Conteúdo

Polêmica! Scottie Pippen acusa Phil Jackson de racismo

28 de junho de 2021

(por Vinicius Freitas)

O lendário ala Scottie Pippen, seis vezes campeão com o Chicago Bulls e fiel escudeiro de Michael Jordan, fez uma forte declaração para a imprensa americana sobre seu ex-treinador, Phil Jackson.

Um dos principais motivos da declaração foi o jogo 3 das semifinais do Leste, contra o New York Knicks, na temporada 93/94, quando Phil Jackson decidiu que o iugoslavo Toni Kukoc, ala-pivô calouro na liga, faria o último arremesso do jogo (empatado em 102-102), ao invés de Scottie Pippen, já veterano e principal nome do time na temporada, que contava com a aposentadoria precoce de Michael Jordan, atuando no beisebol naquele momento. 

Apesar do clima tenso e do nítido incômodo de Pippen, Kukoc acertou o último arremesso com 1.8 segundo no relógio e garantiu a primeira vitória da franquia na série, mostrando muito sangue frio e qualidade de um arremessador nato.

Abaixo, a declaração do ex-jogador:

"Eu não acho que é um mistério, você precisa ler nas entrelinhas. Era o meu primeiro ano jogando sem o Michael Jordan, por que eu não daria o último arremesso? Eu estava lá nos bons e maus momentos, nas batalhas contra os Pistons, e agora ele iria me insultar dizendo para ficar de fora? (...) Eu senti que era uma oportunidade de dar a ele (Kukoc) a chance de crescer. Foi uma atitude racial para fazer ele crescer. Depois de tudo que eu vivi com a organização, você me fala para deixar a bola de lado e jogá-la para o Toni Kukoc? Você está me insultando. Foi como eu me senti."

O ex-jogador também já afirmou em outras entrevistas que achou a atitude de Jackson um ato de racismo, afirmando não ter problemas com esse tipo de conduta, e que independente de qualquer justificativa, manteria a visão dele de injustiça e de atos racistas incontestáveis de seu ex-treinador. Além do mais, Pippen disse que é normal as pessoas não concordarem com ele e possuírem uma visão externa sobre a situação, pois não viveram o ambiente de vestiário para entender os motivos da declaração.

Pippen foi eleito para o Hall da Fama da NBA em 2010, além de integrar o Dream Team nas Olimpíadas de 1992 e ser considerado um dos melhores defensores de sua geração. Porém, frequentemente aparece na mídia com declarações polêmicas, apesar de sua carreira brilhante e grande talento em quadra.