Conteúdo

Prévias da NBA: Divisão Central - Como Bulls, Cavs, Pistons, Pacers e Bucks se prepararam para a nova temporada

7 de outubro de 2021

(por AC Carvalho)
 

A segunda parte da nossa prévia para a temporada da NBA chega a Divisão Central, que conta com três franquias em reconstrução, um candidato a playoffs e o atual campeão da NBA.
 

Chicago Bulls

Os Bulls não alcançam uma vaga para a pós-temporada desde 2017, ano em que foram eliminados logo na estreia para o Boston Celtics. Buscando mudar esse cenário, desde a última trade deadline a franquia de Illinois vem sendo mais agressiva na montagem do elenco ao redor de Zach LaVine. Como reforços, chegaram jogadores como Nikola Vucevic, DeMar DeRozan, Lonzo Ball e Alex Caruso.

O time titular parece ter as peças necessárias para brigar por uma vaga de playoffs e, caso o encaixe seja melhor que o esperado, quem sabe até por mando de quadra. Mas, quando se passa a analisar o banco de reservas, os Bulls ainda acabam ficando atrás das principais franquias da Conferência Leste.

A próxima temporada será decisiva para o futuro de Zach LaVine em Chicago, uma vez que será o último ano de seu contrato e a estrela já declarou que vencer é o que fará permanecer seu desejo em renovar com os Bulls.

Projeção do quinteto inicial: Lonzo Ball, Zach LaVine, DeMar DeRozan, Patrick Williams e Nikola Vucevic.
 

Cleveland Cavaliers

Para os Cavaliers, a temporada 2021/22 deverá ser de evolução para uma franquia que venceu um total de 60 partidas nas últimas três temporadas. A pressão sobre o Front Office da franquia começa a aumentar com a sequência de péssimas campanhas nos últimos anos. Ninguém espera que os Cavs briguem por mando de quadra ou algo do tipo, mas está na hora do time mostrar alguma competitividade na conferência.

Garland e Sexton vêm agradando a franquia e não parecem ser o problema do time para os próximos anos. O recém-chegado Evan Mobley deve trazer maior versatilidade, sobretudo defensiva ao garrafão da equipe. Ele atuará ao lado de Jarrett Allen, que acabou de receber uma generosa extensão salarial. Outra peça do garrafão que pode ajudar o time nesse ano é Lauri Marrkanen, que chegou após a troca que resultou na saída de Larry Nance Jr.

Os Cavs ainda se apresentam como um frágil, porém jovem plantel, com exceções como Kevin Love e Ricky Rubio. Apesar disso, a torcida espera ver algum sinal de evolução para começar a almejar temporadas mais prósperas para os próximos anos. O time precisa evoluir.

Projeção do quinteto inicial: Darius Garland, Collin Sexton, Isaac Okoro, Evan Mobley e Jarrett Allen.
 

Detroit Pistons

Outra jovem equipe do leste que segue em reconstrução é Detroit, que acabou vencendo a última loteria do draft e tendo a oportunidade de selecionar Cade Cunningham na 1ª escolha geral deste ano. Além dele, também chegaram jogadores como Luka Garza, JT Thor e Kelly Olynyk para a disputa da próxima temporada.

A equipe ainda não aparenta estar pronta para disputar uma das vagas de pós-temporada na Conferência Leste. O foco do time deve permanecer na evolução de jovens como Killian Hayes, Saddiq Bey e Isaiah Stewart, bem como os recém-chegados. Jerami Grant deve continuar exercendo o papel de referência técnica dentro de quadra, passando experiência e comandando o quinteto inicial da equipe.

No banco, poucas peças chamam a atenção, porém, um destaque deve ser dado a Kelly Olynyk, que teve ótimas atuações em Houston, na última temporada, após ser trocado pelo Miami Heat. Hamidou Diallo, que teve seu contrato renovado, também terá espaço para seguir mostrando seu jogo na Liga.

Projeção do quinteto inicial: Killian Hayes, Cade Cunningham, Saddiq Bey, Jerami Grant e Isaiah Stewart.
 

Indiana Pacers

Sempre na disputa por uma vaga de playoffs, mas sem perspectivas de ir muito mais longe que isso, os Pacers entrarão em mais uma temporada com um que parece ser bom, mas não o suficiente. O quinteto inicial, comandado pelo All-Star Domantas Sabonis, vem sofrendo com lesões nas últimas temporadas e parece ainda não ter conseguido escapar desse cenário, uma vez que Caris LeVert e TJ Warren não possuem estimativa de retorno às quadras.

Entretanto, no banco de reservas dos Pacers podem entrar boas opções para ocupar essas lacunas, caso necessário, uma vez que contam com TJ McConnell, Jeremy Lamb, Justin Holiday, Torrey Craig e o calouro Chris Duarte.

O elenco é profundo, mas parece sentir falta de uma estrela que consiga dar mais perspectivas ao time, como foi nos tempos de Paul George. A chegada do técnico Rick Carlisle deve ajudar os Pacers a seguirem brigando por vaga de playoffs da próxima temporada.

Projeção do quinteto inicial: Malcolm Brogdon, Caris LeVert, TJ Warren, Domantas Sabonis e Myles Turner.
 

Milwaukee Bucks

Atuais campeões da NBA, os Bucks possuem apenas um objetivo: conquistar o bicampeonato. A base será praticamente a mesma, contando com a importante saída de PJ Tucker, que jogará em Miami. Porém, o time contará com o retorno de DiVincenzo, que se recupera de uma lesão que o tirou dos jogos que deram o título ao Bucks.

George Hill retorna ao time para oferecer opção de armação na 2ª unidade e Bobby Portis teve seu contrato renovado, após bons jogos nos últimos playoffs. Além deles, o banco ainda conta com Pat Connaughton e os recém-chegados Grayson Allen, Rodney Hood e Semi Ojeleye.

Não há motivos para não acreditar nos Bucks brigando por mais um título, uma vez que o time estará saudável para o início da temporada. A disputa pelo campeonato será difícil, sobretudo pela manutenção do trio de Brooklyn e dos reforços dos Lakers, na Conferência Oeste.

Projeção do quinteto inicial: Jrue Holiday, Donte DiVincenzo, Khris Middleton, Giannis Antetokounmpo e Brook Lopez.