Conteúdo

Pérez tem tarde de superação para conseguir seu pódio

25 de outubro de 2021

(por Bruno Braz)
 

No GP de ontem, no Texas, Sérgio Pérez parecia andar tranquilo. Mantendo-se atrás dos dois primeiros e sem sofrer incômodos com quem vinha atrás, a atuação do mexicano pareceu um passeio de escudeiro. Mas só aparentemente.

Pérez iniciou o dia com um problema: amanheceu com sintomas gripais e gastrointestinais. Só isso, por si só, já é incômodo o bastante para atuar em alto nível. 

Mas, como problema pouco é bobagem, juntou-se a isso uma falha no sistema de hidratação do piloto. Na primeira volta, já deixou o piloto "a seco".

Ao fim da prova, a diferença de postura entre Max e Sérgio era visível. Max parecia sair de um passeio matinal. Inteiro, sem suor, postura ereta. Sérgio estava destruído. Sem a parte de cima do macacão, curvado e visivelmente cansado.

Falando sobre isso na entrevista pós corrida, Pérez discorreu um pouco em relação a dificuldade que foi sua corrida. "Fiquei sem água desde a primeira volta. No começo do sting intermediário, comecei a perder força." Foi o que ele conseguiu falar após sair do carro.

Um pouco depois, o piloto falou mais. "Foi horrível. Eu estava com diarreia de manhã. Tive de me hidratar bem, mas da primeira volta em diante foi aquilo.Tinha dificuldade para fazer as coisas do jeito certo, porque perdia força. As últimas 30 ou 40 voltas foram difíceis”. Seguiu. "Foi uma pena não ter conseguido acompanhar Lewis e Max. A pista do México deve ser ótima para a nossa equipe.” Completou o esperançoso Pérez.

O próximo GP será no dia 07 de Novembro, no México. Max segue na liderança do campeonato, 12 pontos à frente de Lewis.