Conteúdo

Roger Guedes perde pênalti, Willian e Fagner se lesionam e Corinthians fica no 0 a 0 com o Boca na Neo Química Arena

29 de junho de 2022

(por Matheus Correia)

Nesta terça-feira (28), o Timão recebeu o Boca Juniors na Neo Química Arena pelo jogo de ida das oitavas-de-final da Copa Libertadores. Com grandes chances desperdiçadas, desfalques acumulados e uma partida enorme de Cássio, a equipe da casa ficou no 0 a 0 com os argentinos.

Foi sem dúvidas uma noite difícil para o torcedor corinthiano. O time de Vítor Pereira foi para campo com cinco importantíssimos desfalques: Gil, Renato Augusto, Maycon, Du Queiroz (lesão) e Cantillo (suspenso). Sem um primeiro volante de ofício no elenco, o treinador português teve de improvisar o contestado Roni na posição.

O Boca Juniors teve como desfalque o zagueiro Fígal e o lateral Frank Fabra. E mais importante, contou com o retorno de Sebástian Villa, que foi liberado para o jogo pela justiça argentina mesmo sofrendo acusações de supostos casos de abuso sexual e tentativa de homicídio.

Nos minutos iniciais da primeira etapa, as duas equipes ficaram presas nas variações táticas e tiveram muita dificuldade em criar. A primeira boa oportunidade surgiu apenas aos 14 minutos, quando Roger Guedes deu um belo passe para Giuliano na pequena área - o meia dominou sozinho, de frente para o gol, mas foi desarmado na hora da finalização. 

A equipe argentina tinha muita dificuldade em chegar à área alvinegra, dependendo muita da individualidade de Sebástian Villa. O Corinthians passou a ditar o ritmo em campo, e aos 36 minutos, Adson fez uma excelente jogada trazendo da direita para o meio e finalizou com efeito em direção ao gol de Rossi. No entanto, a bola saiu para fora.

Pouco tempo depois, o Timão sofreu um pênalti após o zagueiro Marcos Rojo desferir uma cotovelada em Gustavo Mantuan dentro da área durante uma disputa pelo alto. Na cobrança, Roger Guedes telegrafou o chute e Rossi fez a defesa no canto direito.

O pênalti desperdiçado desanimou bastante Timão no tempo restante da primeira etapa, que foi finalizada com um verdadeiro milagre de Cássio após uma finalização de Benedetto. A primeira notícia terrível para a Fiel Torcida surgiu logo no intervalo: Fagner foi substituído por conta de uma lesão na coxa, dando lugar ao recém-chegado Bruno Mendez. 

Logo no início do segundo tempo, Willian fez uma jogada espetacular ao driblar três defensores do boca, invadir a área e cruzar rasteiro para Giuliano. O meia atacante finalizou, mas a bola foi bloqueada pela defesa. No rebote, Mantuan tentou, mas novamente a defesa argentina aliviou. 

O Boca respondeu na sequência com uma bela cobrança de falta de Óscar Romero, irmão de Ángel Romero, ex-Corinthians. Uma batida forte de longa distância, mas que parou em mais uma boa defesa de Cássio.

Aos 20 minutos, Adson perteu uma chance claríssima de gol após um cruzamentor rasteiro de Mantuan pela direita. O jovem meia chegou para bater de primeira, mas sem querer colocou efeito na bola, que acabou passando longe da meta de Rossi.

O Corinthians subiu a linha defensiva e foi para a cima do Boca, mas a falta de um meio-campista com um bom passe (além de Giuliano, que foi muito bem marcado) atrapalhou a criação de jogadas da equipe. Com isso, os adversários apostaram no contra-ataque e causaram incômodo com Sebástian Villa pela esquerda.

Já aos 40 minutos, Willian deslocou o ombro após cair de mau jeito em uma disputa de bola. Mesmo com muitas dores, o camisa 10 do Timão seguiu em campo, até que não resistiu e foi substituído aos 45 minutos para a entrada de Fábio Santos. 

Com um time fraco tecnicamente em campo, o Corinthians não conseguiu fazer nada no tempo restante de jogo e selou o empate sem gols.

Resultado: Corinthians 0 - 0 Boca Juniors

O jogo de volta será realizado no dia 5 de julho, em La Bombonera.