Conteúdo

Panthers surpreendem, jogão entre Vikings e Chargers, passeio dos Packers e boa vitória dos Eagles

14 de novembro de 2021

(por Rodrigo Mota)
 

Confira tudo sobre os jogos do segundo horário deste domingo (14):
 

Reforçado Carolina Panthers vence desfalcado Arizona Cardinals

Apesar dos Cardinals terem a melhor campanha da liga no momento e os Panthers estarem negativos na sua campanha, quem esperava um jogo dominado por Arizona que jogava em casa viu um cenário completamente diferente. Reforçados por Christian McCaffrey e mais um velho conhecido Cam Newton a equipe visitante dominou amplamente o primeiro tempo. O desfalcado Cardinals (sem Kyler Murray nem Deandre Hopkins) começou com o pé esquerdo, quando Colt McCoy acabou sofrendo um fumble no drive de abertura do jogo. Com boa posição de campo os Panthers aproveitaram a volta de McCaffrey acionando bem o camisa 22 que colocou a equipe em boa posição de campo, e Cam Newton finalizou a campanha correndo com a bola para abrir o placar, 7x0. Em mais uma boa atuação defensiva, Carolina retomou a bola após segurar o Cardinals em conversão de quarta descida. Aproveitando o momento, Carolina mais uma vez visitou a endzone com Cam Newton completando o seu primeiro passe no seu retorno aos Panthers, com Robby Anderson recebendo o passe, 14x0. A defesa de Carolina continuou no ritmo, gerando mais uma interceptação e colocando o ataque novamente em boa posição, embora não tenha conseguido o touchdown os visitantes ampliaram com chute de Zane Gonzalez, 17x0. O segundo quarto ficou um pouco mais morno, mesmo com as defesas ainda aparecendo melhor os ataques esfriaram na partida, especialmente de Carolina que vinha em bom momento, ainda assim os Panthers aproveitaram melhor as chances e ainda chutaram mais dois field goals para aumentar a contagem, 23x0 placar do intervalo. Agora no terceiro quarto, os anfitriões finalmente conseguiram anotar seus primeiros pontos que vieram das pernas de Matt Prater conectando disparo de 47 jardas, 23x3. Já do lado visitante, Carolina manteve o bom momento do jogo e logo em sua primeira posse ampliou com corrida de Chubba Hubbard, 30x3. Para ajudar, McCoy acabou se lesionando e Chris Streveler assumiu os snaps. Porém a sorte se manteve do lado dos Panthers que mantiveram o nível defensivo. Já no quarto final, James Conner ainda conseguiu descontar para os Cardinals, mas os Panthers também voltaram a marcar com mais um field goal para definir a surpreendente vitória de Carolina 34x10.
 

Em jogo acirrado Vikings superam Chargers

Os Chargers receberam os Vikings, com a promessa de fazer um jogo equilibrado e foi isso que vimos no SoFi Stadium. O primeiro quarto ficou no 0x0 com as defesas fazendo uma boa atuação. Já no segundo quarto o jogo começou a ficar mais interessante, primeiro foram os Vikings que fizeram boa campanha e abriram o placar com chute de Greg Joseph de 46 jardas, 3x0. Los Angeles respondeu logo na sequência, com field goal de 45 jardas para empatar, 3x3. Já no segundo quarto, Minnesota engatou um bom drive marcado por muitas faltas, conseguindo alcançar a redzone mais uma vez. Porém novamente a campanha acabou em field goal já que a equipe visitante não acabou cruzando o plano de gol, 6x3 após disparo convertido por Joseph. No drive seguinte, Eric Kendricks fez grande jogada lendo muito bem Justin Herbert e interceptando o segundo anista, levando a bola já muito próximo da endzone. Coube a Kirk Cousins conectar com seu tight end Conklin, para ampliar a vantagem, 13x3 após chute. Ainda na reta final do quarto, LA conseguiu descontar, com finalmente um boa campanha ofensiva conduzida por Herbert, a equipe da casa evoluiu bem seu drive e Larry Roundtree marcou touchdown para descontar, 13x10. No terceiro quarto o jogo se manteve lá e cá. Primeiro foram os Chargers que abriram o placar do segundo quarto com conexão de Herbert para Austin Ekeler no melhor drive da equipe no jogo, 17x13. Após um troca de punts, os Vikings se colocaram novamente na frente do placar em mais um bom drive de Cousins que acabou em conversão de quarta descida na linha de uma jarda na conexão com Conklin, 20x17. Já no quarto período, os Vikings atacaram novamente mais uma vez entrando na end zone com Dalvin Cook, 27x17. Los Angeles até conseguiu descontar com field goal 27x20. Mas Minnesota botou um ponto final na partida com os Vikings conseguindo manter seu ataque em campo até o cronômetro zerar e selar a sua quarta vitória na temporada.
 

Green Bay Packers faz o suficiente para bater o Seattle Seahawks em jogo sem emoção

Com seus respectivos quarterbacks titulares de volta, Aaron Rodgers e Russell Wilson, Packers e Seahawks fizeram um confronto que tinha boa expectativa. Porém o jogo também surpreendeu negativamente em um jogo sem muitas emoções. Com os dois passadores fora de ritmo, o primeiro quarto foi um show de punts terminando com o placar zerado. No segundo quarto, Green Bay quebrou um pouco o marasmo que encontrava na partida e conseguiu produzir um bom drive, mas que acabou em field goal de Crosby, para abrir o placar 3x0. Apesar desse lapso o jogo voltou ao ritmo anterior com os ataques parecendo enferrujados, levando o placar desapontante de 3x0 para o intervalo. Quem esperava uma melhora no terceiro quarto não viu isso acontecer. Mais um quarto se passou e os ataques mesmo tendo fluido um pouco melhor acabaram trocando interceptações na end zone para manter o placar murcho. Já no último quarto finalmente vimos a bola cruzar a endzone, A.J. Dillon aproveitou o bom drive dos Packers para capitalizar, 10x0. Ainda antes do fim, Seattle voltou a campo mas Wilson foi mais uma vez interceptado na end zone em passe displicente. Com o relógio começando a se esgotar, os donos da casa fizeram mais uma boa campanha, marchando o campo inteiro levando a bola para a red zone e o relógio até dentro dos dois minutos finais. Logo na primeira jogada após o two minute warning, Dillon mais uma vez visitou a end zone e ampliou a vantagem para 17x0 após o chute. Wilson voltou a campo para tentar o touchdown de honra, mas novamente o camisa 3 esbarrou na defesa de Green Bay que fez mais uma excelente atuação e fechou a partida em 17x0.


Eagles jogam melhor e garantem vitória em cima dos Broncos

Jogando no Mile High Stadium, o Denver Broncos recebeu o Philadelphia Eagles e acabou cedendo a derrota para os visitantes. Os Eagles abriram o placar logo no seu primeiro drive, com Jake Elliot conectando para 30 jardas, 3x0. Após campanha frustrada dos donos da casa, Jalen Hurts voltou a campo e conectou um belo passe para seu ex-companheiro de Alabama, Devonta Smith que ampliou o placar para Philadelphia, 10x0 após o chute. Já no segundo quarto Denver deu a sua resposta. No primeiro bom drive dos anfitriões, Melvin Gordon ultrapassou o plano de gol para descontar, 10x7. Denver ainda fez mais uma boa campanha que foi impulsionada pela bela conexão de Bridgewater para Okwuegbunam em jogada longa que já colocou os Broncos em posição para marcar, embora não tenha conseguido virar a partida, pelo menos a equipe da casa empatou o confronto na conversão do field goal de 21 jardas, 10x10. Ainda antes do intervalo, Philly teve tempo de marcar mais uma vez e novamente com Smith que se viu livre na endzone para desempatar, 17x10, após campanha rápida de Denver e boa posição de campo, Hurts mais uma vez foi cirúrgico e conseguiu posicionar seu ataque em distância para field goal, Elliot fez sua parte convertendo de 52 jardas para ampliar, 20x10 placar o intervalo. Voltando do intervalo, Denver começou bem e logo na primeira posse chegou a red zone, a equipe da casa mais uma vez teve dificuldade nas jardas finais e tentou chutar mais uma, mas desta vez o disparo acabou bloqueado mantendo a diferença no placar. Os Eagles não tiveram a mesma eficiência ofensiva e a defesa dos Broncos forçou a equipe a sair de campo rapidamente. De volta a ofensiva Teddy B, mais uma vez conduziu seu ataque a red zone, mas novamente a equipe teve que se contentar com três pontos em chute que desta vez foi convertido de 28 jardas. Com o ataque dos Eagles perdendo o momento, e os Broncos crescendo na partida, parecia que os anfitriões empataram novamente o confronto, mas em tentativa de quarta descida para uma jarda, desastre bateu na porta dos Broncos e Melvin Gordon soltou a carne que foi recolhida por Darius Slay e levou a bola até a end zone adversária para jogar um balde de água gelada nos Broncos, 27x13. Depois da virada de momento, Philadelphia ainda anotou mais um field goal para ampliar sua vantagem 30x13. No modo desespero Bridgewater voltou a ofensiva com sua unidade mas desta vez sem conseguir pontos nas suas duas tentativas finalizando o placar com vitória de Philadelphia.