Conteúdo

Pai de Tyson Fury afirma: “O próximo é Usyk ou nada”

13 de outubro de 2021

(por Rafael Lima)
 

Tyson Fury deseja enfrentar outro campeão peso-pesado invicto. O “Gipsy King” aumentou seu cartel espetacular para 31-0-1 com mais uma vitória por nocaute diante do perigoso Deontay Wilder, que só perdeu na carreira para Fury. 

Após a luta, Tyson Fury não se comprometeu em desafiar alguém especificamente, porém, seu pai, John Fury, declarou seu adversário predileto, o dono de três cinturões dos pesados, Oleksandr Usyk, que derrotou Anthony Joshua.

“Ele tem que ir atrás de Usyk ou nada, essa é a minha ideia”, disse John ao talkSPORT. “É o próximo, Usyk ou nada. Eu não me importaria com o resto deles ... eles não estão na mesma classe de Tyson.” Seguiu. “Dillian Whyte lidaria com Deontay Wilder? Não.” Ele acrescentou. "Então, por que você quer colocá-lo lá com meu filho, para ele derrubá-lo?” Completou.

Ao derrotar Wilder, Fury manteve os títulos dos pesos pesados de ​​WBC e do The Ring. Enquanto Usyk tem os títulos ​​da WBA, IBF e WBO.

Whyte há muito faz campanha para uma luta com o Fury, não tendo a oportunidade no ano passado, quando perdeu o título provisório do WBC por nocaute para Alexander Povetkin. Os dois fizeram a revanche em março passado com Whyte vingando a derrota por nocaute técnico no quarto round. Whyte está definido para defender o cinturão provisório contra Otto Wallin, em 30 de outubro.

O recente tropeço contra Povetkin é um sinal suficiente para John acreditar que Fury pode deixar de lutar com Whyte em um futuro próximo. “No final disso, [Whyte] acabou de ser nocauteado por um [Povetkin] de 42 anos”, disse John. “Tyson não tem interesse nesse tipo de luta. Ele não é grande o suficiente. E ele vai lá com uma atitude sem brilho, então você não vê o melhor de Tyson. Você só vê o melhor de Tyson quando ele está enfrentando o melhor, um desafio como ele teve, e você viu uma grande luta. Para mim, eu disse a ele Usyk ou não se preocupe.” Acrescentou.

Usyk, medalhista de ouro olímpico pela Ucrânia em 2012, tem 19-0 como profissional. Sua vitória sobre Joshua descarrilou um confronto entre Fury e Joshua que certamente teria sido negociado se Usyk tivesse perdido.

Em sua coletiva de imprensa pós-luta, Fury disse que vai se concentrar em fazer uma pausa antes de tomar uma decisão sobre o que vem depois das lutas consecutivas de alto nível contra Wilder. É uma decisão que John não apenas incentiva, mas recomenda.“Para ser honesto com você, eu não falei sobre o futuro no boxe para Tyson, eu só quero que ele descanse, pois ele precisa de um bom descanso do mundo do boxe”, disse John. “Ele não quer falar nada sobre boxe e eu disse a ele para fazer isso, só para tirar sua mente de tudo, você fez seu trabalho, você forneceu, você serviu, divirta-se e tire uma pausa na hora certa”. Continuou. “Apenas fique com sua família, seja um pai por um tempo, e dê uma olhada em alguns meses. Então, quem quer que esteja lá e seja lucrativo, ele vai atrás, você sabe que ele vai.” Completou.