Conteúdo

NBA Playoffs - Com direito a virada sensacional no último quarto, Golden State Warriors vence o jogo 2 na série contra o Dallas Mavericks

21 de maio de 2022

(por Layo Lucena)

No Chase Center, em San Francisco, Califórnia, tivemos uma das viradas mais sensacionais nesta pós-temporada. O último quarto da partida começou com o Dallas Mavericks na frente depois de liderar os três primeiros períodos, mas um herói improvável e um já conhecido trataram de virar o placar para o Golden State Warriors.

Porém, até os 12 minutos finais, o jogo foi dominado pelos Mavericks. Luka Doncic, que era dúvida após se sentir mal na noite passada (19), entrou em quadra desde o primeiro momento e “destruiu”. Doncic estava no modo ‘ignorante’, marcando de todos os lugares da quadra, e os ‘Mavs’ chegaram a abrir 15 pontos de diferença. Foi Stephen Curry que segurou os Warriors no primeiro período, para a partida não se transformar em um “massacre”.

Antes do intervalo, a equipe de Dallas ainda estava no mesmo ritmo ofensivo; tudo funcionava. Do outro lado os Warriors sofriam, mesmo com Doncic no banco, já que Jalen Brunson entrou muito bem em quadra. O time da casa estava mais preocupado com a arbitragem. Só no primeiro tempo tivemos uma técnica para Draymond Green, confusão entre Damion Lee e Davis Bertans (falta técnica para os dois) - os dois se estranharam antes e depois do lance. A arbitragem foi um fator de importância nos dois primeiros quartos; e os ‘Mavs’ aproveitaram, enquanto os Warriors reclamavam por conta das faltas.

O terceiro quarto chegou e Green, mesmo com uma falta técnica, continuou a reclamar muito com a arbitragem e com alguns jogadores dos Mavericks. No entanto, esse foi o momento para a virada na “chave” da partida. Os Warriors voltaram mais focados e agressivos depois do intervalo; focado em jogar agora, os mandantes diminuiram muito a diferença no marcador.

E foi já no último quarto que o herói improvável apareceu: Kevon Looney. O pivô teve uma de suas melhores partidas na carreira. Sozinho no garrafão, já que os ‘Mavs’ focavam em defender o perímetro, Looney “achou” algumas bolas fáceis, mas também pontou mostrando força e habilidade.

Faltando oito minutos para o fim, Curry, o herói conhecido por todo mundo, ativou o “cheat code”: não errar arremesso. O armador marcou várias bolas seguidas, tanto de dentro quanto de fora do perímetro. E o Mavericks “implodiram” de vez.

Com falhas defensivas e erros no ataque, o que deveria ser uma vitória que poderia mudar o rumo da série, se transformou em um pesadelo. Tivemos mais uma exibição do quanto os Mavericks são limitados no ataque e inconsistentes na defesa. Se não for Doncic, ninguém mais no elenco aparece nos momentos finais, e foi isso que aconteceu. Doncic, que durante a partida igualou Michael Jordan sendo o segundo jogador a alcançar a marca de 800 pontos com 25 partidas (ou menos) na pós-temporada, tentou chamar a responsabilidade, mas a marcação dos Warriors cresceu e parou o ‘Tesouro’. Então Curry teve a misericórdia de dar a “punhalada” fatal, e ainda dançou na frente do banco de reservas dos Mavericks depois que a bola de três derradeira caiu na cesta.

Fim de jogo: Dallas Mavericks 117 x 126 Golden State Warriors (GS 2 x 0 DAL)

Stephen Curry (Warriors): 32 pontos, quatro rebotes e cinco assistências

Luka Doncic (Mavericks): 42 pontos, cinco rebotes e oito assistências

As duas equipes voltam a se enfrentar neste domingo (22), em Dallas.