Conteúdo

Sucesso! UFC 264 se torna o segundo evento com mais vendas de pay-per-views da história do Ultimate; veja os números

14 de julho de 2021

(por Leandro Chagas)


Tendo como luta principal o terceiro confronto entre Dustin Poirier e Conor McGregor, e recheado de outros ótimos duelos, o UFC 264 era sem dúvida alguma um dos eventos mais esperados do ano para os fãs de MMA. Tal expectativa em torno do card foi traduzida em números. Segundo informações do "Sports Business Journal", o show realizado no último sábado (10) vendeu 1,8 milhão de pacotes de pay-per-view, se tornando o segundo maior da história do Ultimate neste quesito.

Antes do duelo contra Poirier, McGregor chegou a dizer que quebraria o recorde da organização, mas acabou falhando nessa missão. Entretanto, vale destacar que o posto de número 1 segue com um duelo em que o irlandês esteve presente. O evento em questão é o UFC 229, realizado em outubro de 2018, que vendeu 2,4 milhões de pacotes de pay-per-view. Na ocasião, "Notorious" enfrentou o russo Khabib Nurmagomedov, que venceu o combate com uma finalização no quarto round, mantendo o título dos leves. 

Apesar de não quebrar o recorde da organização, o UFC 264 superou as edições de revanches entre McGregor vs Nate Diaz (UFC 202) e McGregor vs Poirier (UFC 257, que atingiram o número de 1,6 milhão. Tais números só comprovam mais uma vez que Conor é o lutador mais popular da história do Ultimate, o que dá sentido às recentes declarações de Dana White, que já projeta um duelo de número quatro entre o irlandês e Dustin. 

"A luta não acabou. Não dá para terminar uma luta assim. Veremos como tudo se desenrola. Quem sabe quanto tempo Conor ficará fora? Poirier estava ótimo novamente. Ele vai fazer o que tem que fazer até Conor estar pronto. É tudo uma questão de tempo, o que está acontecendo e o que aconteceu desde então. Não sabemos por quanto tempo Conor McGregor vai ficar de fora, de quanto ele vai precisar de reabilitação e terapia”, disse o mandatário, citando a fratura na perna sofrida por McGregor, deixando em aberto a possibilidade de uma nova luta entre ele e Dustin.