Conteúdo

Opinião - A espalhada de Verstappen foi proposital e teve 3 passos

17 de novembro de 2021

(por Bruno Braz)
 

Chegamos em interlagos para um dos GPs mais esperados do ano, principalmente para nós, brasileiros.

Fomos brindados com mais um embate direto entre os postulantes ao título de 2021, que veio acompanhado de mais uma polêmica envolvendo-os.

A bola da vez, é a espalhada que Max Verstappen deu em Lewis Hamilton, no fim da reta oposta, onde ambos acabaram na área de escape, em uma das tentativas de ultrapassagens do piloto britânico.

O que mais nos deixa intrigados é o motivo do vídeo onboard de Max (aquele que mostra o volante e a visão do piloto) não ter aparecido durante a transmissão e a investigação. Precedente perigoso.

Ao assistir o lance da transmissão, já estava claro para mim que a culpa foi do Max. Faltava saber se era culposa ou dolosa (com ou sem intenção).

Com as imagens que faltavam, a última peça do quebra cabeça foi para o seu lugar. São 3 fatos que considerei na análise.

1) Max retardou muito o ponto de sua freada. Faz parte do jogo? Faz. Mas quando você passa tanto assim do ponto, você precisa frear com muito mais força, se sua intenção for fazer a curva da melhor maneira possível. Não houve nenhuma travada de rodas, principalmente da dianteira esquerda, que é a que "sofre" quando o piloto passa do ponto.

2) Em momento algum Max procurou a tangência da curva, nem mesmo uma linha de correção, mesmo tendo passado do ponto. Seria possível trazer o carro mais para a esquerda? Acredito que sim, mas ele evita ao máximo entrar na curva, quase que traçando uma linha reta para a área de escape.

3) Por fim, o movimento do volante. Era possível esterçar mais para a esquerda? Me parece que sim. Sobrou curso no volante e não foi pouco. Passou tanto do ponto, que ele mesmo teve que ir para a área de escape, tomando o cuidado de manter Hamilton do seu lado direito. Foi decisão dele abrir mão de fazer a curva, seja no traçado correto ou com algum tipo de correção.

Se o Hamilton não tira seu carro, eles teriam batido, mais uma vez, o que seria um prejuízo maior para o inglês.

Penso que a regra deve ser a mesma para todos os competidores. Da pior até a melhor equipe. Do melhor até o pior piloto. As coisas tem que ser claras. Tivemos casos esse ano com acréscimo de 5 segundos no tempo total de um piloto por ter empurrado o outro para fora da pista. Falta de imagem onboard? Foi a primeira vez que vi. Não querendo trazer teorias da conspiração, mas precisa ser simples, claro e justo, com os pilotos e os fãs que acompanham um dos melhores campeonatos em muitos anos. Nós merecemos isso.

Até a próxima.