Conteúdo

Os maiores 'steals' do Draft na era moderna da NBA

30 de outubro de 2020

(por Leonardo Costa)

Muitos dos principais nomes da história da NBA já eram cobiçados antes mesmo de entrar na liga. Nomes como Michael Jordan, LeBron James, Shaquille O'Neal, Kevin Durant, e tantos outros, possuem em comum o fato de terem sido escolhidos entre os três primeiros em seus drafts.

Existem outros jogadores que mesmo não sendo top-3 em escolhas, já se esperava que trilhassem grandes caminhos na liga, porém, existem alguns que se tornaram ótimos jogadores e estavam longe de serem analisados dessa forma no recrutamento. São os chamados 'steal', ou melhor, escolhas de parte final de draft que superaram as expectativas.

O site Bleacher Report elaborou uma lista dos maiores “steals”, e nós, da Playmaker Brasil, trouxemos para vocês, a começar com as menções honrosas, que ficam por conta de:

 

Toni Kukoc (29º em 1990)

Nick Van Exel (37º em 1993)

Rashard Lewis (32º em 1998)

Michael Redd (40º em 2000)

Kyle Korver (51º em 2003)

Lou Williams (45º em 2005)

DeAndre Jordan (35º em 2008)

Goran Dragic (45º em 2008)

Khris Middleton (39º em 2012)

 

Vamos para a lista.

 

7º lugar - Isaiah Thomas (2011)

Foi a 60ª e última escolha do draft de 2011, e até o momento apresenta médias de 18,1 pontos, 2,5 rebotes e 5 assistências, além de um quinto lugar na disputa do MVP da temporada regular.

 

6º lugar - Gilbert Arenas (2001)

31ª escolha, Arenas terminou a carreira com 20,7 pontos de média, além de 3,9 rebotes e 5,3 assistências. Foi 3 vezes All-Star e 3 vezes All-NBA, e foi o jogador que apresentou o maior crescimento de 2002-03.

 

5º lugar - Paul Milsap (2006)

47ª escolha e com uma carreira sólida até hoje, é peça importante dos Nuggets, atuais finalistas do Oeste. Tem médias de 14 pontos e 7,3 rebotes, além de 4 convocações para o All-Star Game.

 

4º lugar - Marc Gasol (2007)

Eleito na 48ª posição, Gasol marcou época nos Grizzlies e conquistou seu anel pelos Raptors na temporada 2018-19. 3 vezes All-Star e Jogador Defensivo do Ano em 2012-13, tem médias de 14,6 pontos, 7,6 rebotes e 3,4 assistências na carreira.

 

3º lugar - Draymond Green (2012)

Uma das caras do Golden State Warriors, equipe multicampeã na década, Green foi eleito na 35ª colocação e tem três títulos na carreira, além de 3 eleições como All-Star e de ter sido Jogador Defensivo do Ano em 2016-17, sem falar de toda sua liderança em quadra.

 

2º lugar - Nikola Jokic (2014)

Entrou na NBA como 41ª escolha do draft e, desde então, vem impressionando a liga com sua versatilidade. Já soma convocações para o Jogo das Estrelas e 2 para o All-NBA, carregando uma média de 17 pontos, 9,6 rebotes e 5,5 assistências até o momento.

 

1º lugar - Manu Ginobili (1999)

57ª escolha, o argentino marcou época na NBA. Eleito sexto homem na temporada 2007-08, tem 4 títulos de NBA no currículo, além ser um dos principais jogadores do emblemático San Antonio Spurs, equipe pela qual atuou em seus 16 anos de liga.