Conteúdo

A novela Mbappé está longe de acabar, segundo jornal espanhol

22 de abril de 2022

por João Zarif

A novela Mbappé não para de acumular episódios. Segundo o jornal espanhol "Marca", o último foi causado pela viagem de sua família ao Catar. Lá, os donos do PSG estão totalmente convencidos de que o campeão mundial em 2018 assinará a prorrogação de contrato com o clube francês.

No Real Madrid, por outro lado, eles permanecem calmos. Eles estão cientes de que o futebolista sempre quis se vestir de branco, e que seu desejo continua sendo esse. Também é reconfortante o fato de que as pessoas ao seu redor avisaram sobre sua mudança para Doha. Fontes familiarizadas com a situação garantem que o clube presidido por Florentino Pérez ainda está na frente hoje. A vez da entidade madrilena chegará na próxima semana. O cruzamento nas oitavas da Champions afetou e atrasou o processo, mas após a eliminação do Paris, que deixou Mbappé tocado, uma nova rodada de negociações foi aberta.

O PSG nunca saiu da mesa de negociações. Eles deram um cheque em branco para sua grande estrela, que descartou colocar um número porque não é uma questão de dinheiro. O '7' pede um projeto esportivo sólido e coerente para vencer a Liga dos Campeões da Uefa.

Como o "Marca" vem noticiando, Kylian não tomou uma decisão final. O seu "staff" confessou recentemente ao jornal espanhol que o Real Madrid "tinha todas as possibilidades", mas as distâncias ainda são consideráveis. Mbappé quer ter certeza de que o planejamento do elenco é adequado, enquanto vê um rejuvenescimento do mesmo como necessário. Nesse sentido, o desembarque de Haaland não seria um problema: pelo contrário, o francês, muito versátil, é compatível com qualquer um.

Na questão econômica também não há entendimento. O bônus por chegar de graça será histórico, acima de 80 milhões de euros. Nunca antes um jogador deste nível esteve em uma posição como esta. E há a questão, nada menor, dos direitos de imagem. Embora esteja aberto a baixar sua reivindicação, Mbappé pede ao Real Madrid 100% deles, algo que contraria a regra da instituição. O habitual no Bernabéu é uma distribuição de 50%, embora no plantel atual existam exemplos daqueles que desfrutam de uma percentagem mais elevada.

Essa é uma questão que preocupa Mbappé além do monetário. Sua intenção é controlar sua imagem, como ele mostrou recentemente com a Federação Francesa de Futebol, recusando-se a participar de campanhas publicitárias relacionadas a "junk food" ou jogos de azar. Ele procura mudar a indústria à sua maneira, educar a partir de sua posição, ser um exemplo para as crianças. E essa é uma das principais razões pelas quais ele trabalha com a prestigiada advogada Delphine Verheyden.

É assim que o jogo é agora, esses são muitos dos muitos fatores que influenciam o futuro de Mbappé. Após os encontros de sua família com PSG e Real Madrid, ele, só ele, escolherá seu futuro. E para isso não há pressa, o plano é optar e anunciá-lo ao final da temporada.