Conteúdo

Sean O'Malley fala sobre sua luta contra Petr Yan no UFC 280: 'É assim que as superestrelas são criadas'

28 de julho de 2022

(por Rafael Lima)
 

No UFC 280, Sean O'Malley enfrentará de longe o maior teste de sua carreira quando dividir a jaula com o ex-campeão peso-galo, Petr Yan, em uma luta no card principal. É um grande passo para O'Malley na companhia, mas ele acredita que tem muito pouca desvantagem e o combate pode estabelecê-lo como uma estrela transcendente no esporte.

“É difícil não olhar assim”, disse O’Malley a Ariel Helwani no The MMA Hour. “Eu realmente não quero que essa seja a minha mentalidade nessa luta, ‘Bem, se eu perder, eu perco para o cara número 1’. Mas eu apenas acredito em criar esses momentos poderosos, esses momentos mágicos, e acho que é assim que as superestrelas são criadas. Eu vou lá engolir Petr Yan no dia 22 de outubro em Abu Dhabi, isso é enorme. É assim que nascem as superestrelas e sinto que essa é uma luta perfeita, perfeita na minha carreira. Momento perfeito, oponente perfeito. É apenas a minha hora de ir lá fora.” seguiu com muita empolgação.

“Estou animado com a oportunidade e acredito que vou capitalizar a oportunidade. Eu acho que quanto mais caras de nível alto eu lutar, o melhor ‘Suga’ vocês vão ver. Não consegui mostrar minhas verdadeiras habilidades no MMA dentro do octógono. Eu realmente achava que Pedro [Munhoz] seria o único a tirar isso de mim. Não foi, obviamente. Foi assim que aconteceu, mas acho que Petr é o cara para ver o quão bom eu realmente sou.” Continuou.

O'Malley já é um dos jovens lutadores mais populares do UFC, mas ainda não obteve sucesso no cage compatível com seu estrelato. “Suga” teve a oportunidade de abrir caminho para o top-10 no início deste mês, quando enfrentou Pedro Munhoz no UFC 276, mas a luta terminou em no-contest após um tapa no olho de O'Malley. Diante disso, alguns fãs ficaram surpresos com o agendamento diante de Yan, e o presidente do UFC, Dana White, até admitiu pensar que a luta foi uma péssima ideia até que o matchmaker Sean Shelby o convenceu do contrário. O'Malley pretende recompensar a fé de Shelby nele.

“Uma vez que eu enfrente Petr no cage, Dana vai ficar tipo, ‘Ok, essa foi uma boa luta'”, disse O’Malley. “Independentemente disso, eu contra Petr é uma luta épica. É uma luta de kickboxing doce, doce se eu tivesse que adivinhar. Dois strikers de altíssimo nível, dois lutadores de MMA de altíssimo nível. Vai ser uma luta muito interessante e acredito que tenho o que é preciso para apagar as luzes de Petr.” Analisou.

Enquanto O'Malley pode ter muito a ganhar com esse confronto, Yan se encontra na situação oposta. O ex-campeão peso-galo vem de uma derrota por decisão dividida para Aljamain Sterling pelo título no UFC 273.

Isso é muito risco para Yan, e O'Malley disse que não tinha certeza de que "No Mercy" estaria interessado. Mas ele acha que Yan o reconheceu como mais importante do que os rankings podem sugerir.

“Eu não esperava que ele aceitasse para ser honesto”, disse O’Malley. “É uma luta arriscada para Petr. Ele não é estúpido. Bem, talvez ele seja. Ele é um boxeador de alto nível, ele é um lutador de MMA de alto nível, ele tem que olhar para mim e saber que eu tenho habilidades legítimas. Não estou realmente no 'Top-10', mas acho que, na cabeça dele, uma vitória sobre mim é uma grande vitória. Mesmo quando Chito supostamente 'me venceu' na sequência ele lutou contra José Aldo que vinha de uma luta pelo cinturão. Então, uma vitória sobre mim não é nada. Eu sou o maior nome do peso-galo, sou um dos maiores nomes do UFC, então acho que nesses termos não estou surpreso que ele tenha aceitado a luta. Estilisticamente, podemos ver como isso se desenrola em 22 de outubro.” Finalizou.

O UFC 280 acontece no dia 22 de outubro, na Etihad Arena, em Abu Dhabi.