Conteúdo

RB Salzburg vence o Sevilla e se classifica para a fase de mata-mata da Champions pela primeira vez na história

8 de dezembro de 2021

(por Matheus Correia)

Na tarde desta quarta-feira (8), o RB Salzburg recebeu o Sevilla na Red Bull Arena pela última rodada da Champions League. Com a vaga para o mata-mata em jogo, os mandantes precisavam apenas de um empate para conseguir a classificação. Em uma partida pouco vistosa, os austríacos venceram um Sevilla pouquíssimo inspirado e fizeram história na competição.

O primeiro tempo foi de grande equilíbrio entre as duas equipes, o que não significa que foi um jogo vistoso e interessante dentro de campo. A importância do embate afetou o psicológico de ambos os times, que jogaram de maneira muita cautelosa.

Os ataques trocavam passes, mas sem objetividade, com uma transição muito lenta e sem conseguir criar nada de perigo. A primeira boa chance da equipe mandante foi surgir apenas aos 32 minutos. Okafor roubou a bola na esquerda e acionou Sucic na entrada da área. O croata pegou mal na bola, mas ainda assim conseguiu levar perigo ao gol de Bono.

A equipe espanhola conseguiu criar muito pouco no último terço do campo, assustando o goleiro Köhn apenas na reta final da partida: após cobrança de falta de Rakitic, Fernando subiu alto e cabeceou em direção ao gol, com a bola raspando a trave. Mesmo assim, o brasileiro estava impedido na jogada.

Na segunda etapa, foi o Sevilla que iniciou melhor; logo no início, Montiel cruzou para Rakitic e o croata escorou a bola de cabeça para o meia da área. Munir, sozinho e de frente para o gol, cabeceou no travessão e desperdiçou o que foi a melhor chance de sua equipe em toda a partida.

E como diria o velho ditado, “quem não faz, toma”. Pouco tempo depois, o Salzburg abriu o placar em uma bela jogada de contra-ataque. Aaronson carregou a bola pelo meio, acionou Adeyemi na esquerda e o alemão cruzou rasteiro para a área. Noah Okafor apareceu em velocidade para mandar a bola para o fundo do gol de Bono.

E o gol praticamente definiu a partida, mesmo com muito tempo restante no relógio. O Red Bull conseguiu administrar a vantagem com uma tranquilidade absurda, já que os espanhóis eram extremamente ineficientes no ataque mesmo tendo o domínio da posse de bola.

Aos 20 minutos, Joan Jordán foi expulso por dar um puxão em Adeyani. Ele já havia recebido um amarelo em falta anterior, recebendo a segunda advertência e confirmando a vaga de sua equipe na Europa League.

Resultado: Red Bull Salzburg 1 – 0 Sevilla

Jogando de maneira segura, o RB Salzburg confirmou pela primeira vez em sua história a participação na fase de mata-mata da Champions League.

Anulando completamente o ataque espanhol, a equipe é merecedora dos louros com um elenco extremamente jovem e promissor. Muitas vezes vista como uma “vitrine” para os grandes europeus, os austríacos têm a possibilidade de realizar uma das melhores campanhas da história de seu país na competição.

O Sevilla se despede da competição de maneira melancólica, jogando um futebol fraco e pouco inspirado. E claro, a equipe chegará como uma das favoritas em uma competição que entende como poucos: a Europa League.