Conteúdo

Nene Hilario, 7 de Setembro e as ameaças ao STF

6 de setembro de 2021

(por Natassjia Bouchard)
 

Como vimos anteriormente no texto “Politica e basquete sempre andaram juntos”, a NBA tem um grande histórico na luta antirracista e na busca pela igualdade social. É óbvio que nem todos os jogadores pensam igual e é sobre isso que falarei neste texto. 

Durante as eleições de 2018, muitos jogadores se posicionaram nas redes sociais e declararam seu apoio aos mais diversos candidatos, gerando muitas vezes polêmicas. Na NBA não foi diferente, os jogadores brasileiros Lucas Nogueira e Nene Hilario não se isentaram de expor seu apoio a Jair Bolsonaro durante a eleição. 

Após o clima de eleição se acalmar com a vitória do atual Presidente Jair Bolsonaro contra o adversário Fernando Haddad, muitas pessoas deixaram de ser tão politicamente ativas e outras, até mesmo mudaram de opinião. Independente de qual candidato seja o seu favorito ou em quem você votou ou deixou de votar, o importante é o fato de que podemos votar e expor nossas opiniões devido a democracia do nosso país. 

Desde 2018, muitas pessoas se sentiram representadas pelo discurso de Bolsonaro e Nene Hilario foi uma delas. O jogador é muito ativo nas redes sociais, sempre expondo suas opiniões e partes de seu cotidiano nos Estados Unidos. Hoje em dia Nene encontra-se sem time na NBA e aparentemente com muito tempo livre. Entre frases da Bíblia e posts de política, Nene foi contra as medidas de fechamento dos estabelecimentos devido ao Covid-19 e criticou diversos canais de televisão. O atleta também escreveu diversos posts em sua linha do tempo que fazem apologia à tomada do poder do STF pelos militares. Algo ilegal. 

Com fortes críticas à corrupção brasileira, Hilario acredita que Bolsonaro juntamente aos militares é a única opção de resgatar um Brasil já debilitado por antigos governos e presidências. Utilizando frases de General Ernesto Geisel, Nenê faz grandes referências ao que ele chama de “regime militar”. Neste ponto, é importante lembrar que, apologia à ditadura militar é crime no Brasil, de acordo com a Lei dos Crimes de Responsabilidade (Lei 1.079/50) e no próprio Código Penal (artigo 287). 

“SUPREMO TRIBUNAL MILITAR Neles meu Presidente !!!!” nas legendas das imagens divulgadas pelo jogador, expressando sua vontade do retorno de um sistema que outrora foi o terror e o medo de muitos, e ainda o luto de inúmeras pessoas. 

Neste dia 7 de Setembro é importante relembrar da independência, da autonomia e liberdade. Um povo que não conhece sua história está fadado a repetir seus erros. Política e basquete sempre andaram juntos, sim, mas como aliados na luta a favor da liberdade e não pela censura.