Conteúdo

NBA Draft 2022 - Análise de prospecto: Shaedon Sharpe

20 de junho de 2022

(por Mattheus Prudente)

Nunca antes se viu um mistério tão grande em uma escolha projetada como top 10 na história da NBA. Shaedon Sharpe é uma incógnita que muitos parecem ter vontade de pegar, já que, se for um acerto, a recompensa é grande ao ponto de mudar qualquer franquia. 

Sharpe nunca jogou no College, já que estava comprometido com Kentucky mas só ficou elegível para jogar no segundo semestre da temporada, com o técnico John Calipari optando por deixá-lo de fora do resto do ano, pensando que ele não ia se eleeer para o Draft deste ano por conta do seu tempo de jogo limitado. Isso não aconteceu. 

Ele ainda tem a opção de retornar para Kentucky no próximo ano, mas, apesar de só ter aparecido como um dos jogadores tops do High School em seu último ano, Sharpe é indiscutivelmente um jogador muito habilidoso, que preocupa pela sua pouca maturidade dentro do basquete, apesar do jogo ser fluído e tranquilo em suas mãos. 

Muito atlético, Sharpe tem uma excelente mobilidade e desenvoltura, sabendo driblar muito bem e invadir o garrafão como poucos com sua idade. Tem um QI de basquete quase impecável para a sua idade, junto com um arremesso de três pontos muito sólido. Um jogador completo, comparado ao início da carreira de JR smith e, atualmente, a Anthony Edwards. 

Seu maior problema, no entanto, continua sendo a falta de tempo de jogo no College, que causa dúvidas sobre o seu nível na NBA. Para ser uma escolha de top 10, Sharpe teria que cair em um projeto muito específico para dar certo, já que não está pronto para ter uma franquia inteira em suas costas. Ele precisa de tempo para se desenvolver e para a equipe ter certeza que ele não será um bust. 

Por isso, apesar da sua habilidade ser de um top 10 do Draft, tenho minhas dúvidas se as equipes da NBA vão querer se colocar em uma posição de um jogador que pode ou não resolver os seus problemas a curto prazo. Algum time que esteja mais pronto pode querer trocar para cima para pegá-lo e desenvolvê-lo com a paciência que ele merece. 

Sharpe é um dos jogadores mais habilidosos desse Draft, tem um corpo pronto para jogar na NBA, mas será que a mentalidade acompanha? Talvez possamos ver ele ser uma estrela na Liga nos próximos anos, mas as coisas não podem andar com pressa com esse jogador. Tenho minhas questões sobre se ele fez a escolha correta ao se declarar para o Draft tão cedo, mas ele, definitivamente, tem as ferramentas.