Conteúdo

NBA Draft 2022 - Análise de prospecto: Jabari Smith Jr

23 de junho de 2022

(por Layo Lucena)

- País: EUA;
- Local de nascimento: Fayetteville, (Geórgia);
- Programa: Auburn;
- Ano: Freshman (1º ano);
- Posição: PF;
- Altura: 6'10’’ (2,08m);
- Peso: 220 libras (99kg);
- Idade: 19 anos (13/05/2003);
- Comparação: Rashard Lewis, Jayson Tatum, Kevin Durant.

Qualidades

Jabari Smith Jr. é considerado o jogador mais completo desta classe de prospectos. Além de ter excelentes estatísticas em seu único ano em Auburn (16.9 pontos, 7.4 rebotes, 2.0 assistências e 1.0 bloqueios), o ala-pivô tem habilidades bem definidas mesmo com pouca idade.

Com mais de dois metros de altura, Smith é um dos melhores “gatilhos” da classe, com destaque principalmente para a forma como arremessa de longa e média distância: sempre tirando proveito da sua altura e envergadura - sendo, assim, quase impossível de ser contestado.

Outra característica ofensiva é a sua agressividade. Smith usa seu porte físico e longas pernas para invadir o garrafão com bastante frequência, sempre finalizando a jogada muito bem; ou com uma bandeja, ou com uma cravada. Além disso, pode ser considerado um "expert" em situações em que está de costas para a cesta, lembrando em alguns momentos Jayson Tatum, Kevin Durant e Luka Doncic, no fadeaway.

Algo que Smith pode desenvolver muito bem na NBA é a sua participação em screens. O jogador, sempre que teve a oportunidade, mostrou a sua letalidade após uma screen em Auburn, tanto invadindo o garrafão quanto abrindo para o arremesso de três.

Na defesa, Smith não tem grandes números (1.0 bloqueios e 1.1 roubos de bola), mas é considerado bem móvel na marcação de perímetro e físico no garrafão. O pivô se mostra confortável em marca da posição 3 a 5, além de ser efetivo contra armadores e ala-armadores.

Para finalizar, Smith é um tipo de jogador bem enérgico e que gosta muito de “falar” . Sempre que faz alguma jogada acima do normal, costuma deixar bem claro que foi superior ao seu adversário, com gestos ou até mesmo “gritando” na cara de outros jogadores. 

Deficiências

Como em vários casos se tratando de pivôs e ala-pivôs, o quesito playmaker é bem fraco. Em Smith, isso se mantém. Na NCAA, o camisa 10 não é conhecido por ser um bom passador e muito mesmo um iniciador de jogadas, cometendo alguns turnover quando tenta driblar demais com a bola.

O principal problema que pode tirar Smith da primeira escolha geral é o seu shot creation. Vários olheiros avaliam esse quesito do jogo de Smith como um “grande problema”. A maioria de suas jogadas ofensivas - principalmente arremessos de três - são catch-and-shoot, ou seja, Smith não precisa buscar um espaço para arremessar, e isso vai pesar contra ele na NBA.

Projeção

Por ser o jogador mais pronto para NBA, tanto ofensivamente quanto defensivamente, Smith deve ser selecionado no top-3 deste draft, com grandes chances de ser a primeira escolha geral.