Conteúdo

Por que a torcida New York Mets pode se dar o luxo de sonhar alto na próxima temporada?

17 de fevereiro de 2021

(por Leonardo Costa)
 

Desde que a franquia foi adquirida por Steven Cohen, o New York Mets foi especulado como possível destino para alguns dos principais jogadores da MLB. Porém, mesmo sem trazer George Springer e Trevor Bauer, que assinaram com Blue Jays e Dodgers, respectivamente, os torcedores da equipe têm muito o que comemorar.

Os Mets trouxeram dos Indians o shortstop Francisco Lindor e o pitcher Carlos Carrasco. Além do mais, a equipe do Queens também assinou com o agente-livre James McCann, um dos melhores catchers disponíveis, e deu profundidade ao bullpen com Trevor May e Aaron Lup. Por fim, Albert Almora Jr. chegou e será mais um sólido rebatedor, assim como José "Cafecito" Martínez.

Evidentemente, os Dodgers ainda são a equipe a ser batida, sobretudo com a chegada de Bauer. Os Padres melhoraram muito com as chegadas de Blake Snell e Yu Darvish, dentre outras contratações. Os Cardinals trouxeram Nolan Arenado em mais um daqueles negócios que só a MLB proporciona, e devem manter o poder da Central da Nacional.

Por sua vez, a Divisão Leste da Liga Nacional é uma das mais equilibradas da liga. Os Braves, que venceram a divisão nos últimos três anos, segue sendo um time extremamente competitivo, enquanto os Nationals melhoraram bastante com as chegadas de Josh Bell, Kyle Schwarber, Jon Lester e Brad Hand. O jovem elenco dos Marlins guiou a franquia para os playoffs em 2020 e, talvez, 2021 seja o ano em que os Phillies possam ser realmente competitivos.

Com tudo isso e tamanho equilíbrio, poderiam os Mets levar a divisão? Claro que sim, principalmente sabendo que Noah Syndergaard poderá voltar durante o ano após uma cirurgia Tommy John. E não apenas por isso.

Os Mets terão em seu lineup a eficiência de Lindor, além do poder de Pete Alonso e da regularidade de Jeff McNeil, que tem médias de .319 nas últimas três temporadas. Michael Conforto e Dominic Smith são outros nomes que fazem a da franquia ter um dos lineups mais sólidos da MLB.

Somente pelo bastão os Mets já estariam cotados para levar a divisão, imagina quando se leva em conta uma rotação que é liderada por Jacob deGrom, vencedor do Cy Young em 2018 e 2019. Na última temporada seguiu em alto nível, com um ERA de 2.38, eliminando 104 rebatedores em 68 entradas.

Muitas coisas ainda vão acontecer, mas hoje os Mets merecem toda nossa atenção. No mínimo, pode ser que ao final da temporada sejam a melhor equipe da cidade.