% nos arremessos em geral e 20% (!) nas bolas de 3, contra 41.9% e 31.6% respectivamente dos Hornets. O placar marcava 49 @ 49 com Booker  (16pts) liderando a equipe de Phoenix. Devonte Graham (14pts) e Terry Rozier (13pts) eram os cestinhas dos Hornets até então.

Na volta do intervalo, a equipe do Arizona voltou muito melhor, com uma sequência de 11-0 e praticamente anulando seu adversário ofensivamente. Os Hornets só conseguiram anotar a primeira cesta quase na metade do período, com 6:28 restantes em uma bola longínqua de Hayward, anteriormente anotando apenas um lance livre em falta técnica de Jae Crowder. Devin Booker liderava sua equipe, armando, pontuando e sempre incomodando a defesa dos anfitriões, que cometeram algumas faltas no jogador, sendo o grande responsável pela liderança do placar dos Suns, anotando 10 pontos no quarto e chegando a 26 na partida. Apesar de voltarem muito mal dos vestiários, os anfitriões conseguiram diminuir o prejuízo no final do terceiro quarto, indo para a etapa derradeira, perdendo por 76 @ 67, um placar ainda recuperável. 

Os Suns foram administrando a vantagem conforme o tempo corria, mantendo durante a primeira metade do jogo quase 10 pontos na liderança do placar. Depois de Torey Craig fazer 88 @ 76 para os Suns com 5:59 para o fim, os Hornets aos poucos foram se recuperando e diminuindo a diferença, com destaque para Devonte’ Graham, que anotou os últimos 8 pontos de sua equipe, empatando a partida em 90 @ 90. Assim como os anfitriões, Phoenix sofreu um apagão e anotou apenas 2 pontos nos seis minutos finais, tomando 14-2 na segunda metade da etapa, vendo seu adversário se reerguer e levar um jogo praticamente perdido para a prorrogação.

Apesar do susto, o vice-líder do Oeste conseguiu a vitória na prorrogação, ficando à frente do placar da metade para o final, quando abriu frente de 95 @ 92. Os Hornets se esforçaram bastante, chegando a diminuir a diferença para 97 @ 95, em mais uma bola certeira de 3 pontos de Devonte' Graham. Booker chamou a falta no ataque seguinte e recebeu, convertendo os 2 lances livres e abrindo 99 @ 95 para os Suns, com 14 segundos restantes no relógio. Graham sofreu falta antes de tentar o arremesso de 3, mas anotou os dois lances livres, diminuindo para 99 @ 97 o placar, agora com 8 segundos restantes. A bola foi para o experiente armador Chris Paul, que ainda conseguiu ganhar alguns segundos antes de sofrer falta, convertendo mais dois lances livres e encerrando o placar do jogo em 101 @ 99, em um confronto de muitos erros ofensivos.
 

Phoenix Suns 101 @ 97 Charlotte Hornets 


 

Apesar da vitória, o Phoenix Suns foi pior nos aproveitamentos, com 35.4% (34/96) no geral e 20% (8/40) apenas nas bolas de 3 pontos, contra 40% (34/85) e 30.2% (13/43) dos Hornets, respectivamente. Os Suns continuam perseguindo o Utah Jazz pela liderança do Oeste, agora com 31V-14D, já o Charlotte Hornets, com a derrota, cai para o 6º lugar do Leste, ainda se classificando diretamente para os playoffs se a temporada regular terminasse agora.

Destaques

PHO: Devin Booker (35pts, 6reb, 2ast), DeAndre Ayton (14pts, 14reb), Chris Paul (16pts) e Mikal Bridges (13pts, 8reb, 6stl)

CHA: Devonte Graham (30pts), Terry Rozier (22pts, 10reb), Miles Bridges (18pts, 12reb) e Gordon Hayward (15pts, 6reb)