Conteúdo

PSG vence o Angers com time misto, mas tem comemoração do título adiada

20 de abril de 2022

(por Matheus Correia)

Na tarde desta quarta-feira, o Paris Saint-Germain foi até o Stade Raymond Kopa para enfrente o Angers, em partida válida pela 33ª rodada da Ligue 1. A equipe parisiense entrou em campo com a possibilidade de confirmar o título do campeonato, e fez seu papel ao vencer os mandantes tranquilamente com um time misto, sem Neymar e Mbappé. Entretanto, a vitória do Marseille na rodada adiou a festa para o fim de semana.

A primeira boa jogada da partida foi do Angers, com um chutaço de fora da área de Boufal que exigiu uma defesa difícil de Keylor Navas. Na sequência, foi a vez do PSG fazer o goleiro Anthony Mandrea trabalhar após um belo cabeceio de Thilo Kehrer, aproveitando cobrança de escanteio de Di María.

O time de Paris abriu o placar aos 27 minutos; Mbappé tabelou no meio com Hakimi e chutou colocado no canto direito de Mandrea. O Angers respondeu pouco tempo, com uma bola na trave de Mohamed-Ali Cho.

O segundo gol dos visitantes veio já nos acréscimos, após um cruzamento de Dí Maria que encontrou Sérgio Ramos na grande área. O zagueiro espanhol subiu alto e marcou em um belo cabeceio.

Na segunda etapa, o PSG controlou o ritmo do jogo, mas mostrava dificuldade em manter a bola no ataque, muito pela atuação ruim de Wijnaldum. Com isso, a equipe de Pocchetino ficou dependente da individualidade de Mbappé para criar chances.

Já na reta final da partida, Di María anotou sua segunda assistência no confronto após cruzar na área e o zagueiro Marquinhos, livre de marcação, completar para o gol. Ainda sobrou tempo para o jovem Édouard Michut, do PSG, ser expulso após uma entrada forte, mas "sem querer" no zagueiro Romain Thomas.

Resultado: Angers 0 - 3 Paris Saint-Germain
Partida protocolar do PSG, dominando o adversário em todos os aspectos mesmo com um time misto. A vitória do Marseille de virada contra o Nantes adiou a confirmação do título francês, que deve acontecer neste sábado (23), no Parc des Princes, onde os parisienses enfrentam o Lens. A equipe de Pocchetino precisa de apenas um ponto para levantar o troféu.