Conteúdo

Show dos Eagles, virada dos Titans, vitória importante dos Steelers e mais; confira como foram os jogos das 14h deste domingo

31 de outubro de 2021

(por Rodrigo Mota e Bruno Fugazza)
 

O domingo da semana 8 da temporada 21/22 reservou partidas surpreendentes. Confira como foram os jogos:
 

Eagles atropelam Lions em confronto nada equilibrado

Mesmo jogando fora de casa, o Philadelphia Eagles visitou o Detroit Lions, e a equipe visitante não tomou conhecimento dos anfitriões, vencendo a partida com placar elástico.

O primeiro quarto foi um pouco mais defensivo, com o placar contido até entao. Ainda assim, os Eagles abriram a contagem com touchdown terrestre de Boston Scott. No segundo quarto, os visitantes continuaram tomando conta das ações ofensivas da partida, primeiro em field goal de 43 jardas convertido por Elliot, e posteriormente com Jordan Howard em mais um touchdown terrestre, num grande drive orquestrado por Jalen Hurts, levando o placar para o intervalo em 17x0.

No terceiro período, Philly ampliou ainda mais sua vantagem marcando 21 pontos, estendendo a liderança para 38x0. Com o jogo já decidido, os Lions anotaram seu touchdown de honra pelo menos, com Jamar Jefferson correndo para descontar. Porém, os Eagles não tiraram o pé, anotando mais dois field goals para fechar o jogo amplamente dominado.

Final: Philadelphia Eagles 44x6 Detroit Lions

 

Bills vencem Dolphins em partida truncada

Os Buffalo Bills recebeu o Miami Dolphins e o que tinha expectativa de ser um jogo fácil acabou não seguindo o script imaginado. O primeiro tempo de jogo foi equilibrado, com as defesas jogando bem e os ataques tendo dificuldades para progredirem suas campanhas.

Buffalo abriu o placar com field goal longo de Tyler Bass ainda no primeiro quarto, 3x0. Já no segundo período, Sanders respondeu da mesma forma conectando um chute de 51 jardas para empatar, 3x3. A partida permaneceu no mesmo ritmo no início do terceiro quarto, mas para o fim do mesmo período finalmente a equipe da casa desencantou e mostrou a ofensividade explosiva que estamos habituados. Primeiro foi a vez de Gabriel Davis, que se viu sozinho na endzone para marcar, 10x3 após chute. Depois, logo no início do quarto período, foi Stefon Diggs quem marcou em conexão de 19 jardas para ampliar, 17x3.

No drive seguinte, Miami respondeu com uma campanha que teve até direito a conversão de quarta descida, que acabou na endzone com touchdown terrestre de Tua Tagovailoa, 17x11 após conversão de dois pontos. Os Bills voltaram a campo e conseguiram gastar bastante relógio, e ainda de quebra anotando mais um field goal para aumentar a vantagem agora para duas posses, 20x10.

Tua e os Dolphins vieram ao ataque novamente, mas a campanha acabou cedo, quando o quarterback dos Dolphins acabou interceptado por Poyer. Sem perder tempo, Allen mais uma vez foi clínico, e o próprio camisa 17 entrou na endzone para selar a vitória.

Final: Miami Dolphins 11x27 Buffalo Bills

 

Panthers levam a melhor em cima dos Falcons em confronto divisional

Em um dos duelos divisionais da rodada, o Atlanta Falcons recebeu o Carolina Panthers, mas acabou quebrando sua sequência de vitórias. Atlanta abriu o marcador com field goal de Koo na primeira campanha, 3x0. Carolina respondeu no drive seguinte, também conectando um field goal para empatar, 3x3.

Apesar do começo empolgante, o jogo acabou esfriando e ficando sem muitas jogadas longas nos ataques. No segundo quarto, no entanto, Atlanta voltou a marcar, em bom drive conduzido por Matt Ryan, Cordarrelle Patterson finalizou a campanha em recepção de 16 jardas para recolocar os anfitriões na frente, 10x3. Sem perder muito tempo, os Panthers voltaram ao placar, mais uma vez com chute de Zane Gonzalez, para descontar 10x6. Ainda antes do fim do quarto, Gonzalez converteu mais um, o mais longo da sua carreira de 57 jardas, para levar a derrota parcial de Carolina para o intervalo, 10x9.

No terceiro quarto a história da partida se manteve a mesma, Atlanta tendo suas dificuldades para atacar, e Carolina melhor no jogo, porém não conseguindo aproveitar suas viagens na redzone. Como consequência, os Panthers mais uma vez viajaram a redzone, e mais uma vez chutaram um field goal para tomar a liderança pela primeira vez na partida, 12x9.

A partida seguiu no mesmo ritmo até o quarto período, a equipe dos Falcons lamentou as oportunidades desperdiçadas, alguns drops e logo no começo do quarto final, Koo desperdiçou um disparo de 45 jardas (perdendo seu primeiro chute da temporada). Carolina permaneceu no controle da partida, atacando melhor. Na campanha seguinte os visitantes acabaram gastando um bom bocado do relógio, e Chubba Hubbard entrou na endzone pela primeira vez na partida para colocar mais vantagem, 19x10.

Matt Ryan tentou trazer o time de volta a vida, mas acabou encontrando as mãos de Stephon Gilmore que interceptou o veterano. Com P.J. Tucker entrando no lugar de Sam Darnold, os visitantes não conseguiram esgotar o relógio e acabaram devolvendo a bola a Ryan e cia. Os Falcons ainda chutaram um field goal para descontar, mas Carolina carimbou sua quarta vitória da temporada. 

Final: Carolina Panthers 19x13 Atlanta Falcons

 

Bears ameaçam no fim mas não evitam revés para os 49ers

O Chicago Bears recebeu o San Francisco 49ers e acabou sendo derrotado pela equipe da “costa dourada”. A abertura do placar acabou por conta de um brasileiro, Cairo Santos marcou os primeiros pontos da partida a favor dos donos da casa, 3x0. Ainda no primeiro tempo, San Francisco respondeu também com field goal para empatar, 3x3. Já no segundo quarto, Justin Fields encontrou seu tight end Jesse James na endzone para desempatar, 10x3.

Ainda antes do intervalo tivemos mais uma troca de chutes para mexer no placar, começando com os 49ers. que conectaram mais um disparo. Cairo Santos acertou mais um, E, com segundos para o intervalo, Slye converteu seu terceiro do jogo para levar o placar ao intervalo com vantagem para os Bears, 13x9.

No terceiro quarto, os Niners mexeram no placar primeiro, impulsionados por boa jogada de Deebo Samuel, Jimmy G acabou entrando na bola e correndo para descontar, já que Slye errou o try, 16x15. Já no início do quarto período, os Niners capitalizaram em um drive que começou no terceiro, quando Eli Mitchell recebeu uma "mãozinha" da sua linha ofensiva para cruzar o plano de gol e dar a liderança a San Francisco pela primeira vez no jogo, 23x16 após conversão de dois pontos bem sucedida. Fields então voltou ao campo em busca da liderança novamente, e o calouro conseguiu entrar na endzone em campanha que o camisa 1 correu bem com a bola, para descontar, pois desta vez Santos perdeu o chute que empataria o jogo, 23x22.

Correndo bem com a bola, San Francisco encontrou espaço necessário para progredir no ataque, e na mesma campanha mais uma vez Jimmy Garoppolo entrou na endzone para ampliar, 30x22.

Restou a Justin Fields entrar em campo e operar mais uma boa campanha, porém, o calouro desta vez não teve a mesma sorte, primeiro em campanha rápida, e na sequência, em sua última tentativa sendo interceptado pelos visitantes, que fecharam a partida com vitória. 

Final: San Francisco 49ers 33x22 Chicago Bears

 

Na maior zebra da rodada, Jets conseguem virada no final e derrotam os Bengals

Vindo de uma vitoria importante sobre os Ravens na semana passada, os Bengals tinham uma confortável liderança de 11 pontos sobre os Jets na metade do último quarto e tudo indicava que conseguiriam outra vitoria para se manterem na frente da AFC. 

A partida levanta dúvidas principalmente sobre a defesa da equipe. Após uma performance dominante semana passada contra Lamar Jackson, os Bengals permitiram ao QB Mike White (que começou sua primeira partida pela NFL) 405 jardas e 3 TDs (37/45 e tambem 2 INTs).

Os Jets vieram para a partida sem seu rookie QB Zach Wilson, por lesão, e ainda sem o veterano Joe Flacco, que acabou de ser trocado para a equipe. Mas Mike White surpreendeu e teve uma atuação excepcional, com os números já citados acima. Ele jogou um futebol “chato”, nas palavras do HC Robert Saleh, abusando de checkdowns e passes curtos, mas sendo muito eficiente e levando a equipe a vitoria. Certamente White terá nova chance como titular no Thursday Night Football contra os Colts. 

Os Bengals terão uma chance de mostrar que a partida de hoje foi um acidente de percurso semana que vem, quando enfrentam os Browns em jogo valido pela AFC Norte. 

Final: Cincinnati Bengals 31x34 New York Jets

 

Titans saem perdendo por 14 a 0, mas se recuperam e vencem os Colts na prorrogação

Talvez o ponto que deixa os torcedores dos Titans mais otimistas é o fato da equipe mostrar que pode vencer jogos importantes sem ser carregada nas costas por Derrick Henry (28 corridas para 68 jardas). Ryan Tannehill teve ótima atuação e mostrou entrosamento com AJ Brown (10 recepcoes para 155 jardas). 

Por outro lado, o desempenho apagado de Henry na partida levanta questionamentos sobre sua utilização. Henry correu 28 vezes depois de ter corrido 29 vezes semana passada contra os Chiefs. No total, foram 219 corridas esse ano, num ritmo que faria Henry quebrar o recorde de Larry Johnson de 416 em uma temporada. Mas sera que a utilização excessiva de Henry cobrará o preço em seu desempenho? 

Já os Colts, com essa derrota, ficam três jogos atrás dos Titans na divisão e seus sonhos de playoffs agora passam pelas vagas no Wildcard. Wentz, que tinha passado para apenas uma interceptação no ano,teve duas em momentos críticos. 

Na próxima semana, os Titans terão outro jogo dificil, viajando a Los Angeles para enfrentar os Rams, enquanto os Colts recebem os Jets, no Thursday Night Football. 

Final: Tennessee Titans 34x31 Indianapolis Colts

 

Rams abrem 38 a 0, garantem a vitória e se poupam depois

Quem esperava uma vitória fácil dos Rams sobre os problemáticos Texans, estava completamente certo. O placar fez o jogo parecer menos tranquilo do que realmente foi para Los Angeles. Os 22 pontos dos Texans foram anotados no último quarto da partida, quando os Rams já venciam por 38 a 0, em um exemplo perfeito do que se chama “Garbage Time”. 

A partida foi literalmente “mais do mesmo” para os Rams, que fecharam uma sequência de jogos fáceis contra Lions, Giants e Texans com três vitórias. Stafford passou para 305 jardas e 3 TDs, Cooper Kupp teve 7 recepções para 115 jardas e 1 TD, e Darrell Henderson correu 14 vezes para 90 jardas e 1 TD. 

Os Rams terão um desafio maior semana que vem, enfrentando os Titans no Sunday Night Football, e precisam da vitória para seguirem brigando pelo primeiro lugar na NFC. 

Já os Texans seguem parecendo uma franquia comprometida com não competir esse ano. Sem Mark Ingram, trocado para os Saints por uma escolha de 7ª rodada em 2024, a equipe correu apenas 44 jardas. O QB Tyrod Taylor deve voltar para a partida da próxima semana contra os Dolphins em Miami. Mas talvez a maior pergunta em Houston seja “Quem fica?”. Diversos jogadores importantes, como Brandin Cooks and Zach Cunningham tem tido seus nomes especulados em trocas. E os Texans com certeza precisarão de escolhas de draft caso queiram dar a volta por cima nos proximos anos. 

Final: Los Angeles Rams 38x22 Houston Texans

 

Steelers consegue vitória importantíssima em confronto divisional contra os Browns

Com otima atuacao da defesa, os Steelers conseguiram uma importante vitória em seu primeiro confronto com os Browns em 2021. A unidade liderada por TJ Watt e Minkah Fitzpatrick anulou o jogo terrestre dos Browns, que correram para apenas 96 jardas, e recuperou dois fumbles que fizeram toda a diferença na partida. Já no ataque, o rookie Najee Harris foi novamente um destaque positivo, correndo para 88 jardas e 1 TD em 24 tentativas. 

O ponto negativo para Pittsburgh, ou pelo menos o ponto difícil de entender, foi uma chamada para um Fake Field Goal. Em uma 4ª para 9 jardas na linha de 10 de Cleveland, os Steelers alinharam para chutar um Field Goal com Chris Boswell, mas a jogada na verdade foi um passe de Boswell para Zach Gentry na endzone. No entanto, o passe foi ruim, Gentry estava marcado e a jogada não chegou nem perto de ser um touchdown. E pior ainda: Boswell sofreu uma pancada de capacete com capacete e teve que sair da partida, deixando Pittsburgh sem kicker para o segundo tempo, forcando a equipe a tentar duas tentativas de conversão de 2 pontos, mas falhar em ambas. 

Os Browns, que entraram na temporada como um dos favoritos na AFC, se encontram na lanterna da AFC Norte. O jogo corrido, ponto forte da equipe, não tem sido o mesmo desde que Kareen Hunt e Nick Chubb sofreram lesões. Baker Mayfield por sua vez tem enfrentado problemas no ombro, que parecem também estar afetando seu desempenho. A defesa, outro ponto forte da equipe, tem falhado em jogadas decisivas. 

Os Steelers agora enfrentam os Bears em Pittsburgh pelo Monday Night Football, enquanto os Browns fazem outro jogo pela AFC Norte contra os Bengals. 

Final: Pittsburgh Steelers 15x10 Cleveland Browns