Conteúdo

A nova Eau Rouge-Raidillon: dirigentes mostram insatisfação com as novas mudanças

23 de novembro de 2021

(por Gabriela Pedron)
 

Palco de disputas acirradas e acidentes cinematográficos, a curva mais famosa do mundo automobilístico está em reforma, mas as mudanças parecem não convencer.

Proposta para aumentar a segurança e dirigibilidade dos pilotos das diversas categorias que passam por pelo grandioso circuito de Spa-Francorchamps, as primeiras modificações desenhadas para a curva Eau Rouge- uma das mais famosas entre os circuitos mundiais, parece não ter agradado ou entregue o resultado esperado, conforme projeto.

O Consultor de pista do circuito de Spa-Francorchamps, Pierre-Yves Rosoux, explicou detalhadamente para a revista francesa Auto Hebdo sobre as primeiras sensações nos testes. “As mudanças me obrigaram frenar cerca de 20 metros antes. No final da frenagem, cheguei a 160km/h na 'nova versão da pista'. O 160km/h que cheguei na nova versão, vai contra 180km/h do desenho anterior da Eau Rouge. Chegamos então ao topo da curva a 170km/h, em vez do 182km/h do traçado que conhecemos há muitos anos”. Os primeiros testes foram feitos a bordo de uma BMW M2 CS Racing GT4. 

Outro motivo pelo qual essa reestruturação está sendo cogitada, vai de encontro aos acontecimentos naturais daquela região. Em 2021, uma chuva impetuosa obrigou o cancelamento do Grande Prêmio da Fórmula 1, após horas de bandeira vermelha.

Novos testes devem acontecer nas próximas semanas, e ainda não há uma definição se as mudanças serão feitas como já desenhado ou haverá mudanças no novo layout: “Não sei, porém, se esse layout terá futuro ... Com carros de melhor desempenho, a diferença de velocidade em relação a antiga Eau Rouge será cada vez menor. Acredito que mais testes serão necessários nas próximas semanas”, fechou Pierre.