Conteúdo

Na técnica, Covington derrota Masvidal na luta principal, Dos Anjos vence guerra contra Moicano e mais; tudo sobre o UFC 272

6 de março de 2022

(por Rafael Lima)
 

O UFC 272 estava carregado de expectativa para uma guerra na luta principal, porém, o que se viu foi um combate mais amarrado. Só que o duelo entre os brasileiros Rafael dos Anjos e Renato Moicano valeu a noite, além de outras grandes lutas. Confira tudo o que aconteceu no evento deste sábado (5).
 

Animosidade decidida no wrestling! Colby Covington vence Jorge Masvidal por decisão unânime 

Rivalidade levada ao extremo: Essa poderia ser a definição da luta entre Colby Covington e Jorge Masvidal. Os ex-melhores amigos, que treinaram juntos, foram corner um do outro e dividiam tudo, brigaram e passaram a se odiar genuinamente. Porém, no UFC 272, ambos dividiriam o octógono e tudo poderia acontecer num dos combates mais esperados do ano.

Masvidal pareceu começar com muita raiva, lançando golpes sem muita precisão, depois de um suposto dedo no olho, Covington conseguiu ir para a luta agarrada e levou para o solo, controlando quase todo o round por lá, mas sem muita contundência. Na reta final,  Masvidal voltou de pé, mas nada de muiito interessante aconteceu. 

Jorge Masvidal voltou bem agressivo e acertou bons chutes baixos e diretos, mostrando sua superioridade em pé. Colby Covington conseguiu ir para o combate agarrado, mas Masvidal seguia mais agressivo com cotoveladas, até que um golpe baixo de Colby levou o combate para o centro de novo após a recuperação de Jorge. Masvidal era melhor em pé e uma direita fez Covington cair, só que quando Masvidal foi para cima, rapidamente Colby pegou as costas. Apesar disso, logo o duelo voltou ao centro e Covington passou a acertar bons golpes retos para abalar o oponente. 

No terceiro round, após uma curta trocação, Colby Covington levou ao chão novamente, desta vez caindo por cima para golpear. Desta vez o Caos tomou conta da parcial, batendo por cima e depois tentando o estrangulamento, sem sucesso. Mesmo assim, a vantagem de Covington foi claríssima. 

Colby Covington seguiu melhor, acertando golpes limpos em pé e dominante na luta agarrada. Na metade do quarto assalto Covington acertou uma incrível sequência, mas Masvidal aguentou bem. Na luta franca Masvidal acertou um direto no queixo que fez Covington dobrar os joelhos. Mas, sem gás, Masvidal não conseguiu ir para cima para liquidar, permitindo a recuperação de Colby, que voltou a ir para cima. 

Sabendo do poderio do adversário, Colby Covington levou o combate ao chão novamente logo no início do quinto assalto. Covington se manteve em posição de dominância o round inteiro, batendo por cima e pontuando para garantir o triunfo sem sombra de duvidas.
 

Uma guerra! Rafael dos Anjos vence Renato Moicano por decisão unânime

Renato Moicano aceitou o combate contra Rafael dos Anjos nesta semana, substituindo Rafael Fiziev e veio ao octógono disposto a fazer história e vencer um ex-campeão. Enquanto isso, dos Anjos, após quase dois anos parado, prometia uma nova caçada ao cinturão.

Ambos começaram em ritmo frenético, com os dois soltando o jogo logo de cara. Renato Moicano rapidamente foi para as costas, mas rapidamente Rafael dos Anjos se defendeu. Os lutadores voltaram ao centro e Dos Anjos aplicou duas quedas, na segunda RDA pesou bem e dominou no chão, desferindo bons golpes por cima. 

Rafael dos Anjos foi para o segundo assalto dominando o centro do octógono e soltando mais o jogo. Foram ótimos socos e chutes que abalavam Renato Moicano, quanto arriscava golpes sofria com as entradas de RDA. Dos Anjos conseguiu novamente levar para o chão definitivamente e cair por cima para golpear até o fim da parcial. 

No terceiro round os dois lutadores foram para a trocação mais franca, Rafael dos Anjos acertou os melhores golpes, mas Moicano tentava revidar. Só que uma canelada de RDA fez Moicano beijar a lona. Dos Anjos passou a colocar uma sequência interminável de golpes no rosto do adversário, mas o árbitro não parou o combate depois de um verdadeiro massacre, até que Moicano travou a luta para descansar e aguentou o assalto até o fim. 

Moicano começou o quarto round acertando bons golpes de boxe que entraram limpos, mas Dos Anjos, percebendo o perigo, colocou o combate novamente no chão. RDA seguiu batendo por cima e tomando conta do combate de forma bem clara. Era um verdadeiro massacre de Rafael dos Anjos, desfigurando o rosto de Moicano. 

Depois do árbitro quase parar a luta, ambos foram para a trocação franca. Renato Moicano acertou bons socos, mas Dos Anjos respondia muito bem. Em outra bela entrada de queda, RDA levou para o chão. Só que Moicano voltou de pé, e resolveu ir para o tudo ou nada acertando golpes incríveis que abalaram Dos Anjos, levando tensão até o final. Que combate! Uma guerra entre brasileiros que merece com certeza o bônus de luta da noite.
 

Dominante! Bryce Mitchell vence Edson Barboza por decisão unânime

Duelo clássico entre um dos strikers mais plásticos do UFC, o brasileiro Edson Barboza, contra um monstro na luta agarrada, Bryce Mitchell. A dúvida era sobre quem conseguiria impor seu estilo. 

Mitchell começou cercando e desferindo mais golpes. A intenção era de colocar para baixo, porém, o que levou ao chão foi um direto de Mitchell que fez o brasileiro sofrer um knockdown. O americano levou para o chão e se manteve por cima na guarda de Edson Barboza. O brasileiro conseguiu se levantar no fim, acertou um bom gancho na linha de cintura e depois aplicou um belo direto, terminando o primeiro assalto bem ativo. 

No segundo round, Mitchell colocou rapidamente o confronto para baixo. O americano batia bastante por cima e uma cotovelada abriu um grande sangramento no supercílio do brasileiro. Mitchell seguiu batendo, com socos e cotoveladas ele dominou completamente a etapa. Só um nocaute salvaria Edson Barboza. 

Edson Barboza começou o terceiro assalto acertando uma bela direita. O brasileiro tentava cercar, mas Mitchell foi bem na entrada e conseguiu quedar o oponente para amarrar por cima. Edson ensaiou um triângulo, mas o domínio todo era do americano, desferindo diversos golpes por cima para vencer de forma claríssima o combate. 
 

Implacável! Kevin Holland vence Alex Cowboy por nocaute técnico no segundo round 

Alex Cowboy tinha a responsabilidade de recepcionar Kevin Holland no peso meio-médio. Com ambos vindo de fase ruim, a vitória era imprescindível para a sequência da carreira no Ultimate. 

A luta começou frenética, Kevin Holland desferia mais golpes, mas os mais contundentes eram de Alex Cowboy. O brasileiro conseguiu uma queda, mas os dois voltaram de pé e Holland acertou um diretaço, só que o brasileiro aplicou um belo overhand. O duelo era ótimo! Os dois acertaram golpes excelentes no fim, mas Cowboy conseguiu a queda e foi para as costas no chão até o fim do round.

O segundo assalto começou com uma direita potente de Holland que levou Cowboy para o chão. Caindo por cima, o americano lançou diversos golpes contundentes até o árbitro encerrar o duelo. 

Rápido e letal! Sergei Spivac vence Greg Hardy por nocaute técnico no primeiro round 

O card principal começou com um duelo entre pesos pesados que prometia um nocaute rápido. 

Greg Hardy começou desferindo bons jabs, mas Sergei Spivac logo aplicou um harai goshi levando o americano para o chão. Hardy conseguiu se levantar, mas Spivac novamente colocou o americano no solo, porém, desta vez o lutador da Moldávia chegou à montada e passou a soltar uma saraivada de golpes por cima num ground and pound brutal, encerrando a luta rapidamente como era esperado. 
 

Destaques do card preliminar

Na última luta antes do card principal, Jalin Turner demonstrou seu grande poder de nocaute e destruiu Jamie Mullarkey no segundo round com uma saraivada de golpes que fizeram o juiz parar o combate. 

No combate anterior, Marina Rodriguez sofreu no primeiro round, mas demonstrou seu ótimo jogo em pé e muito coração para virar o duelo e garantir uma importante vitória contra Yan Xiaonan, que coloca a brasileira muito perto do title shot.

Vale destacar também o triunfo da ucraniana Maryna Moroz, que dominou o duelo contra Mariya Agapova na luta de chão e quase aplicou um mata-leão no primeiro assalto. Porém, no segundo round, Moroz aplicou um katagatame para vencer e comemorar de forma emocionante.

Para finalizar as melhores atuações do card preliminar, Umar Nurmagomedov, primo de Khabib, levou Brian Kelleher para o chão e rapidamente fez boa transição e aplicou um belo mata-leão.
 

Confira todos os resultados:

CARD PRINCIPAL

Colby Covington venceu Jorge Masvidal por decisão unânime 

Rafael dos Anjos venceu Renato Moicano por decisão unânime 

Bryce Mitchell venceu Edson Barboza por decisão unânime 

Kevin Holland venceu Alex Cowboy por nocaute técnico no segundo round

Sergey Spivak venceu Greg Hardy por nocaute técnico no primeiro round

CARD PRELIMINAR

Jalin Turner venceu Jamie Mullarkey por nocaute técnico no segundo round

Marina Rodriguez venceu Yan Xiaonan por decisão dividida 

Nicolae Negumereanu venceu Kennedy Nzechukwu por decisão dividida 

Maryna Moroz venceu Mariya Agapova por finalização no segundo round

Umar Nurmagomedov venceu Brian Kelleher por finalização no primeiro round

Tim Elliott venceu Tagir Ulanbekov por decisão unânime 

Ludovit Klein venceu Devonte Smith por decisão dividida 

Dustin Jacoby venceu Michal Oleksiejczuk por decisão unânime