Conteúdo

Nuggets controlam o jogo com outra grande noite de Jamal Murray, vencem Jazz e forçam jogo 7

31 de agosto de 2020

(por Diego Dias)

O Denver Nuggets teve a volta do ala Gary Harris ao time. Recuperado de lesão no quadril, ele começou no banco de reservas e jogou por 21 minutos, anotando 4 pontos. Mas, uma vez mais, o grande nome da equipe foi Jamal Murray. Foram os 50 pontos do canadense (segunda vez na série) que comandaram a bela vitória sobre o Utah Jazz, que deixa a série empatada em 3-3 após o time de Salt Lake City abrir 3-1. O Jazz, que agora teme pela eliminação ao ver a liderança evaporar, teve em Donovan Mitchell e seus 44 pontos o ponto alto, junto com os 20 pontos e 6 assistências de Mike Conley.

O Jazz começou com a pontaria certeira no primeiro quarto. Foram mais de 60% dos arremessos convertidos, comandados pela dupla Gobert e Mitchell. Rapidamente, a equipe de Salt Lake City abriu 15x8. Mas, Denver não queria deixar a vantagem escapar e encostou após boas cestas de Murray, destaque do time na série. Utah ainda poderia ter respirado no jogo se não fossem os constantes lances livres desperdiçados.

O ritmo frenético dos Nuggets continuou no início do quarto seguinte. E, como de costume nesta bolha de Orlando, Murray esteve "on fire" e comandou a virada de Denver somando-se aos desperdícios de Utah, totalmente dependente de "Spida" Mitchell e de Jordan Clarkson. Foram 14 pontos do canadense no período, que deixaram Denver com 5 pontos de liderança, apesar de um último esforço de Joe Ingles nos dois lados da quadra antes do intervalo.

A partida ficou ainda mais disputada no terceiro período e, por isso, ainda melhor. Se Murray estava roubando a cena, Mitchell não deixou por menos com seu desempenho na linha de três pontos. Os Nuggets, apesar do apagão de Jamal, conseguiram se manter à frente graças aos 10 pontos de Jerami Grant no quarto. O Jazz esbarrava no excesso de individualidade, sendo fator determinante da desvantagem no marcador.

Os times voltaram relaxados para o quarto período, até demais. A ansiedade ditava o ritmo, mas não demorou para Murray, sempre ele, deixar Denver em boa situação com a ajuda de Nikola Jokic.

Uma cesta de três de cada um era o que bastava pra abalar de vez o Jazz, que ainda lançava mão das jogadas individuais. Daí para o apito final, foi só administrar.

Final: Denver Nuggets 119-107 Utah Jazz

O esperado jogo 7 acontecerá na próxima terça-feira (01/09) e decidirá o adversário do Los Angeles Clippers nas semifinais da Conferência Oeste. Além da disputa pela vaga na próxima fase, a próxima partida será a última vez que veremos Donovan Mitchell e Jamal Murray duelando nesta pós-temporada, no melhor confronto desta primeira fase.

Jamal Murray possui médias de 40.4 pontos, 5.7 rebotes e 6.4 assistências, enquanto Donovan Mitchell tem 40.8 pontos, 5 rebotes e 5.3 assistências por partida na série.