Conteúdo

Preview Playmaker Brasil - NFL Playoffs: Buffalo Bills x New England Patriots

14 de janeiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

Uma das partidas mais intrigantes desses playoffs sem dúvidas será entre Buffalo Bills e New England Patriots. Os rivais da AFC Leste lutaram vitória a vitória pelo título da divisão, que acabou com o time de Josh Allen, com 11 vitórias e 6 derrotas, contra os 10-7 da franquia da Nova Inglaterra.

No confronto direto, uma vitória para cada lado, com os times vencendo fora de casa. No primeiro jogo, os Patriots conquistaram o triunfo mais inusitado dos últimos anos, já que a equipe tentou lançar apenas três passes durante todo o confronto, apostando no jogo corrido o tempo todo, devido às péssimas condições climáticas em Buffalo. Allen, um dos principais QBs da atualidade não conseguia lançar com precisão por causa do vento e o duelo terminou 14 a 10 para New England. 

O segundo compromisso, realizado em Foxborough, com melhores condições de tempo, temperatura e pressão, a qualidade de Allen fez a diferença, além do melhor conjunto de ataque dos Bills que dominaram o jogo. Se não bastasse, a defesa de Buffalo ainda interceptou duas vezes Mac Jones.

Retrospecto
 

Buffalo Bills

O Buffalo Bills tem um ataque forte. Josh Allen, Stefon Diggs, Cole Beasley, Dawson Knox e companhia causam muitos problemas para os adversários pelo jogo aéreo, enquanto Zach Moss e Devin Singletary revezam os ataques terrestres, porém, diante dos Patriots o jogo terrestre não funcionou tão bem. 

Se o ataque é bom, a defesa é a melhor da liga em jardas cedidas. O plantel tem muita qualidade, com nomes de peso em todas as áreas como Mario Addison, Gregory Rousseau, Tremaine Edmunds, Matt Milano, Tre’Davious White, Micah Hyde e Jordan Poyer. Essa combinação de força, diante de um quarterback calouro pode ser a chave da classificação para Buffalo.

Com um elenco bem equilibrado, sendo um dos mais fortes da liga, é difícil não colocar os Bills como favoritos. Se há algo a ser explorado nesse time é a ausência de um jogo terrestre que encaixe contra a forte equipe patriota. Em contrapartida, o sistema defensivo de Buffalo peca contra os running backs adversários, portanto é uma falha a ser explorada pelo adversário. 

O segredo da vitória para Buffalo está na secundária, que pode se aproveitar da inexperiência de Mac Jones para realizar interceptações com Micah Hyde e Jordan Poyer. Isso sem contar, é claro, com Josh Allen, que além de preciso, pode ganhar jardas importantes com os pés e a força física.
 

New England Patriots

O time de Bill Belichick conseguiu se reconstruir com muita rapidez. A franquia fez um dos melhores trabalhos na liga na offseason, adquirindo peças que fizeram a diferença na temporada. A defesa é a quarta da liga em jardas cedidas e a segunda contra o passe (atrás justamente da dos Bills), jogadores como Matt Judon, Ja’Whaun Bentley, Jamie Collins, Don’ta Hightower e Kyle Van Noy atormentaram os adversários. E, se não bastasse, a secundária com J.C, Jackson, Kyle Dugger e Adrian Phillips, só pra citar alguns, foi extremamente competente. 

O ataque dos Patriots teve inteligência para blindar o quarterback calouro Mac Jones, que trabalhou com um bom “game manager”, ganhando jardas pouco a pouco, apostando num jogo terrestre consistente e bem protegido pela linha ofensiva. Se Damien Harris, Brandon Bolden e Rhamondre Stevenson não são brilhantes, eles se completam bem e são também responsáveis pelo sucesso de New England neste ano.

A genialidade de Bill Belichick de entender as limitações de seu time e conseguir se adaptar ao adversário foi e continua sendo trunfo da franquia seis vezes campeã para passar de fase e surpreender nos playoffs da AFC. Apesar disso, o peso de ter um quarterback calouro, com um braço aquém de um jogador que decide jogos, pode ser um grande problema para as pretensões patriotas.

O segredo para o triunfo de New England passa por uma partida espetacular de Judon, Van Noy, Collins e companhia pressionando Allen e não deixando o QB desenvolver bem seu jogo. Além disso, do outro lado da bola, o trio de RBs precisa estar num dia bom para furar a defesa de Buffalo e somar mais de 200 jardas por terra.
 

O jogo

A partida, mesmo sendo na casa de Buffalo, em condições climáticas ruins, não deve ser parecida com o duelo bizarro da temporada regular vencido por New England. Com certeza os visitantes não conseguirão vencer sem lançar passes, Jones precisará trabalhar passes curtos para esquentar no jogo. Apesar disso, a consistência ofensiva dos Bills deve ser maior e, se os anfitriões conseguirem abrir mais de uma posse no início, a tendência é de vitória quase certa de Buffalo, já que o estilo de jogo dos Patriots dificulta demais uma virada. 

A equipe que pontuar primeiro e conseguir se manter com mais de uma posse, deve controlar o duelo. Se for New England, gastará muito relógio, mas se for Buffalo, teremos a chance de um placar mais elástico.
 

Quem é melhor?

Ataque: Buffalo, por ter melhor QB e recebedores.

Defesa: Empate. As duas defesas são fortíssimas e a diferença dependerá de como os jogadores estarão no dia.

Técnico: New England, pois é difícil encontrar na história um técnico melhor que Bill Belichick.

Quem vai vencer: Buffalo Bills, por ter jogadores mais decisivos.