Conteúdo

Saints faz sua parte, vence os Falcons por 30 a 20, mas fica de fora dos Playoffs 

9 de janeiro de 2022

(por Bruno Fugazza)
 

Ainda brigando por uma vaga na pós temporada, os Saints viajaram até Atlanta, superaram mais uma lesão de seu quarterback titular, venceram os Falcons pela semana 18,  mas ficaram de fora dos playoffs graças à vitória dos 49ers na prorrogação sobre os Rams.

A equipe de New Orleans fez tudo que podia, e dominou completamente os Falcons do começo ao fim nos dois lados da bola. O ataque, liderado por Taysom Hill (7/9, 109 jardas e 1 TD) e Alvin Kamara (30 corridas para 146 jardas) não teve dificuldade de mover a bola e pontuar, mesmo após a lesão de Hill, que deixou a partida com dores no pé no início do segundo quarto. Trevor Siemian (9/15 para 71 jardas e 2 TDs) desempenhou seu papel de Game Manager, e liderou a equipe.

A defesa dos Saints mais uma vez teve grande apresentação, conseguindo forçar três turnovers e limitando os Falcons a 62 jardas corridas e 211 jardas aéreas. 

Do lado de Atlanta, Kyle Pitts foi para a partida precisando de 59 jardas para quebrar o recorde de mais jardas em uma temporada por um Tight End rookie, que pertence a Mime Ditka desde 1961 (1076 jardas em apenas 14 partidas). Mas Pitts foi limitado a apenas oito jardas em duas recepções, e o recorde de Ditka permanece.

Final: New Orleans Saints 30-20 Atlanta Falcons

Os Saints então terminam a temporada com 9 vitórias e 8 derrotas, e com a sensação amarga de ter chegado tão perto da pós-temporada. No entanto, olhando em perspectiva, é preciso reconhecer o trabalho dos treinadores e jogadores da equipe, que superaram tantas coisas para chegar à semana 18 ainda brigando por playoffs. 

A equipe começou o ano com a aposentadoria de Drew Brees, com as finanças no vermelho (estourando e muito o CAP) e precisando fugir às pressas de Nova Orleans, em decorrência do Furacão Ida, tendo que jogar e treinar por diversas semanas fora de sua casa. Além disso, os Saints sofreram com lesões, quebrando o recorde de mais jogadores titulares diferentes em uma mesma temporada (58, sendo 4 QBs, 5 kickers e 8 offensive tackles), viram a temporada de seu QB titular encerrada por lesão na semana 5. Jogadores importantíssimos como Michael Thomas e Wil Lutz sequer fizeram uma partida, enquanto Payton Turner, a primeira escolha do Draft de 2021, fez apenas quatro partidas.

Por um lado, tudo isso faz de 2021 uma temporada para se esquecer em New Orleans. Mas, por outro, coisas como o recorde positivo no fim das contas e as vitórias dominantes sobre os Buccaneers e os Packers mostram a força que esse grupo tem mesmo na adversidade, ressaltam a qualidade do trabalho realizado pela comissão técnica, e mais do que tudo, que ainda há uma cultura vencedora na equipe. 

Para 2022, muitos problemas continuam. Winston retornará? A equipe perderá jogadores por falta de CAP? Mas a sensação que fica é que enquanto Sean Payton estiver no comando, e a base do time permanecer com Kamara, Lattimore, Cam Jordan, Demario Davis, Lattimore, Armstead e Ramczyk, os Saints não podem ser menosprezados.