Conteúdo

Obi vence torneio de enterradas sem nenhuma “dunk Toppin”, KAT and shoot espetacular nas bolas de 3 e Cavs habilidosos; tudo sobre o sábado em Cleveland

20 de fevereiro de 2022

(por Rafael Lima)
 

Com pobre torneio de enterradas, Karl-Anthony Towns surpreendendo nas bolas de 3 pontos e os Cavs sagrando-se vencedores nas habilidades, em novo formato, confira como foi o sábado da All-Star Weekend, em Cleveland.
 

Obi Toppin vence pior torneio de enterradas da história 

O torneio de enterradas começou bem família. Cole Anthony trouxe o pai para a quadra e, com tênis de frio, conseguiu enterrar pegando a bola das mãos do Anthony pai, na terceira tentativa. O jogador do Orlando Magic fez 40 pontos.

Já Juan Toscano-Anderson chegou para arrebentar por cima de Andrew Wiggins, anotando 44 pontos. Obi Toppin passou por cima do seu ajudante, passou a bola por trás do corpo e anotou bela enterrada, em sua terceira tentativa, igualando o jogador anterior com 44 tentos.

Fechando a primeira rodada, Jalen Green, na sétima tentativa, finalmente executou uma enterrada para 38 pontos.

Green voltou para o segundo round e fez uma enterrada passando a bola por baixo das pernas após o giro, finalizando com 45 tentos a tentativa. 

Cole Anthony desistiu de sua segunda enterrada, após três chances e terminou com apenas 30 pontos. Com isso, a final já estava pré-definida. Toscano-Anderson confirmou 43 pontos em um belo giro com potência e Toppin jogou a bola na tabela para girar no rebote e enterrar de costas, garantindo 46 pontos. 

A final começou com Toscano-Anderson executando uma enterrada simples, um fraco windmill, marcando 39 pontos. Toppin tentou uma enterrada diferente, não conseguiu, então praticamente repetiu sua segunda dunk e marcou 45.

Toscano-Anderson tentou uma enterrada com alta complexidade, mas nada fez e deu o título para Obi Toppin, que ainda fez uma dunk protocolar para finalizar o que talvez tenha sido o pior “Slam Dunk Contest” da história. 
 

KAT and shoot! Karl-Anthony Towns mostra que pivôs também sabem arremessar de fora

A disputa de três pontos tinha nomes importantes e jogadores em ascensão. Desmond Bane abriu a série anotando 18 pontos. Na sequência, CJ McColum fez 19, Luke Kennard explodiu para 28 e Zach LaVine 16. A outra metade dos “atiradores de elite” começou com Patty Mills anotando 21 pontos. Logo depois, Karl-Anthony Towns fez 22, Fred VanVleet 16 e, por fim, Trae Young marcou 22, indo para a final. 

A decisão ficou para Towns, Young e Kennard. Karl-Anthony Towns começou colocando muita pressão nos adversários, anotando 29 tentos, a maior pontuação da noite. Trae Young e Luke Kennard tentaram destronar o pivô, mas fizeram 26. 
 

Desafio de habilidades fica em casa com destaque para Evan Mobley

O desafio de habilidades nesta All-Star Weekend, teve uma grande alteração. Desta vez foi dividido em três trios. Os Rooks, formado por Josh Giddey, Scottie Barnes e Cade Cunningham; Os Antetokounmpos, formado pelos irmãos Giannis, Thanasis e Alex; e os Cavs, que levaram Jarrett Allen, Darius Garland e Evan Mobley. 

Na primeira rodada os Cavs deram show nos arremessos, anotando 47 pontos. Enquanto os Rocks marcaram 32 e a família grega, fez somente 20 pontos. 

Já nos passes, os Cavs foram mal, com 70 pontos. Enquanto os Antetokounmpos venceram os Rooks por critérios de desempate, pois ambos empataram com 88 tentos. 

No terceiro round, em que os times misturavam passe, drible e arremessos, os Rooks venceram com tranquilidade, deixando cada time com uma vitória. Apesar disso, os novatos venceram porque a última rodada valia mais (200 contra 100 das duas anteriores). No tie-break, Garland venceu Thanasis e os Cavs também avançaram à final. 

Na decisão, o time que conseguisse a primeira cesta de três do meio da quadra venceria. Cade Cunningham foi bem, anotando com 9 segundos, porém, Evan Mobley fez em 5 segundos e garantiu a vitória para o trio de Cleveland.