Conteúdo

Ryan Bader segue com o cinturão dos pesados; Benson Henderson se recupera e mais; Confira os principais destaques do Bellator 273

30 de janeiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

Com dois ex-UFC vencendo as duas principais lutas, confira como foi o card principal do Bellator e veja todos os resultados. 
 

Ainda é o rei! Ryan Bader venceu Valentin Moldavsky por decisão unânime

O campeão peso-pesado do Bellator, Ryan Bader, foi ao cage para provar que ainda merece ser o lutador mais temido da categoria na organização. Ambos buscaram quedas no primeiro round, mas o americano teve um pouco mais de controle. Porém, no segundo assalto, Moldavsky mostrou o quão duro é, anulando o campeão com uma bela luta agarrada e vantagem no jogo de clinche. 

No terceiro assalto, o russo mostrou que aprendeu o caminho das pedras e continuou melhor no clinche, além de aplicar boas quedas. Só que Bader é o campeão por um bom motivo, o americano renasceu no quarto round com boas quedas e superioridade em pé. 

Empatados no assalto final, Bader continuou melhor de pé, acertou uma bomba que abalou o russo. Casca grossa, o desafiante ainda tentou levar para o solo, só que Bader soube se defender e, merecidamente, levar o cinturão para casa.
 

Renasceu em grande estilo! Benson Henderson venceu Islam Mamedov por decisão dividida

Na segunda luta em importância, Benson Henderson, vindo de três derrotas seguidas, poderia estar fazendo seu último combate na organização, enfrentando o ótimo discípulo de Khabib Nurmagomedov, invicto há 19 lutas, Islam Mamedov, o americano era azarão no combate.

Só que nunca se deve subestimar um campeão. Ambos começaram se estudando bastante, mas ‘Bendo’ era melhor de pé. Quando o russo colocou para baixo, Henderson caiu em posição de superioridade, quase conseguiu uma guilhotina e levou o round. Na segunda etapa, de novo Henderson tomou a iniciativa com um bom chute, porém, Mamedov conseguiu quedar e, assim como no primeiro assalto, quase tomou uma guilhotina, só que se recuperou e por pouco não encaixou um mata-leão. Bendo se defendeu, mas Mamedov era superior, batendo e insistindo em tentar o mata-leão. 

Empatados, ambos chegaram no terceiro round com a obrigação de vencer. Benson Henderson começou com bons chutes, levando vantagem no início. Controlando o centro do cage e anulando o russo, Bendo era melhor, mas Mamedov levou o duelo ao chão na reta final, o discípulo de Khabib tentava finalizar, mas Henderson se defendia bem. No final, ambos trocaram golpes e o assalto terminou de forma parelha.


 

Polêmica! Henry Corrales venceu Aiden Lee por decisão técnica unânime

O segundo combate do card principal foi decidido de maneira polêmica. Henry Corrales controlou os dois primeiros rounds de forma clara, se apresentando melhor em todas as áreas da luta, mas, no terceiro assalto, Aiden Lee acusou um dedo no olho de Corrales e não conseguiu continuar na luta. Lee, foi avaliado pelos médicos e desistiu, sendo vaiado pelo público presente.
 

Surpreendeu! Sabasi Homasi venceu Jaleel Willis por finalização no primeiro round

O nocauteador Sabasi Homasi mostrou que é um lutador completo. O meio-médio trocou golpes no início, mas logo colocou para baixo e encaixou um katagatame justo, que fez Willis bater e conhecer sua segunda derrota seguida, passando por seu pior momento na carreira.
 

Bellator 273

CARD PRINCIPAL

Ryan Bader venceu Valentin Moldavsky por decisão unânime 

Benson Henderson venceu Islam Mamedov por decisão dividida 

Henry Corrales venceu Aiden Lee por decisão técnica unânime 

Sabah Homasi venceu Jaleel Willis por finalização no primeiro round

CARD PRELIMINAR

Enrique Barzola venceu Darrion Caldwell por nocaute técnico no terceiro round

Chris Gonzalez venceu Saad Awad por nocaute no primeiro round

Dalton Rosa venceu Duane Johnson por decisão unânime

Nikita Mikhailov venceu Blaine Shutt por nocaute técnico no primeiro round

Lucas Brennan venceu Ben Lugo por finalização no segundo round

Sullivan Cauley venceu Ben Parrish por nocaute técnico no primeiro round