Conteúdo

Preview Playmaker Brasil - NFL Playoffs: Las Vegas Raiders x Cincinnati Bengals

14 de janeiro de 2022

(por Layo Lucena)

A pós-temporada da NFL começa neste sábado (15) e o primeiro confronto é entre Las Vegas Raiders e Cincinnati Bengals, em Ohio. As duas equipes estão em uma excelente fase e tem tudo para ser um duelo muito bom.

As duas franquias se enfrentaram pela primeira vez em 1968, desde então foram 32 partidas, sendo duas delas em playoffs, ambas vencidas pelos Raiders. Com 21 vitórias, os Raiders tem o melhor retrospecto contra os Bengals, que levaram a melhor em 12 oportunidades.

No entanto, de 2012 até 2021, os dois times se encontraram cinco vezes, sendo quatro vitórias para os Bengals, incluindo a partida desta temporada. Quando se trata de prorrogação, a história está do lado dos Bengals, que venceram o único jogo que precisou ser resolvido em um quarto extra, em 1992.

Raiders e Bengals se enfrentaram nesta temporada, na semana 10, e a equipe de Cincinnati levou a melhor. Com Joe Mixon correndo 123 jardas e dois touchdowns, os Bengals venceram apostando no jogo corrido, algo que foi muito utilizado contra a defesa dos Raiders na temporada. Do outro lado, o time de Las Vegas, onde foi realizada a partida, marcou apenas 13 pontos, mesmo com 215 jardas de Derek Carr e 116 jardas de Darren Waller. Na defesa, os Bengals derrubaram Carr em dois momentos, já os Raiders conseguiram três sacks em Joe Burrow, mas não conseguiram parar o jogo corrido.

Na semana 10, Raiders e Bengals eram diferentes equipes. A dupla Burrow- Ja’Marr Chase cresceu muito desde então, inclusive a partição de Mixon “sofreu” um pouco com isso. Do outro lado, os Raiders melhoraram a sua defesa contra o jogo corrido, mas viu Carr cair de desempenho, muito pela falta de Waller, que perdeu jogos lesionado; porém, contou com o surgimento de Hunter Renfrow como melhor recebedor do time. Neste sábado, duas equipes mais maduras, em ótimo momento e com o objetivo de se classificarem se enfrentarão.

Retrospecto

Cincinnati Bengals

Os Bengals começaram 2021 como uma grande incógnita: como vai ser a volta de Burrow após a lesão? Será que Chase foi a melhor escolha no draft, ao invés de proteger Burrow? E contra os rivais de divisão, Cleveland Browns, Baltimore Ravens e Pittsburgh Steelers, como uma equipe jovem, com muito a provar, vai se sair contra essas equipes tradicionais (Ravens e Steelers) e contra os Browns? Tudo foi respondido da melhor forma possível.

Joe Burrow não pareceu voltar de uma lesão perigosa, mas se mostrou durante toda a temporada como uma realidade. Selecionado da primeira escolha de 2020, o camisa nove tirou 2021 para se colocar na liga como um dos melhores quarterbacks em atividade. E como isso aconteceu? A dupla Burrow-Chase aconteceu. Companheiros de universidade, os dois jogadores mostraram uma sintonia fora do normal, e não vão parar só nesta temporada. Chase provou ser maior que as críticas feitas a ele durante a pós-temporada, quando tinha dificuldades em receber passes, e mostrou que é capaz de ser um dos melhores recebedores da NFL. Com 1,455 jardas recebidas, Chase, que será sem dúvidas o Melhor Novato Ofensivo de 2021, mostrou que consegue receber passes.

Qualidades: Ataque aéreo e talento no elenco. Os Bengals tem um ataque que será muito bom por muito tempo. Burrow tem liderança, habilidade e talento puro, comandando outros jogadores iguais a ele, como Chase, Tee Higgins e Mixon. Tyler Boyd, mais veterano que seus companheiros, pode ser uma grata surpresa durante a partida.

Falhas: Falta de jogadores que possam ser decisivos em todos os setores da defesa. Contra uma ataque produtivo dos Raiders, os Bengals precisarão do melhor de todos os jogadores defensivos, principalmente na linha defensiva. Trey Hendrickson, líder da equipe em sacks (14), terá que “voar” para atrapalhar a vida de Derek Carr. Além disso, a secundária tem que estar em um “bom dia”.

Quem pode fazer a diferença: O trio ofensivo dos Bengals (Burrow, Chase e Mixon) tem a capacidade de fazer a diferença, sem esquecer de Boyd, Higgins e C.J. Uzomah. Trey Hendrickson pode ser o fator defensivo da partida, já que vem em uma incrível temporada, contando com a ajuda de Logan Wilson, líder em tackles e interceptações da equipe.

Las Vegas Raiders

Em 2021, os Raiders se mostraram extremamente resilientes. Tudo o que podia acontecer com os Raiders na temporada aconteceu. Escândalo envolvendo Jon Gruden, ex-treinador principal da equipe, que foi seguido pela sua demissão; a prisão de Henry Ruggs III, selecionado na primeira rodada do draft de 2020; e o corte de Damon Arnette, também selecionado na primeira rodada do draft de 2020. Mesmo com todos os problemas extra campo, a equipe de Las Vegas se uniu e venceu jogos importantes na temporada.

Com a saída de uns, outros puderam achar o seu espaço para brilhar. Rich Bisaccia, treinador de times especiais da equipe, agora treinador principal interino, terminou a temporada como um “achado”, liderando a equipe até os playoffs e se tornando um dos favoritos para levar o prêmio de Melhor Treinador da Temporada. Além da comissão técnica, que evoluiu com a saída de Gruden, outros jogadores elevaram seu desempenho com as demissões de Ruggs e Arnette. No ataque, Hunter Renfrow assumiu a posição de recebedor principal de Carr, e fez isso com perfeição. Na defesa, o novato Nate Hobbs, selecionado na quinta rodada do draft de 2021, que já teve problemas com a polícia em 2022, se mostrou um verdadeiro achado, além de ter a melhor “nota” da classe na posição de cornerback.

Qualidades: Jogadores experientes em bons momentos e retrospecto em partidas importantes. Quando se trata de vencer fortes oponentes, os Raiders ganharam nota 9. A equipe venceu o Baltimore Ravens (com Lamar Jackson), Indianapolis Colts, Dallas Cowboys e o Los Angeles Chargers, além de ter quatro vitórias em quatro prorrogações na temporada. Derek Carr, Hunter Renfrow, Darren Waller (questionável), Josh Jacobs (questionável), Maxx Crosby, Yannick Ngakoue, Denzel Perryman, Nate Hobbs e Casey Hayward tem tudo para serem os destaques dos Raiders na partida.

Falhas: Defesa e indisciplina. Nos últimos anos, a defesa dos Raiders tem sido muito inconsistente, sofrendo em quase todos os quesitos. Porém, em 2021, a equipe teve uma visível melhora, mas continua inconsistente, e isso pode pesar contra os Bengals. Já a questão indisciplina, o time de Las Vegas já perdeu vários jogos por penalidades, além de ser um problema recorrente nas recentes temporadas.

Quem pode fazer a diferença: A linha ofensiva dos Raiders pode ser o fator “diferença” na partida. Se proteger bem Carr e abrir espaço para Jacobs, os Raiders vencem. Porém, assim como a defesa, a linha ofensiva é inconsistente, além de ser indisciplinada. Alex Leatherwood, selecionado na primeira rodada do draft de 2021, tem capacidade para liderar a linha, assim como Kolton Miller. Na defesa, Quinton Jefferson, na linha defensiva, e o novato Trevor Moehrig, na secundária, podem ser gratas surpresas no duelo.   

O Jogo

Cincinnati Bengals e Las Vegas Raiders chegam muito bem à pós-temporada da NFL. Ambas as equipes possuem características únicas que desenvolveram durante todo 2021. O duelo deste sábado será decidido nos detalhes, além do quesito disciplina e cuidado com a bola pesarem bastante a favor do time vencedor. Será um duelo forte entre quarterback (Burrow e Carr), running backs (Mixon e Jacobs) e recebedores (Chase, Boyd e Higgins contra Waller e Renfrow); porém, tudo pode depender do desempenho das defesas.  

Quem é o melhor?

Melhor ataque: Cincinnati Bengals, pelo simples motivo de ser uma das equipes mais “quentes” no momento quando se trata de ataque. O trio Burrow, Chase e Mixon é um dos melhores na atual temporada, e contra a defesa do Raiders, que é frágil tanto em jogadas terrestres quanto contra passe, tem tudo para ser um fator determinante para a vitória dos Bengals. Em contrapartida, a linha ofensiva pode ser um ponto fraco no momento de proteger Burrow contra a linha defensiva dos Raiders.

Melhor defesa: Apesar de frágil, a defesa dos Raiders, se confiante e concentrada, pode tentar bater de frente contra Burrow e seus comandados. Maxx Crosby e  Yannick Ngakoue cresceram durante a temporada e se tornaram uma dupla que causa muitas “dores de cabeça” aos quarterbacks adversários. Os Raiders não tem grandes nomes em sua secundária, mas os novatos Nate Hobbs e Trevon Moehrig podem surpreender, assim como o veterano Casey Hayward. Para finalizar, vale o destaque do líder defensivo dos Raiders, Denzel Perryman, líder de tackles da equipe e terceiro em tackles individuais na temporada.

Melhor técnico: Das duas equipes, só o Cincinnati Bengals possui um treinador principal (Zac Taylor),  já que o Las Vegas Raiders conta com o interino Rich Bisaccia, que assumia após o escândalo envolvendo Jon Gruden. Zac Taylor conseguiu virar a “chave” dos Bengals nas últimas temporadas, montando uma equipe muito competitiva e cheia de talento. Porém, mesmo interino, Bisaccia conquistou rapidamente todo o elenco e a torcida, e hoje concorre para o prêmio de Melhor Treinador da Temporada. Neste quesito as duas estão bem servidas.

Quem vai vencer: Quem cometer menos erros, e qual equipe aproveitará melhor as oportunidades quando aparecem. Os Bengals são uma máquina ofensiva que conta com um defesa consistente, e tem a vantagem de estar em um momento muito bom; já os Raiders se mostraram resilientes em partidas importantes durante toda a temporada, mas precisam se preocupar em não dar “tiros nos pés” no sábado. O Cincinnati Bengals deve levar a melhor, mas será uma partida apertada e legal de assistir, ou simplesmente um “massacre”.