Conteúdo

Pato O’Ward fala sobre as polêmicas recentes na McLaren: “Não é nosso trabalho limpar uma bagunça que não criamos”

4 de agosto de 2022

(por Rafael Lima)
 

A McLaren é o centro de especulações na contratação de pilotos neste momento. O time britânico está disputando com a Ganassi o atual campeão da Indy, Alex Palou, e aparece como a principal razão de Oscar Piastri não ter aceitado a vaga aberta por Fernando Alonso na Alpine.

Demonstrando não estar alheio às especulações de momento, Pato O’Ward admitiu também fazer parte do quebra-cabeças atual, mesmo com sua situação contratual definida.

“Então, eu entendo que sou uma peça do quebra-cabeça de certa forma, mas as minhas coisas com meu novo contrato foram resolvidas há alguns meses. Sinto que minha vida agora é tão calma quanto poderia ser, mesmo com todas as coisas que acontecem ao redor da equipe. Não tem nada a ver comigo. É apenas algo que alguém, que não sou eu, está decidindo brincar”, disse Pato.

“Em vez de apenas fazer barulho ao redor da equipe, tudo o que estamos tentando fazer é aquietar. E sinto que amadureci de uma maneira que posso acalmar um pouco as coisas, aprendi com minha experiência dos últimos 10 a 12 meses com minhas negociações de contrato. Eu não me sinto nem um pouco incomodado”, seguiu o mexicano.

Se a McLaren vencer a disputa jurídica com a Ganassi e fechar com Alex Palou, provavelmente Felix Rosenqvist pilotará pela escuderia na Fórmula E. Pato também abordou o assunto.

“Acho que a pessoa que toma as decisões sobre quem quer colocar no carro ou não, que é Zak, é totalmente separada da equipe com nossos mecânicos e engenheiros. Nós, eu acho, estamos em uma ótima situação, porque Felix e eu estamos trabalhando muito bem juntos. Estamos desempenhando o melhor que já tivemos. Sinto que estou na melhor fase da minha carreira. Estamos ajudando a equipe a crescer e há total confiança e transparência com Felix e eu trabalhando juntos com nossos engenheiros”, explicou.

“Já estamos fazendo isso ao manter nossas equipes motivadas, eu e Felix, e estamos tentando fazer o que pudermos para manter todos focados. Não é nosso trabalho limpar uma bagunça que não criamos, mas fazemos parte de uma equipe de corrida e somos pilotos que querem vencer, e esse é o nosso trabalho”, seguiu.

Apesar de toda bagunça, Pato O’Ward quer foco total nas últimas quatro provas do calendário da Indy, onde está em quinto lugar, 46 pontos atrás do líder Will Power.

“Posso dizer que nossas equipes com certeza estão entregando e estamos todos trabalhando muito bem juntos, então isso não é algo que estamos dispostos a sacrificar. Quando você abafa todo o barulho que não é culpa nossa, permite que todos continuem trabalhando como temos feito, sem se preocupar com as outras coisas que continuam surgindo. Sabemos que se preocupar com isso não nos ajudará. Só podemos focar em conquistar o campeonato. É apenas tentar fazer a equipe parecer boa, pelo menos na pista”, concluiu O’Ward.