Conteúdo

NFL Wild Card - Análise New Orleans Saints x Chicago Bears

9 de janeiro de 2021

(por Layo Lucena)
 

O momento mais importante do ano vai começar: os playoffs da NFL. A partir deste sábado (09/01), a luta pelo Super Bowl LV (55), que acontecerá no dia 07/02, na Flórida, terá início. Porém, antes do grande evento, as 14 equipes precisam garantir uma vaga na final. 

O novo formato da pós-temporada coloca Chicago Bears (8-8) e New Orleans Saints (12-4) frente a frente, em um dos confrontos do Wild Card da Conferência Nacional. Qual dos dois irá disputar a final da conferência contra o Seattle Seahawks ou Los Angeles Rams?
 

Saints x Bears

No papel, esse confronto tem tudo para ser equilibrado. Você tem duas equipes muito parecidas: defesas fortes, jogo corrido como principal força e quarterbacks que estão no mesmo nível. Claro, Drew Brees, nas condições normais, é muito superior a Mitchell Trubisky, mas o camisa 9 não está 100%. O duelo entre quarterbacks pode ser o fator decisivo. 
 

New Orleans Saints (12-4)

Com a melhor campanha do que os Bears, a equipe de New Orleans é favorita, porém, há muita dúvida em relação a alguns jogadores, como Drew Brees, Alvin Kamara e Michael Thomas. 

Brees, que sofreu uma lesão preocupante na reta final da temporada, ainda não voltou ao seu normal. O desempenho do camisa 9 será fundamental para uma possível classificação, lembrando que pode ser o seu último ano na liga. E contra a defesa dos Bears, os Saints precisarão da melhor versão de Brees, e não a das últimas partidas da temporada regular.

Já Alvin Kamara e Michael Thomas ainda são dúvidas para a partida, mas, ao que tudo indica, irão jogar. Kamara é a alma e o esqueleto do ataque dos Saints. O camisa 41 é um dos destaques da temporada com 932 jardas corridas, 16 touchdowns terrestres, 756 jardas recebidas e cinco touchdowns recebidos, líder da equipe em ambos os quesitos. Para os Saints, a volta de Michael Thomas seria imprescindível, porém o jogador foi ausência em grande parte da temporada regular, e não deve voltar no seu melhor.

O ataque dos Saints será posto à prova contra o setor defensivo dos Bears, que é um dos melhores da NFL . No geral, o ataque do time de New Orleans vem produzindo muito bem, principalmente no jogo corrido, e pode se sobressair ao adversário no decorrer do jogo.

A defesa, liderada por Cameron Jordan, terá problemas contra o jogo corrido Bears. David Montgomery, running back de Chicago, é o destaque ofensivo do time, e pode ser a “arma secreta” dos Bears para a partida. Outro problema será o quarterback. Trubisky não tem a melhor carreira, mas vem jogando bem nas últimas partidas, no entanto é muito inconstante. Além do camisa 10, os Saints precisam se preocupar com Nick Foles, quarterback reserva (que pode acabar entrando), já que se sai muito bem nos playoffs. 

Os Saints precisam se impor defensivamente logo no início da partida, e manter o desempenho durante todo o jogo, o que poderá dar mais tempo de campo para o setor ofensivo produzir. 
 

Chicago Bears (8-8)

A maior dúvida dos Bears para o jogo dos Saints é simples: como o ataque se saíra? Essa vem sendo uma pergunta difícil para ser respondida, mesmo com a equipe nos playoffs. 

Mitchell Trubisky é o comandante desse setor, até estragar tudo e ser substituído por Nick Foles, essa mudança pode acontecer no decorrer da partida. Trubisky atuou bem nas últimas partidas da temporada, mas não duvide de Foles na pós-temporada. 

David Montgomery, como já comentado, é o grande destaque ofensivo dos Bears. O camisa 32 vem de uma temporada regular excelente, principalmente se você levar em conta a linha ofensiva do time, que tem muitas dificuldades em abrir espaços no jogo corrido. Outro nome forte do ataque é Allen Robinson. O recebedor é o melhor alvo dos Bears, mas seu desempenho passa muito pela atuação dos quarterbacks. Sem falar que os Saints possuem dois excelentes cornerbacks: Marshon Lattimore e Janoris Jenkins. 

Falando em defesa, os Bears são donos de uma das melhores da NFL. Khalil Mack, Akiem Hicks, Robert Quinn, Roquan Smith, Eddie Jackson e Deon Bush vem de uma ótima temporada regular, e nada impede que atuem bem contra o trio ofensivo dos Saints (Brees, Kamara e Thomas). 

Em resumo, os Saints entram como favoritos, mas os Bears também chegam fortes para essa disputa de Wild Card. A chave da partida é: qual ataque irá se sobressair e qual defesa pode roubar os “holofotes”?
 

Palpite: New Orleans Saints