Conteúdo

Nketiah faz 2, Arsenal tem início avassalador, toma susto, mas vence Leeds e fica perto da Champions

8 de maio de 2022

por João Zarif

O Arsenal recebeu o Leeds United no Emirates Stadium, em Londres, para tentar abrir vantagem sobre o Tottenham (que empatou com o Liverpool neste sábado) na briga pela 4ª vaga da Liga dos Campeões da Europa da próxima temporada. Enquanto isso o Leeds buscava um resultado positivo na briga contra o rebaixamento, já que ocupava a 18ª colocação, a primeira do “Z3” da Premier League.

A partida começou e não demorou para os visitantes se complicarem. Aos 5 minutos o goleiro Meslier recebeu em sua pequena área, dominou, e ignorou a pressão de Nketiah, que chegou rápido na bola e completou pro gol, em uma completa lambança do jovem goleiro francês. 1-0 Gunners.

Aos 10 a tarefa do Leeds ficou mais complicada ainda. Gabriel Martinelli recebeu na esquerda, foi ao fundo e tocou por baixo pro meio, onde Nketiah aguardava para completar e fazer 2-0 para o time londrino.

Ainda dava para ser pior. Martinelli recebeu na esquerda e sofreu dura entrada de Ayling em um carrinho com as solas da chuteira. O VAR chamou o árbitro que analisou a jogada e expulsou o lateral. Raphinha reclamou muito com o juiz enquanto ele ia até Ayling, e levou cartão amarelo.

A partir daí o clima ficou mais pesado, os visitantes chegavam duro, e o Arsenal decidiu se resguardar, controlando o jogo e tentando não expor seus jogadores. Eventualmente o time tentava pressionar mas o Leeds se livrava da bola da forma que dava, mostrando ter aprendido com o erro no primeiro gol sofrido. As equipes foram para o vestiário no intervalo e deixaram a sensação de que a partida já estava encerrada e o segundo tempo seria apenas uma formalidade.

Como esperado, a segunda etapa parecia uma mera burocracia. O Arsenal cercava mas não agredia, até perdeu alguns gols mas não mostrava preocupação. Até os 20 minutos, quando tomou um susto na primeira finalização do Leeds na partida. Escanteio cobrado no primeiro pau, Junior Firpo desviou e Diego Llorente completou com o pé direito, na segunda trave, para diminuir o marcador e levar à loucura a torcida do Leeds que fazia barulho no setor visitante: 2-1 Arsenal, agora com o Leeds vivo no jogo novamente.

Após sofrer o gol o Arsenal estacionou no ataque, tocou bola e viu o Leeds se fechar de vez. As chances não vinham, mas o tempo passava e os 3 pontos ficavam cada vez mais perto. Quando tudo parecia definido, aos 48, Rodrigo teve a chance de empatar a partida mas parou em Ramsdale, assustando a torcida da casa e levando o técnico do Leeds, Jesse Marsch, ao desespero, pois ao apito do árbitro estava decretada mais uma rodada na zona de rebaixamento para o Leeds. Festa para os anfitriões, muito próximos de uma volta ao maior torneio de clubes do mundo, a Uefa Champions League, com 66 pontos, 4 à frente do Tottenham, 5º colocado.

Final: Arsenal 2x1 Leeds