Conteúdo
×

Error message

Image resize threshold of 10 remote images has been reached. Please use fewer remote images.

(por Layo Lucena)

O melhor momento do ano passou, e com ele vários futuros grandes jogadores foram selecionados por suas respectivas equipes. Quem se saiu melhor? Qual a melhor aposta? Quem se deu mal no draft? Como a sua equipe se saiu? Confira:

Arizona Cardinals

Zaven Collins, OLB, Tulsa
Rondale Moore, WR, Purdue
Marco Wilson, CB, Florida
Victor Dimukeje, DE, Duke
Tay Gowan, CB, UCF
James Wiggins, S, Cincinnati
Michael Menet, C, Penn State

Nota: 8/10

Os Cardinals conseguiram reforçar algumas de suas necessidades neste draft, como na posição de cornerback e defensive end, mas não a principal: a posição de tight end. Apesar disso, a equipe de Arizona selecionou bons jogadores como Zaven Collins, número um OLB da classe, e o talentoso Rondale Moore.

Atlanta Falcons

Kyle Pitts, TE, Florida
Richie Grant, S, UCF
Jalen Mayfield, OT, Michigan
Darren Hall, CB, San Diego State
Drew Dalman, C, Stanford
Ta’Quon Graham, DT, Texas
Adetokunbo Ogundeji, DE, Notre Dame
Avery Williams, CB, Boise State
Frank Darby, WR, Arizona State

Nota: 8,5/10

Os Falcons selecionaram o melhor jogador do draft no primeiro dia (Kyle Pitts), mas demoraram para escolherem um cornerback, apesar de terem ido de safety na segunda rodada. Outro ponto negativo, mas nem tanto, a equipe de Atlanta falhou em pegar um sucessor de Matt Ryan, no entanto, é algo que pode ser feito no próximo ano. No geral, QB, OLB e RB foram necessidades não reforçadas pela franquia.

Baltimore Ravens

Rashod Bateman, WR, Minnesota
Odale Oweh, OLB, Penn State
Ben Cleveland, OG, Georgia
Brandon Stephens, CB, SMU
Tylan Wallace, WR, Oklahoma State
Shaun Wade, CB, Ohio State
Daelin Hayes, DE, Notre Dame
Ben Mason, FB, Michigan

Nota: 8,5/10

Com duas escolhas na primeira rodada, os Ravens adicionaram mais uma arma para Lamar Jackson com Bateman e um jogador que pode produzir muito bem na defesa com Odale Oweh. Porém a equipe de Baltimore não fez nenhuma seleção na posição de T, mesmo após trocar Orlando Brown Jr. na offseason.  

Buffalo Bills

Gregory Rousseau, DE, Miami
Carlos Basham Jr., DE, Wake Forest
Spencer Brown, OT, Northern Iowa
Tommy Doyle, OT, Miami (OH)
Marquez Stevenson, WR, Houston
Damar Hamlin, S, Pittsburgh
Rachad Wildgoose, CB, Wisconsin
Jack Anderson, OG, Texas Tech

Nota: 9/10

Mesmo com a 30ª escolha no primeiro dia, Gregory Rousseau caiu nas mãos dos Bills, que não hesitaram. No segundo dia, mais um grande pass rusher com Carlos Basham. A equipe de Buffalo supriu a sua principal necessidade com duas boas escolhas no dois primeiros dias, mas não selecionaram um RB, posição fraca no time, porém não era uma classe tão recheada de talento na posição, ao menos depois de Harris (Alabama) e Etienne (Clemson).

Carolina Panthers

Jaycee Horn, CB, South Carolina
Terrace Marshall Jr., WR, LSU
Brady Christensen, OT, BYU
Tommy Tremble, TE, Notre Dame
Chuba Hubbard, RB, Oklahoma State
Daviyon Nixon, DT, Iowa
Keith Taylor, CB, Washington
Deonte Brown, OG, Alabama
Shi Smith, WR, South Carolina
Thomas Fletcher, LS, Alabama
Phil Hoskins, DT, Kentucky

Nota: 7,5/10

Quem seleciona um long snapper na sexta rodada? Esse foi o grande erro dos Panthers neste draft, mas não o único. A equipe da Carolina, na minha visão, deixou passar um excelente jogador no primeiro dia: Rashawn Slater. Slater foi selecionado cinco escolhas mais tarde que Horn, pelos Chargers. O linha ofensiva teria sido um grande reforço na proteção de Sam Darnold.

Chicago Bears

Justin Fields, QB, Ohio State
Teven Jenkins, OT, Oklahoma State
Larry Borom, OT, Missouri
Khalil Herbert, RB, Virginia Tech
Dazz Newsome, WR, North Carolina
Thomas Graham Jr., CB, Oregon
Khyiris Tonga, DT, BYU

Nota: 10/10

Esse foi com certeza o melhor draft já feito pelo Chicago Bears, ou pelo menos nos últimos anos. Subir sem entregar alma por Fields e selecionar dois excelentes tackles no segundo dia, além de suprir quatro das cinco grandes necessidades da equipe, muito bem Bears.

Cincinnati Bengals

Ja’Marr Chase, WR, LSU
Jackson Carman, OT, Clemson
Joseph Ossai, DE, Texas
Cameron Sample, DE, Tulane
Tyler Shelvin, DT, LSU
D’Ante Smith, OT, East Carolina
Evan McPherson, PK, Florida
Trey Hill, C, Georgia
Chris Evans, RB, Michigan
Wyatt Hubert, DE, Kansas State

Nota: 8,5/10

Os Bengals selecionaram Ja’Marr Chase na quinta escolha geral, mesmo com A.J. Green, Tee Higgins e Tyler Boyd no elenco, e passaram Penei Sewell e Rashawn Slater. A equipe preferiu escolher o segundo melhor prospecto da classe ao invés de proteger Joe Burrow, que vem de uma lesão séria. O que será que vai acontecer? A única certeza foram os três excelentes jogadores de defesas selecionados no segundo e terceiro dia (Ossai, Sample e Shelvin).

Cleveland Browns

Greg Newsome II, CB, Northwestern
Jeremiah Owusu-Koramoah, ILB, Notre Dame
Anthony Schwartz, WR, Auburn
James Hudson, OT, Cincinnati
Tommy Togiai, DT, Ohio State
Tony Fields II, ILB, West Virginia
Richard LeCounte, S, Georgia
Demetric Felton, WR, UCLA

Nota: 9/10

Os Browns, pela primeira vez em muito tempo, não precisa de um jogador em uma posição especial, o elenco já é bem talentoso em quase todas as posições. No draft de 2021, a equipe de Cleveland conseguiu suprir quatro das cinco “necessidades”. Destaque para Greg Newsome II, que fará um dupla bem interessante com Denzel Ward, e Jeremiah Owusu-Koramoah, talento de primeira rodada que caiu para a segunda.  

Dallas Cowboys

Micah Parsons, ILB, Penn State
Kelvin Joseph, CB, Kentucky
Osa Odighizuwa, DT, UCLA
Chauncey Goldston, DE, Iowa
Nahshon Wright,, CB, Oregon State
Jabril Cox, ILB, LSU
Josh Ball, OT, Marshall
Simi Fehoko, WR, Stanford
Quinton Bohanna, DT, Kentucky
Israel Mukuamu, CB, South Carolina
Matt Farniok, OG, Nebraska

Nota: 8,5/10

Os Cowboys foram precisos neste draft. Com seis escolhas de defensores seguidas (lado do campo mais debilitado do time), a equipe de Dallas conseguiu dois excelentes jogadores: Micah Parson, número um ILB da classe, e Jabril Cox, número cinco ILB da classe.  

Denver Broncos

Patrick Surtain II, CB, Alabama
Javonte Williams, RB, North Carolina
Quinn Meinerz, OG, Wisconsin-Whitewater
Baron Browning, OLB, Ohio State
Caden Sterns, S, Texas
Jamar Johnson, S, Indiana
Seth Williams, WR, Auburn
Kary Vincent Jr., CB, LSU
Jonathon Cooper, DE, Ohio State
Marquiss Spencer, DE, Mississippi State

Nota: 8/10

Sua equipe precisa de um quarterback para voltar a ser grande, o que você faz? Sim, seleciona um cornerback e deixa Justin Fields passar. Será que fazer isso trará Aaron Rodgers? Ninguém sabe. Apesar disso, a equipe de Denver acertou em cheio na seleção de Quinn Meinerz, número três OG da classe, e em Baron Browning, número cinco OLB da classe, além de Javonte Williams, de North Carolina.

Detroit Lions

Penei Sewell, OT, Oregon
Levi Onwuzurike, DT, Washington
Alim McNeill, DT, NC, State
Ifeatu Melifonwu, CB, Syracuse
Amon-Ra St. Brown, WR, USC
Derrick Barnes, ILB, Purdue
Jemar Jefferson, RB, Oregon State

Nota: 9/10

Os Lions se saíram muito bem com as três primeiras escolhas. Selecionaram o melhor linha ofensiva da classe (Penei Sewell) - pena que depois de Matthew Stafford deixar a equipe - e conseguiram uma dupla muito boa de DT (Onwuzurike, segundo da classe, e Alim McNeill, terceiro da classe).

Green Bay Packers

Eric Stokes, CB, Georgia
Josh Myers, C, Ohio State
Amari Rodgers, WR, Clemson
Royce Newman, OG, Ole Miss
Tedarrell Slaton, DT, Florida
Shemar Jean-Charles, CB, Appalachian State
Cole Van Lanen, OT, Wisconsin
Isaiah McDuffie, ILB, Boston College
Kylian Hill, RB, Mississippi State

Nota: 7/10

Se esse draft era para segurar Aaron Rodgers no elenco, então os Packers falharam miseravelmente, ao menos na primeira escolha. Stoke é talentoso, mas não é um jogador de ataque. Vocês só tinham um trabalho: selecionar o melhor WR disponível, porém a equipe de Green Bay optou por melhor a secundária.

Houston Texans

Davis Mills, QB, Stanford
Nico Collins, WR, Michigan
Brevin Jordan, TE, Miami
Garret Wallow, ILB, TCU
Roy Lopez, DT, Arizona

Nota: 7/10

A única coisa que os Texans fizeram neste draft foi alertar toda a liga que Deshaun Watson pode deixar a equipe, por conta do processos de agressão sexual. Davis Mills terá um trabalho difícil desde o início.

Indianapolis Colts

Kwity Paye, DE, Michigan
Dayo Odenyingbo, DE, Vanderbilt
Kylen Granson, TE, SMU
Shawn Davis, S, Florida
Sam Ehlinger, QB, Texas
Mike Strachan, WR, Charleston (WV)
Will Fries, OT, Penn State

Nota: 7/10

Os Colts selecionaram o talentoso Kwity Paye, mas essa foi a única escolha “boa” da franquia nos três dias de draft.

Jacksonville Jaguars

Trevor Lawrence, QB, Clemson
Travis Etienne, RB, Clemson
Tyson Campbell, CB, Georgia
Walker Little, OT, Stanford
Andre Cisco, S, Syracuse
Jay Tufele, DT, USC
Jordan Smith, DE, UAB
Luke Farrell, TE, Ohio State
Jalen Camp, WR, Georgia Tech

Nota: 10/10

Lawrence e Campbell foram escolhas muito boas, o problema foi a seleção de Etienne ainda na primeira rodada e com James Robinson já no elenco. Você pode ver essa situação, ou como um copo meio cheio, ou um copo meio vazio. Acredito que os Jaguars irão fazer da mesma forma que os Browns com Chubb-Hunt.

Kansas City Chiefs

Nick Bolton, ILB, Missouri
Creed Humphrey, C, Oklahoma
Joshua Kaindoh, DE, Florida State
Noah Gray, TE, Duke
Cornell Powell, WR, Clemson
Trey Smith, OG, Tennesee

Nota: 9/10

Mesmo com escolhas a partir da segunda rodada, os Chiefs fizeram bonito mais uma vez. Bolton, quarto melhor ILB da classe, e Humphrey, segundo melhor C da classe, foram seleções perfeitas.

Los Angeles Chargers

Rashawn Slater, OT, Northwestern
Asante Samuel Jr., CB, Florida State
Josh Palmer, WR, Tennessee
Tre’ McKitty, TE, Georgia
Chris Rumph II, OLB, Duke
Brenden Jaimes, OT, Nebraska
Nick Niemann, ILB, Iowa
Larry Rountree III, RB, Missouri
Mark Webb, S, Georgia

Nota: 9/10

Mais uma classe muito boa! Com Slater, para muitos o melhor linha ofensiva da classe, e Samuel Jr., os Chargers se destacaram com os talentos que estão se agrupando em Los Angeles.

Los Angeles Rams

Tutu Atwell, WR, Louisville
Ernest Jones, ILB, South Carolina
Bobby Brown III, DT, Texas A&M
Robert Rochell, CB, Central Arkansas
Jacob Harris, WR, UCF
Earnest Brown IV, DE, Northwestern
Jake Funk, RB, Maryland
Ben Skowronek, WR, Notre Dame
Chris Garrett, OLB, Concordia-St. Paul

Nota: 8/10

Los Angeles Rams e draft não é algo que liga, e esse ano não foi diferente. Todas as escolhas foram “Ok”, mas nenhuma especial.

Las Vegas Raiders

Alex Leatherwood, OT, Alabama
Trevon Moehrig, S, TCU
Malcolm Koonce, OLB, Buffalo
Divine Deablo, S, Virginia Tech
Tyree Gillespie, S, Missouri
Nate Hobbs, CB, Illinois
Jimmy Morrissey, C, Pittsburgh

Nota: 6/10

Mais um ano passa e mais uma vez os Raiders encontram formas de irritar a torcida com “algumas” escolhas de draft. Alex Leatherwood, escolhido na 17ª posição, era considerado um talento de terceira/quarta rodada. O linha ofensivo pode, sim, se desenvolver em um bom jogador e terá oportunidades de jogar logo nos primeiros jogos. Ao menos a equipe de Las Vegas acertou em cheio com Trevon Moehrig, número um S da classe e vencedor do prêmio de melhor jogador de secundária da temporada 2020 da NCAA.  

Miami Dolphins

Jaylen Waddle, WR, Alabama
Jaelan Phillips, DE, Miami
Jevon Holland, S, Oregon
Liam Eichenberg, OT, Notre Dame
Hunter Long, TE, Boston College
Lamel Coleman, OT, UMass
Gerrid Doaks, RB, Cincinnati

Nota: 7/10

O draft do Dolphins pode, no mínimo, ser considerado decepcionante. Com quatro altas escolhas (duas na primeira e duas na segunda rodada), a equipe de Miami selecionou Waddle (vindo de lesão), Phillips (aposta), Holland ( e Eichenberg. Por incrível que pareça, as duas seleções da segunda rodada foram melhores que as duas da primeira.

Minnesota Vikings

Christian Darrisaw, OT, Virginia Tech
Kellen Mond, QB, Texas A&M
Chazz Surratt, ILB, North Carolina
Wyatt Davis, OG, Ohio State
Patrick Jones II, DE, Pittsburgh
Kene Nwangwu, RB, Iowa State
Camryn Bynum, CB, California
Janarius Robinson, DE, Florida State
Ihmir Smith-Marsette, WR, Iowa
Zach Davidson, TE, Central Missouri
Jaylen Twyman, DT, Pittsburgh

Nota: 8/10

Os Vikings selecionaram um dos mais talentosos OT do draft: Christian Darrisaw, um acerto no alvo. Na escolha seguinte eles selecionaram Kellen Mond como um possível substituto de Kirk Cousins, mais como uma forma de “cutucar” o quarterback titular. Será que dará certo?

New England Patriots

Mac Jones, QB, Alabama
Christian Barmore, DT, Alabama
Ronnie Perkins, DE, Oklahoma
Rhamondre Stevenson, RB, Oklahoma
Cameron McGrone, ILB, Michigan
Joshuah Bledsoe, S, Missouri
William Sherman, DT, Colorado
Tre Nixon, WR, UCF

Nota: 10/10

Os Patriots voltaram! Três excelentes escolhas: Mac Jones, primeiro QB draftado pelos Patriots na primeira rodada desde Drew Bledsoe, Christian Barmore, um talento de primeira rodada selecionado no segundo dia,  e Ronnie Perkins, terceiro melhor DE da classe. Fique de olho no desenvolvimento de Jones, que pode ser tanto um novo Brady, como um grande bust.

New Orleans Saints

Payton Turner, DE, Houston
Pete Werner, ILB, Ohio State
Paulson Adebo, CB, Stanford
Ian Book, QB, Notre Dame
Landon Young, OT, Kentucky
Kawaan Baker, WR, South Alabama

Nota: 7/10

Payton Turner, na primeira rodada, é uma aposta gigante, mas Ian Book, na quarta, pode se transformar em alguma coisa. Book chega para brigar pela posição de titular, se tiver o mesmo desempenho que em Notre Dame.

New York Giants

Kadarius Toney, WR, Florida
Azeez Ojulari, OLB, Georgia
Aaron Robinson, CB, UCF
Elerson Smith, OLB, Northern Iowa
Gary Brightwell, RB, Arizona
Rodarius Williams, Oklahoma State

Nota: 6/10

Não sei o que os Giants estavam pensando no primeiro dia de draft. Toney, na primeira rodada, foi uma aposta que, pessoalmente, eu não faria. Já Ojulari, na segunda rodada, pode se transformar em um grande pass rusher para a equipe, posição necessária no elenco, principalmente no EDGE. Falando em suprir necessidades, os Giants só melhoraram uma das cinco posições carentes em seu elenco, isso é ruim.

New York Jets

Zach Wilson, QB, BYU
Alijah Vera-Tucker, OG, USC
Elijah Moore, WR, Ole Miss
Michael Carter, RB, North Carolina
Jamien Sherwood, S, Auburn
Michael Carter II, S, Duke
Jason Pinnock, CB, Pittsburgh
Hamsah Nasirildeen, S, Florida State
Brandin Echols, CB, Kentucky
Jonathan Marshall, DT, Arkansas

Nota: 10/10

A grande cereja do bolo dos Jets no draft de 2021 foi a seleção de Zach Wilson na segunda posição geral. Quatro escolhas no lado ofensivo do campo, incluindo o talentoso Vera-Tucker, de USC. Os Jets não brincaram neste draft, mas teremos que esperar para saber se suas escolhas realmente darão certo.

Philadelphia Eagles

DeVonta Smith, WR, Alabama
Landon Dickerson, C, Alabama
Milton Williams, DT, Louisiana Tech
Zech McPhearson, CB, Texas Tech
Kenneth Gainwell, RB, Memphis
Marlon Tuipulotu, DT, USC
Tarron Jackson, DE, Costal Carolina
JaCoby Stevens, S, LSU
Patrick Johnson, OLB, Tulane

Nota: 9/10

Destaque para DeVonta Smith, um playmaker que viveu um 2020 perfeito em Alabama, e Landon Dickerson, o melhor C da classe.

Pittsburgh Steelers

Najee Harris, RB, Alabama
Pat Freiermuth, TE, Penn State
Kendrick Green, C, Illinois
Dan Moore Jr., OT, Texas A&M
Buddy Johnson, ILB, Texas A&M
Isaiahh Loudermilk, DT, Wisconsin
Quincy Roche, OLB, Miami
Tre Norwood, CB, Oklahoma
Pressley Harvin III, Georgia Tech

Nota: 8/10

Os Steelers não tiveram um brilhante draft, mas acertaram em cheio em dois jogadores: Najee Harris, segundo melhor RB da classe, e Pat Freiermuth, terceiro melhor TE da classe.

Seattle Seahawks

D’Wayne Eskridge, WR, Western Michigan
Tre Brown, CB, Oklahoma
Stone Forsythe, OT, Florida

Nota: 6/10

Com apenas três escolhas em todo o draft, os Seahawks poderiam ter sido bem melhores do que foram. Apenas uma das cinco necessidades foi suprida. Destaque para Tre Brown, da Universidade de Oklahoma.

San Francisco 49ers

Trey Lance, QB, North Dakota State
Aaron Banks, OG, Notre Dame
Trey Sermon, RB, Ohio State
Ambry Thomas, CB, Michigan
Jaylon Moore, OG, Western Michigan
Deommodore Lenoir, CB, Oregon
Talanoa Hufanga, S, USC
Elijah Mitchell, RB, Louisiana

Nota: 9/10

Trey Lance, a terceira posição geral, foi a perfeita escolha, seguido de Aaron Banks, na segunda rodada, sexto melhor OG da classe, e Trey Sermon, na terceira rodada, quarto melhor RB da classe.

Tampa Bay Buccaneers

Joe Tyron, OLB, Washington
Kyle Trask, QB, Florida
Robert Hainsey, OT, Notre Dame
Jaelon Darden, WR, North Texas
K.J. Britt, ILB, Auburn
Chris Wilcox, CB, BYU
Grant Stuard, Houston, OLB, Houston

Nota: 9/10

Os Buccaneers reforçaram as armas e a proteção de Tom Brady, acharam um possível sucessor para o futuro: Kyle Trask, quarterback de Florida, e ainda melhoraram a defesa.

Tennessee Titans

Caleb Farley, CB, Virginia Tech
Dillon Radunz, OT, North Dakota State
Monty Rice, ILB, Georgia
Elijah Molden, CB, Washington
Dez Fitzpatrick, WR, Louisville
Rashad Weaver, DE, Pittsburgh
Racey McMath, WR, LSU
Brady Breeze, S, Oregon

Nota: 10/10

Os Titans acertaram dois grandes home runs com Caleb Farley, talento top cinco na 22ª escolha, e com Dillon Radunz, sexto melhor OT da classe, na segunda rodada.

Washington Football Team

Jamin Davis, ILB, Kentucky
Samuel Cosmi, OT, Texas
Benjamin St-Juste, CB Minnesota
Dyami Brown, WR, North Carolina
John Bates, TE, Boise State
Darrick Forrest, S, Cincinnati
Camaron Cheeseman, LS, Michigan
William Bradley-King, OLB, Baylor
Shaka Toney, DE, Penn State
Dax Milne, WR, BYU

Nota: 9/10

O Washington Football Team foi quase perfeito, com Jamin Davis, na primeira rodada, e Samuel Cosmi, na segunda rodada, mas erraram ao não selecionar um quarterback nos três dias do draft.