Conteúdo

Polêmica! Jéssica Bate-Estaca deixa Amanda Nunes de lado e aponta Valentina Shevchenko como 'melhor do UFC'

23 de abril de 2021

(por Leandro Chagas)

Prestes a disputar o cinturão das pesos-moscas (até 56,7kg) contra Valentina Shevchenko, no UFC 261, que acontece no próximo sábado (24), Jéssica "Bate-Estaca" Andrade não poupou elogios à campeã da categoria. Em entrevista ao site "MMA Fighting", a brasileira deixou de lado sua compatriota Amanda Nunes, que é dona de dois cinturões, e apontou a lutadora do Quirguistão como a melhor atleta peso por peso da organização. 

“Mesmo que Amanda tenha dois cinturões, Valentina luta o tempo todo, sempre faz grandes combates e mantém o mesmo ritmo do início ao fim. Nunes não luta com essa frequência. Ela é campeã de duas categorias mas não é tão ativa então acho que a ‘Bullet’ tem mais experiência no octógono. Na minha opinião, Shevchenko é a melhor lutadora peso por peso do UFC”, analisou Jéssica.

Ex-campeã peso-palha (até 52,2 kg), a paranaense declarou que sempre quis encarar Shevchenko. Jéssica chegou a dizer também que discordou do resultado da revanche entre Valentina e Amanda no UFC 215, em setembro de 2017. Na ocasião, a Leoa acabou levando a melhor por decisão dividida dos juízes. 

“Eu sempre quis lutar com ela porque eu sempre quero encarar as melhores lutadoras. Já enfrentei muitas atletas boas mas acho que Valentina está um nível acima de qualquer outra. Na verdade, no combate dela com a Amanda [Nunes], eu sou uma daquelas pessoas que acham que os juízes poderiam ter dado a vitória para a Shevchenko porque ela foi melhor”, disse Bate-Estaca.

Jéssica Bate-Estaca chegou no peso-mosca mostrando que a subida de categoria lhe fez bem. Após duas derrotas na divisão de baixo, a brasileira que se tornou a primeira mulher a lutar e vencer em três divisões diferentes do UFC, estreou na nova faixa de peso em outubro de 2020, com um nocaute técnico sobre Katlyn Chookagian, que até então era a número um do ranking. 

Campeã desde 2018, quando destronou a polonesa Joanna Jedrzejczyk, Valentina Shevchenko já defendeu seu cinturão em quatro oportunidades. Com 33 anos, "Bullet" tem em seu cartel 20 vitórias e três derrotas. Em sua última apresentação, ela venceu Jennifer Maia por decisão unânime, em novembro de 2020.