Conteúdo

Patriots humilham os Falcons em Atlanta

19 de novembro de 2021

(por Edmar Jardim)
 

New England Patriots e Atlanta Falcons abriram a Semana 11 da NFL na Georgia, onde os visitantes pareciam se sentir em casa. 

Menos de 15 minutos de jogo e eu só conseguia pensar em como deve ser difícil torcer para os Falcons. E essa sensação deve piorar quando enfrentam os Patriots. A cada intervalo, os caras mostram um recap daquele fatídico Super Bowl. É muita sacanagem. 

Mas, voltando ao jogo e ao presente, o torcedor percebe que a realidade pode ser ainda pior: olhando de longe, o time é feio. Olhando de perto, parece que tá de longe. 

Amplo domínio dos Patriots nas trincheiras ofensiva e defensiva. Chamou a atenção no primeiro tempo a efetiva produção da defesa de New England. Solidez em todas as unidades, com destaque para o pass rush. Defesas fortes vencem campeonatos, e pode estar sendo montada aqui a próxima unidade defensiva a fazer barulho na NFL. 

Mac Jones vai apresentando um futebol cada vez melhor, com boas leituras. Harris consolidando o jogo terrestre. A análise macro do time dos Patriots é altamente promissora e otimista pro torcedor, que ainda sente um pouco a viuvez de Brady, mas que vai deixando para trás esse capítulo a cada nova semana desta temporada. 

13-0 no intervalo ficou barato para Atlanta. E mais triste que o placar, é não ter absolutamente nada para destacar sobre eles no primeiro tempo. Ou melhor, tenho sim: 64 jardas totais. Esse é o destaque. 

"Pior que tá não fica", disse certa vez um poeta. Mentiroso, devia ser palhaço. Sempre dá pra piorar! Ainda mais quando se trata dos Falcons contra os Patriots. Ainda no terceiro quarto Mac Jones foi interceptado, no que poderia ter sido o turning point do jogo. Em seguida, os Falcons carregam a bola até a Red Zone. E em uma terceira para uma jarda, depois quarta para 1.... turnover on downs. 

Já no derradeiro quarto, Matt Ryan novamente com a bola e... interceptação. Bizarro. Parece que conduzir uma campanha ofensiva sem Calvin Ridley no campo é um problema para os Falcons. Kyle Pitts, sozinho, realmente não faz verão. Apesar que nesta partida, acho que nem com Jesus Cristo no time a coisa fluiria. Se o Datena torcesse pros Falcons, o bordão "É só no nosso" já existiria faz tempo. 

Ainda houve tempo para mais uma (!) interceptação pra cima de Matt Ryan, a décima sexta de New England na temporada. Marca que mostra bem porque os Patriots são novamente candidatos ao título da AFC Leste. 

E ao apagar das luzes (provando que dá pra piorar sempre), já sem Ryan no comando, Kyle Van Noy providenciou a décima sétima interceptação (com direito a pick-six) e J.C. Jackson anotou a décima oitava. Encerrado o vexame. 
 

Final: New England Patriots 25-0 Atlanta Falcons 



 

Olho em Bill Bellichick e em seu mais novo pupilo. A divisão está em aberto. Os Bills que se cuidem.