Conteúdo

A Red Bull é o melhor conjunto no momento na F1

19 de junho de 2021

(por Bruno Braz)
 

Olá, caros leitores. Espero que todos estejam bem. Bom, vamos começar a discorrer sobre o momento: a Red Bull é o melhor conjunto. 

Não sei de onde tiraram a ideia de que, quando a F1 voltasse para autódromos normais, a Mercedes iria abrir frente. Já tivemos corridas em autódromos normais esse ano. A Mercedes precisou pensar fora da caixa, partir para algo diferente, na base da estratégia, para conseguir vencer. "Ah, mas a Mercedes é mais rápida de reta". Eu não sei que campeonato estão assistindo, mas as evidências, para mim, são tão cristalinas, que chego a me questionar: será que estou louco? Estou vendo demais?

Observei algumas coisas, desde o começo da temporada. No Bahrein, mesmo com a vitória do Hamilton, a Red Bull era pouca coisa mais rápida. Emilia-Romagna, Max venceu. Foram duas provas seguidas em que a Red Bull, no relógio, que é o que importa, foi mais rápida. Vi também em circuitos a Mercedes sem conseguir ultrapassar a Red Bull, em reta, com a asa aberta. Sinal evidente de velocidade de reta para a Red Bull, que é algo que sempre foi o calcanhar de Aquiles da equipe nos últimos anos, devido a falta de motor, estava resolvido.

O GP da Espanha, foi o mais claro para mim: o carro mais rápido nessa pista, costuma levar o campeonato. É um circuito que precisa do melhor pacote. E lá, de fato, Hamilton venceu, mas, não me convenceu. A Mercedes conquistou a vitória na base da estratégia. No mano a mano, em condições iguais, Hamilton não chegaria na frente de Verstappen. A prova poderia estar rolando até agora, que Hamilton estaria atrás, comboiando, mas, com a troca por pneus novos e a bobeira da Red Bull de não ter marcado a Mercedes, deu margem para, de pneus novos, Hamilton dar seu show. Venceu, mas não me convenceu. Em condições iguais, Max esteve mais rápido.

Aí vem Mônaco e Baku. Vamos olhar apenas a performance. Sem torcida. Vamos desprezar o imponderável, como estouros de pneus, porcas que não saem no pit stop e demais entreveros. A ideia é verificar tão somente a performance, combinado?

Qual carro foi mais rápido nos dois GPs? Quem controlou melhor as ações?

Minha análise, e sei que serei taxado disso ou daquilo, é de que a Red Bull está acima da Mercedes. Em pistas normais, até se equivalem. É muito próximo. Mas, quando chega em circuitos com características mais particulares, que exigem uma melhor tração e contorno de curvas, a Red Bull se sobressai, e continuará se sobressaindo. Não acho que a Mercedes vai conseguir virar esse jogo. Historicamente, a Red Bull cresce sempre do meio para frente do campeonato. E vai fazer isso de novo, esse ano.

Vai ser disputado? Vai. Existe o azar? Existe. E o imponderável? Certamente. Mas, se a coisa se desenrolar sem esses fatores, esse ano será de Max Verstappen. E isso não é torcida. Não tenho preferência por Hamilton ou pelo holandês. Eu gosto de Fórmula 1. Isso é apenas como estou vendo os últimos anos e o que está em curso, nesse momento.

Mas, acha isso com apenas estas provas disputadas? Sim, acho. A história é bem engraçada nesse aspecto.

Abraços e até a próxima.