Conteúdo

A seleção convocada por Tite é aceitável, mas aquele 1% deixa margem para críticas

13 de janeiro de 2022

(Por Leonardo Costa)

 

Nesta quinta-feira, o técnico Tite anunciou mais uma convocação da Seleção Brasileira de futebol, visando os jogos das Eliminatórias da Copa contra Equador e Paraguai, que serão disputadas nos dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro, respectivamente.

Sem nenhum nome novo entre os 26 convocados, foram velhos conhecidos da seleção canarinho os responsáveis por uma enxurrada de críticas, seja de jornalistas, ou de torcedores nas redes sociais. 

Daniel Alves, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus foram os principais alvos dentre os convocados, assim como as ausências de Guilherme Arana, Hulk, e até mesmo de Lucas Moura, foram as mais sentidas. Sendo assim, resolvemos analisar rapidamente o 'mérito' da convocação de cada um dos jogadores. Confira;

Uma das posições em que pouco se discute é a de goleiro. Alisson, Éderson e Weverton são quase unanimidades, tanto em seus clubes, como no gosto do público em suas convocações. O único questionamento é o fato de Tite chamar o goleiro palmeirense nas vésperas da disputa do Mundial de Clubes, diminuindo o tempo de preparação do goleiro para a competição, sem falar do risco de uma possível infecção por Covid-19, o que seria trágico para os alviverdes.

Nas laterais o buraco é um pouco mais embaixo. Na direita, Emerson Royal e Dani Alves foram os escolhidos, e enquanto o jogador do Tottenham vem tendo boas atuações sob o comando de Antonio Conte, o outro escolhido disputou apenas três partidas em seu retorno ao Barcelona. Na verdade, a convocação de Dani Alves, para além de toda sua história com a seleção, passa mais por uma falta de jogadores brasileiros na posição.

Do lado esquerdo, Alex Telles e Alex Sandro foram os escolhidos. Um vem de algumas temporadas com regularidade pela Juventus, ao tempo que o outro está intercalando titularidade e reserva no United. Tite destacou na coletiva após a convocação, que não chamou Renan Lodi porque o jogador não se vacinou, sendo um motivo bem aceitável. Porém, principalmente nas redes, o nome de Guilherme Arana foi bastante citado, mas provavelmente a comissão técnica optou por não levá-lo por ser início de preparação no Brasil. Como você vai ver adiante, esse motivo fica praticamente sem fundamento.

Na zaga, tal qual como no gol, é quase incontestável a convocação de Thiago Silva e Marquinhos, principalmente, Militão vive grande temporada, apesar de alguns erros recentes, e Gabriel Magalhães vem pedindo passagem há um bom tempo e é um dos grandes destaques da campanha de recuperação do Arsenal.

No meio-campo, dos oito nomes, quatro passam intactos pelo crivo: Casemiro, Bruno Guimarães, Fabinho e Lucas Paquetá. Por outro lado, Fred e Gérson sofrem certa resistência pela inconstância em seus clubes, mas nenhum dos dois é tão contestado como as convocações de Éverton Ribeiro e Philippe Coutinho. Pra começo de história, a possível motivação para deixar Arana de fora não teve o mesmo efeito para o meia do Flamengo. Já Coutinho está de clube novo e disputou poucos minutos na temporada até o momento. Sabemos de toda sua qualidade, mas a coerência em chamar um jogador subutilizado há um bom tempo é passível de muitas críticas.

Por fim, no ataque, perante a ausência de Neymar, Tite apostou em Vini Jr., naturalmente, enquanto que chamou três nomes que possuem a preferência em jogar pelo lado esquerdo: Raphinha, Anthony e Rodrygo, sem falar em Gabriel Jesus, que também atua por esse lado com frequência na seleção. Falando no atacante do City, ele está longe de viver seu melhor momento, e parece ter sido chamado pelo que já fez pela canarinho do que qualquer outra coisa. Matheus Cunha é uma aposta recente do técnico brasileiro, e Gabigol vem de outra grande temporada.

Em síntese, os nomes chamados por Tite não causam tantas surpresas, mas deixam uma margem para críticas, o que é normal em um universo de inúmeros jogadores de destaque, mas que só cabem 26 em uma lista. Até o momento, o Brasil segue invicto nas Eliminatórias e já está classificado para a Copa do Mundo, e esse é o principal argumento de defesa do treinador da seleção. Veremos as cenas dos próximos capítulos.

E pra vocês, quais são os nomes que não deveriam estar na lista? E quem ficou fora que deveria ser convocado? Deixe sua opinião.